sábado, 14 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Fluminense bate Botafogo no Engenhão

Fluminense bate Botafogo no Engenhão

Matéria publicada em 6 de outubro de 2019, 18:08 horas

 


Rio –  O Fluminense segue reagindo no Campeonato Brasileiro. No clássico disputado neste domingo, no estádio Nilton Santos, o Tricolor das Laranjeiras derrotou o Botafogo por 1 a 0, gol marcado por Yony González no primeiro tempo. O resultado fez o Fluminense chegar aos 25 pontos e alcançar a 15ª posição. Já o Botafogo, que não vence há cinco jogos, segue com 27 pontos, na 12ª colocação. No final da partida, a torcida botafoguense vaiou os jogadores da sua equipe e hostilizou o técnico Eduardo Barroca.

A partida foi equilibrada, mas o Fluminense foi mais objetivo do que o adversário e poderia até ter alcançado uma vantagem maior. A equipe dirigida por Marcão, efetivado pela diretoria, mostrou bom toque de bola e soube marcar as investidas do Alvinegro. O Botafogo mostrou muita disposição, mas um futebol muito limitado. Pressionados pela torcida, os jogadores alvinegros mostraram nervosismo na hora de decidir as jogadas.  Na próxima rodada, o Botafogo vai receber o Goiás, no estádio Nilton Santos; o Fluminense vai enfrentar o Cruzeiro, no Mineirão.

O jogo

Mesmo atuando no campo do adversário, o Fluminense começou a partida com mais agressividade, não deixando o Botafogo se armar. Aos seis minutos, João Pedro recebeu passe de Ganso na entrada da área e arriscou, mas a bola subiu demais e encobriu o travessão alvinegro. Um minuto depois, Bochecha fez um grande lançamento para Marcinho que entrou livre pela direita, mas se atrapalhou e deixou a bola sair pela linha de fundo. Logo depois, Diego Souza arrancou pela intermediária e tocou para João Paulo que errou ao tentar lançar para Gilson. O Fluminense  só voltou ao ataque aos 12 minutos com boa troca de passes, mas Allan chutou mal e frustrou a torcida tricolor. Um minuto depois, Daniel arriscou e Gatito Fernández defendeu sem problemas.

O Fluminense mostrava mais agressividade, mas encontrava dificuldades em penetrar na defesa alvinegra. O jogo caiu muito de ritmo com as duas equipes errando muitos passes.
Aos 27 minutos, Yony González foi lançado na corrida e chutou cruzado, mas a bola saiu fraca e facilitou a defesa de Gatito.  O Botafogo respondeu com um contra ataque em velocidade e João Paulo errou ao tentar cruzar para os atacantes. A equipe dirigida por Marcão seguia pressionando em busca do primeiro gol, enquanto o Botafogo não conseguia incomodar porque seus atacantes estavam sempre isolados e sofrendo forte marcação. Aos 31 minutos, após dois cruzamentos na área, Nino cabeceou, mas mandou para fora.

O Fluminense marcou o primeiro gol aos 34 minutos.  Gilberto cruzou da direita e Yony González se antecipou aos marcadores para cabecear no canto direito, sem chances de defesa para Gatito Fernández.  O Botafogo tentou reagir e, aos 38 minutos, Diego Souza chutou, mas a bola saiu muito fraca e facilitou a defesa de Muriel. Aos 40 minutos, Luiz Fernando mandou a bomba, mas a bola explodiu nas costas de Vinicius Tanque. Dois minutos, o Botafogo criou a desperdiçou sua melhor chance. Bochecha lançou Vinicius que recuou para a conclusão de Luiz Fernando que, livre, mandou para fora.

O Botafogo voltou para o segundo tempo com a marcação mais adiantada, tentando impedir o toquer de bola característico do Fluminense. Aos seis minutos, Diego Souza tabelou com Luiz Fernando, mas Digão conseguiu cortar e evitar a conclusão. O Fluminense respondeu com toques de bola rápido na área alvinegra e, depois de receber de Yony González, Allan bateu com muito perigo, mas a bola saiu. Ainda de forma desordenada, o Botafogo passou a pressionar e ,aos nove minutos, após choque com Gilberto, Diego Souza pediu a marcação de pênalti, mas a arbitragem mandou o jogo seguir. Logo depois, Gustavo Bochecha arriscou de fora da área e a bola passou longe do gol defendido por Muriel. Um minuto depois, Muriel saiu bem e cortou o cruzamento de Marcinho que tentava encontrar Vinicius Tanque.

Aos 16 minutos, quase o Fluminense ampliou. Yony González recebeu na área, driblou Marcinho e bateu rasteiro, mas Gatito conseguiu desviar para escanteio.
Numa tentativa de aumentar a agressividade da equipe, o técnico Eduardo Barroca trocou Luiz Fernando e Vinicius Tanque por Rodrigo Pimpão e Victor Rangel.
Aos 25 minutos. Pimpão lançou Victor Rangel que entrou livre e tentou deslocar Muriel, mas o chute saiu fraco e facilitou a boa defesa do goleiro do Fluminense.
O Tricolor das Laranjeiras não conseguia repetir a atuação do primeiro tempo e Marcão decidiu tentar melhorar a produção da equipe, tirando o apagado Ganso
e colocando o atacante Wellington Nem.

Aos 36 minutos, Allan fez ótimo lançamento para Wellington Nem que ganhou da zaga na corrida e tentou deslocar Gatito Fernández, mas mandou na rede, pelo lado de fora. O Botafogo quase chegou ao empate aos 39 minutos em cabeça de Rodrigo Pimpão que proporcionou grande defesa de Muriel. Logo depois, Joel Carli foi derrubado na entrada da área. Léo Valencia bateu e Muriel defendeu sem dificuldades. Aos 43 minutos, Nenê desperdiçou ótima oportunidade depois de receber a bola de Yony González e bater cruzado, mas a bola saiu.
Desesperado por mais um resultado negativo, o Botafogo usou todas as armas para chegar ao empate e até o zagueiro Joel Carli passou a jogar adiantado para tentar aproveitar os cruzamentos, mas a defesa tricolor soube segurar a pressão e garantir a vitória.

BOTAFOGO-RJ 0 X 1 FLUMINENSE-RJ

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 6 de outubro de 2019 (Domingo)
Horário: 16h(de Brasília)
Público: 12.404 presentes
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa-PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Rafael Trombeta (PR)
Cartão Amarelo: Gilson, Victor Rangel, Diego Souza, Joel Carli(Bota); Allan(Flu)
Gol: BOTAFOGO:
FLUMINENSE: Yony González aos 34 minutos do primeiro tempo
BOTAFOGO: Gatito Fernández, Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Gustavo Bochecha(Léo Valencia), Cícero e João Paulo;  Luiz Fernando(Rodrigo Pimpão), Diego Souza e Vinicius Tanque(Victor Rangel)
Técnico: Eduardo Barroca
FLUMINENSE: Muriel, Gilberto(Igor Julião), Nino, Digão e Caio Henrique; Allan, Daniel9Guilherme), Paulo Henrique Ganso(Wellington Nem) e Nenê; João Pedro e Yony González
Técnico: Marcão


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document