sexta-feira, 15 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Flamengo vence o Flu e se garante na final

Flamengo vence o Flu e se garante na final

Matéria publicada em 27 de março de 2019, 23:49 horas

 


Time dirigido por Abel Braga vai enfrentar o vencedor do duelo desta quinta-feira entre Vasco e Bangu,

Rio  – Com um gol marcado por Éverton Ribeiro, nos acréscimos,  o Flamengo derrotou o Fluminense por 2 a 1, em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Maracanã. O  resultado que classificou a equipe rubro-negra para a decisão da Taça Rio.

O time dirigido por Abel Braga vai enfrentar o vencedor do duelo desta quinta-feira entre Vasco e Bangu, válido pela outra semifinal da competição. Os gols que decidiram o clássico foram marcados por Renê, no primeiro tempo, e Éverton Ribeiro, no segundo para o Flamengo, enquanto Yony González anotou o do Tricolor das Laranjeiras.

Mesmo ficando com dez jogadores antes do intervalo, por causa da expulsão de Bruno Henrique, o Flamengo foi sempre mais objetivo do que o adversário e mereceu a vitória em uma partida muito nervosa. O árbitro mostrou dois cartões vermelhos e 11 cartões amarelos para tentar controlar os ânimos sempre exaltados dos jogadores dos dois times.. O Fluminense começou bem, mas se perdeu com reclamações com a arbitragem e nem soube aproveitar a vantagem numérica durante quase todo o segundo tempo para segurar o empate que lhe daria a vaga…

O jogo

Logo no primeiro minuto, um lance polêmico. Após cobrança de falta, Léo Santos mandou para as redes, mas o assistente marcou irregularidade na jogada. O árbitro Marcelo de Lima Henriques solicitou o auxilio do VAR e depois de alguns minutos de paralisação com muitos protestos de jogadores e comissão técnica das duas equipes, o lance foi realmente anulado  por falta em Rodrigo Caio.

Aos sete minutos, a defesa tricolor saiu jogando errado e a bola ficou com Uribe que desperdiçou a chance, chutando fraco nas mãos de Rodolfo.

O jogo ficou tenso com os jogadores abusando de entradas duras e gerando desentendimentos frequentes. Aos 11 minutos, Renê cruzou da esquerda e Bruno Henrique subiu para desviar de cabeça, mas mandou para fora. A partida seguia truncada pelo excesso de faltas, forçando o árbitro a intervir seguidamente para controlar os ânimos dentro de campo.

O Fluminense só voltou a incomodar aos 19 minutos quando Ganso cruzou para Yony González, mas Rodrigo Caio conseguiu aliviar o perigo. O time dirigido por Fernando Diniz atacava muito pelo lado esquerdo, setor onde Everaldo levava vantagem sobre Pará, mas não conseguia dar criar situações de perigo para o gol defendido por Diego Alves.

Escalado sem o meia Diego e o atacante Gabigol, o Flamengo encontrava grande dificuldade para se articular ofensivamente e os atacantes Bruno Henrique e Uribe eram pouco acionados.

Mesmo sem fazer uma boa partida, o time dirigido por Abel Braga marcou o primeiro gol, aos 29 minutos. Vitinho bateu forte, Rodolfo deu rebote e Bruno Henrique ajeitou para a conclusão de Renê. A partida continuou truncada com muita reclamação contra a arbitragem, principalmente por parte dos tricolores que não se conformavam com as marcações de Marcelo de Lima Henriques.

Aos 37 minutos, Ronaldo derrubou Yony González nas proximidades da área. Ganso bateu e Diego Alves rebateu de soco. A bola voltou para Ganso que teve o seu chute bloqueado pela zaga rubro-negra.

Três minutos depois, o Flamengo teve a chance de ampliar quando Vitinho cruzou e Bruno Henrique cabeceou para grande defesa de Rodolfo. Aos 42, Gilberto recuou mal para Rodolfo, Uribe chegou antes do goleiro, mas concluiu para fora.

Aos 46 minutos, Luciano recebeu bom passe de Everaldo e arriscou, mas a bola não levou perigo para Diego Souza.

Nos acréscimos, o volante Airton sentiu um problema muscular e pediu para sair. E antes que o árbitro encerrasse o primeiro tempo, Bruno Henrique atingiu Gilberto de forma desleal e recebeu cartão vermelho direto, deixando o Flamengo com dez jogadores.

O segundo tempo começou com o mesmo panorama do primeiro. Muitas jogadas ríspidas por parte das duas equipes e muitas reclamações contra a arbitragem, inclusive por parte das comissões técnicas das duas equipes.

Com vantagem numérica, o Tricolor das Laranjeiras tentava sufocar o adversário para buscar o empate. Aos nove minutos, Everaldo fez boa jogada e tocou para Ganso que se livrou da marcação e chutou, mas Léo Duarte desviou para escanteio.

Aos 15 minutos, o Fluminense empatou depois de outra intervenção do VAR.  Tudo começou quando Everaldo foi derrubado na área por Léo Duarte e o árbitro mandou o jogo seguir, mas foi avisado pelo árbitro de vídeo e ao consultar as imagens, marcou pênalti que Yony González converteu com categoria.

Muito nervoso desde o primeiro tempo, o técnico Abel Braga foi advertido pelo árbitro para que parasse com as reclamações a cada marcação. E o Flamengo parecia o reflexo do seu treinador. Um time nervoso e com problemas na organização do jogo.

Depois da parada técnica, o Rubro-negro da Gávea tentou colocar os nervos no lugar para tentar o empate. Aos 27 minutos, Éverton Ribeiro foi derrubado por Ganso nas proximidades da área, mas a cobrança não resultou em nada de positivo.

Aos 30 minutos, o técnico Abel Braga decidiu tornar sua equipe mais ofensiva e trocou o volante Ronaldo pelo atacante Arrascaeta.

Com a vantagem do empate, o Fluminense não mostrava tanto ímpeto para buscar o gol e apenas Everaldo seguia dando trabalho aos zagueiros rubro-negrs com suas investidas pelo lado esquerdo. Aos 36 minutos, o time dirigido por Fernando Diniz teve ótima chance para ampliar. Gilberto fez boa jogada pela direita e cruzou para a cabeçada forte de Yony González, mas a bola se chocou com o travessão.

Para tentar mais fôlego ao time, o treinador tricolor trocou Bruno Silva por Dodi. O Fluminense adotou uma postura mais defensiva, enquanto o Flamengo partiu para tentar o segundo gol que lhe daria a classificação.

Aos 43 minutos, Lucas Silva chutou e a bola bateu em Caio Henrique dentro da área. Os rubro-negros pediram a marcação de pênalti, mas o árbitro nada viu de irregular na jogada.  Os jogadores seguiam envolvidos em confusão a cada lance polêmico, a cada entrada mais dura.  O goleiro Diego Alves passou a ir tentar cabeçada na área tricolor a cada bola parada a favor da sua equipe.

Aos 47 minutos, Renê evitou o segundo gol do Fluminense ao desarmar Everaldo que recebeu de Luciano e se preparava para concluir na área. Um minuto depois, o Flamengo desempatou. Lucas Silva foi derrubado por Léo Santos na área e o árbitro marcou pênalti que Éverton Ribeiro bateu com categoria para garantir a vitória rubro-negra.

Logo depois, Ganso recebeu o cartão vermelho por reclamação. E no final da partida, jogadores das duas equipes ainda se envolveram em nova confusão.

 

FLUMINENSE 1 X 2 FLAMENGO

 

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 27 de março de 2019 (Quarta-feira)

Horário: 21h30(de Brasília)

Público: 21.973 pagantes

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Thiago Corrêa Farinha (RJ)

Cartão Amarelo: Luciano, Matheus Ferraz, Airton, Dodi, Everaldo( Flu); Bruno Henrique, Ronaldo, Éverton Ribeiro, Willian Arão, Diego Alves, Pará(Fla)

Cartão Vermelho: Paulo Henrique Ganso(Flu) e Bruno Henrique(Fla)

Gols:

FLUMINENSE: Yony González, aos 15 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Renê, aos 29 minutos do primeiro tempo e Éverton Ribeiro, aos 48 minutos do segundo tempo

 

FLUMINENSE: Rodolfo, Gilberto, Léo Santos, Matheus Ferraz e Caio Henrique; Aírton(Allan), Bruno Silva(Dodi) e Paulo Henrique Ganso; Luciano, Everaldo e Yony González

Técnico: Fernando Diniz

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Ronaldo(Arrascaeta), Willian Arão, Vitinho( Lucas Silva)e Everton Ribeiro: Bruno Henrique e Uribe(Vitor Gabriel)

Técnico: Abel Braga

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Depois da lambança da arbitragem tinha que dá Flamengo mesmo .

Untitled Document