domingo, 25 de outubro de 2020 - 04:47 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Flamengo mostra superação, vence no Equador e encaminha vaga na Libertadores

Flamengo mostra superação, vence no Equador e encaminha vaga na Libertadores

Matéria publicada em 22 de setembro de 2020, 21:30 horas

 


Guayaquil – Superação é a palavra que define a vitória do Flamengo sobre o Barcelona, em Guayaquil, por 2 a 1. Mesmo com 11 desfalques, sete deles por conta de covid-19, no Equador, o atual campeão da Copa Libertadores jogou bem, se reabilitou da surra histórica por 5 a 0 para o Independiente del Valle, e deixou bem encaminhada a vaga às oitavas de final.

Destaque para a movimentação constante dos meias ofensivos Gerson, Éverton Ribeiro e Arrascaeta, do atacante Pedro e para a vibração do técnico Domènec Torrent na beira do campo. Recebeu até amarelo por reclamação.

Com o grande resultado e, acima de tudo, a boa apresentação, mesmo sem peças importantes, casos de Diego Alves, Victor Luís e Gabriel Barbosa, a paz está restabelecida no time, que agora ganha um respiro na luta pela primeira colocação do grupo e também na caça ao líder no Brasileirão. No domingo tem visita ao Palmeiras, mas o clube está pedindo adiamento à CBF por causa dos sete infectados com covid-19.

O Flamengo pisou no gramado do Monumental de Guayaquil com 11 ausências. Além de Isla, Mathelsinho, Victor Luís, Diego Ribas, Vitinho, Bruno Henrique e Michael, diagnosticados com covid-19 no Equador (voltaram ao país nesta terça-feira e não viram o jogo), Diego Alves, Gabriel Barbosa e Pedro Rocha, machucados e Gustavo Henrique, suspenso, também não atuaram.

Mesmo com um time inteiro de desfalques, o Flamengo mostrou em boa parte da partida o futebol que o torcedor se acostumou a ver na vitoriosa temporada passada. Troca de passes, movimentação, ofensividade, alegria em jogar bola. No fim, cansou e levou pressão. Mas soube segurar a vantagem. Foi guerreiro e mereceu o triunfo.

Logo aos 5 minutos, bela arrancada de Gerson, que passou como quis pela marcação e deixou Pedro na cara do gol. O substituto de Gabriel não decepcionou: 1 a 0. Nono gol do centroavante em 24 jogos. Mesmo ficando na reserva na maioria dos jogos, ele não decepciona quando é requisitado.

Diferentemente da apatia apresentada contra o Independiente del Valle, o Flamengo foi bem dinâmico no Equador. Com muita movimentação de ambos os lados, chegou com muita frequência ao gol de Burrai. O goleiro trabalhou em dose dupla aos 17 minutos em chutes fortes de Arrascaeta e Everton Ribeiro.

Nada pôde fazer, contudo, após troca rápida de passes de Pedro, Éverton Ribeiro e Arrascaeta. O uruguaio mostrou tranquilidade ao dominar no peito e estudar as redes.

Sob pressão após os 5 a 0 diante do Del Valle, Domènec Torrent comemorou muito os gols. Cobrado por não ser tão atuante na beirada do campo, dessa vez ele estava vibrante, jogando com o time.

Para quem estava todo remendado, o Flamengo mostrou um ótimo repertório. Jogadas rápidas e envolventes de ambos os lados e uma “fome de gols” gigantesca.

Necessitando de vitória, o Barcelona assustou na reta final do primeiro tempo. Arroyo e Colmán finalizaram errado. Os equatorianos voltaram atrevidos para a segunda etapa e diminuíram logo com três minutos. Colmán recebeu lançamento longo, dominou e rolou para Martínez, que descontou.

O Flamengo mostrou que não sentiu o baque. Pedro e Gerson poderiam ampliar menos de dois minutos depois do gol rival.

Com o passar do tempo, o desgaste físico virou adversário flamenguista. Pedro saiu, com cãibras. Superior tecnicamente, os cariocas viram o rival crescer no fôlego. Colmán e o polêmico Álvez quase empataram. O Flamengo, então, mostrou que também é um time aguerrido. Com raça, se postou bem atrás, cortou os incontáveis “chuveirinhos” para a área, eliminou o adversário, e garantiu 3 pontos importantíssimos.

FICHA TÉCNICA:

BARCELONA 1 x 2 FLAMENGO

BARCELONA – Burrai; Castillo, Riveros, Aimar (Gabriel Marquez) e Vallecilla; Orejuela (Oyola), Piñatares (Quintero), Martínez (Precisado), Damian Díaz e Arroyo (Jonatan Álvez); Colmán. Técnico: Fabián Bustos.

FLAMENGO – César; Thuller (Ramon), Rodrigo Caio, Léo Pereira e Renê; William Arão, Thiago Maia, Gerson, Éverton Ribeiro e Arrascaeta; Pedro (Lincoln). Técnico: Domènec Torrent.

GOLS – Pedro, aos 5, e Arrascaeta, aos 25 minutos do primeiro tempo. Martínez, aos 3 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Piñatares, Orejuela e Riveros (Barcelona); William Arão, Lincoln e Thiago Maia (Flamengo).

ÁRBITRO – Diego Haro (PER).

RENDA E PÚBLICO – Jogo disputado com portões fechados.

LOCAL – Estádio Monumental de Guayaquil, no Equador.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Superação Kkkkk, levou um calor só ; sinto que esse time ainda está intoxicado com DEL VALLE.

Untitled Document