segunda-feira, 22 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Fluminense arranca empate com o Vasco

Fluminense arranca empate com o Vasco

Matéria publicada em 19 de julho de 2018, 22:12 horas

 


Resultado não foi bom para as equipes na tabela, mas tricolor saboreou igualdade aos 44 do segundo tempo

Rio – Com um gol de Pedro no fim do segundo tempo, o Fluminense arrancou empate por 1 a 1 com o Vasco na noite desta quinta-feira, em São Januário, no Rio, em duelo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Andrés Ríos abriu o marcador para o Cruz-Maltino, que chegou aos 16 pontos, um a mais que o Tricolor. Ambos, porém, seguem na parte intermediária da tabela de classificação, longe do G-6, a zona de acesso para a Copa Libertadores.

A partida começou com o Fluminense conseguindo controlar mais o meio-de-campo, por conta de uma maior movimentação de seus jogadores. Mais preso, o Vasco encontrava dificuldades para trocar passes. Neste cenário, não deu para estranhar que a primeira oportunidade fosse do Tricolor, aos 11 minutos, quando Marcos Júnior chutou cruzado e obrigou o goleiro uruguaio Martín Silva a fazer grande defesa.

Aos poucos o Vasco conseguiu neutralizar esta movimentação do Fluminense, porém, continuava a ter problemas na criação, tornando o jogo menos empolgante, apesar de disputado em ritmo de correria. O primeiro susto que o Cruz-Maltino deu no adversário foi aos 16 minutos, quando a bola sobrou para Andrey chutar cruzado e acertar a rede, só que pelo lado de fora.

Quando Andrés Ríos chutou de fora da área e forçou uma boa defesa de Júlio César logo no primeiro minuto do segundo tempo se esperava um jogo bem melhor. Porém, foi apenas uma ilusão, pois as equipes continuavam com problemas para criar. Wágner e Giovanni Augusto estavam apagados e Yago Pikachu, sem a mesma eficiência dos últimos compromissos, mostrava que o Cruz-Maltino precisava progredir muito.

Pelo lado do Fluminense, ter apenas Sornoza isolado na criação de jogadas era algo sem eficiência, mesmo com o equatoriano sem ter função de marcação. Ele se tornou uma presa fácil para os volantes rivais.

Neste cenário as oportunidades seriam mais em erros individuais e o Vasco desperdiçou uma delas aos 12 minutos. Leo cortou de maneira equivocada, Giovanni Augusto rolou para Wágner que, na marca do pênalti, mandou a bola sobre o gol.

Porém foi um sinal do que aconteceria logo depois, aos 15 minutos. Em outra falha do Fluminense, o Vasco abriu o marcador. Henrique cruzou da esquerda, Júlio César rebateu mal para a área e Andrés Ríos, de primeira, mandou a bola para o fundo da rede.

Com o gol o Vasco recuou, se posicionando para explorar os contra-ataques, já que o Fluminense passou a jogar mais no campo ofensivo. Por muito pouco o Tricolor não empatou aos 22 minutos. Sornoza cobrou falta, Gum desviou e Digão cabeceou para Martín Silva operar um verdadeiro milagre, salvando com os pés.

Com Marcos Júnior e Matheus Alessandro, que entrou na vaga de Dodi, abertos pelas pontas, o Fluminense impôs correria. Aos 42, Martín Silva operou um verdairo milagre. Ayrton Lucas cruzou, Pedro cabeceou na pequena área e o goleiro deu rebote, que Pablo Dyego aproveitou para mandar na trave. Porém, o uruguaio nada pôde fazer aos 45, quando o Tricolor empatou em um lance “chorado”. Marcos Júnior acionou Pedro, que brigou com três zagueiros rivais e conseguiu chutar para igualar o marcador.

As duas equipes voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo às 16h(de Brasília). O Vasco recebe o Grêmio, novamente em São Januário. Já o Fluminense visita o Sport na Ilha do Retiro, em Recife (PE).

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document