sábado, 19 de setembro de 2020 - 15:20 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Fluminense bate Santos e volta ao G-4

Fluminense bate Santos e volta ao G-4

Matéria publicada em 2 de julho de 2015, 22:46 horas

 


Time dirigido por Enderson Moreira não fez partida brilhante, mas realizou o suficiente para superar o adversário

Subindo: Tricolor das Laranjeiras continua brigando na parte de cima da tabela (Foto: Divulgação)

Subindo: Tricolor das Laranjeiras continua brigando na parte de cima da tabela (Foto: Divulgação)

Rio – O Fluminense confirmou a boa fase e derrotou o Santos por 2 a 1, em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Maracanã, no encerramento da décima rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado fez o Tricolor das Laranjeiras chegar aos 20 pontos ganhos e assumir a terceira posição. O Santos, que ainda não conseguiu vencer fora de casa.

O time dirigido por Enderson Moreira não fez uma partida brilhante, mas realizou o suficiente para superar o adversário na maior parte do tempo. Muito desfalcado, o Santos voltou a mostrar irregularidade e não conseguiu quebrar o jejum que o acompanha desde o início da competição. Fred e Lucas Gomes marcaram os gols da equipe carioca, enquanto Ricardo Oliveira anotou o gol solitário do Peixe. Na próxima rodada, o Fluminense vai enfrentar o São Paulo, no Morumbi. O Santos vai receber o Grêmio na Vila Belmiro.

O jogo

O Fluminense começou a partida com a marcação adiantada, com a intenção de não permitir que os jogadores do Santos tivessem liberdade para organizar as jogadas. Mesmo assim, o primeiro ataque perigoso foi da equipe paulista. Ricardo Oliveira desarmou Edson e lançou Gabriel que chutou rasteiro para uma boa defesa de Diego Cavalieri.

Aos seis minutos, o Tricolor criou seu primeiro momento de perigo em cobrança de falta de Jean que passou muito perto da trave direita de Vladimir. Logo depois, Fred, de calcanhar, colocou Marcos Junior em excelente posição. O cruzamento encontrou Gerson que se atrapalhou e deixou a bola sair, perdendo uma boa oportunidade.

Os dois times mantinham a postura ofensiva, mas a equipe das Laranjeiras ficava mais tempo com a bola, embora encontrasse dificuldades para chegar na área paulista. Marcos Junior se movimentava por todos os lados, mas Gerson e Wagner demoravam a encostar em Fred, o que acabava retardando as ações ofensivas da equipe.

Aos 15 minutos, uma tabela de Jean e Gerson quase surpreendeu a zaga, mas Gerson não entendeu o passe do companheiro e acabou deixando a bola sair.

Depois dos 20 minutos, a partida caiu de ritmo porque o Fluminense não conseguia chegar na área paulista, enquanto o Santos, muito retraído, quase não aparecia na área de Diego Cavalieri Só aos 25 minutos é que o time da Vila chegou com relativo perigo. Após cobrança de escanteio, Geovânio pegou, de voleio, mas a bola saiu.

O time dirigido por Enderson Moreira ficava mais tempo com a bola nas pés, mas encontrava dificuldades para penetrar na defesa do time paulista.

Aos 39 minutos, o Fluminense marcou o primeiro gol. Após lançamento na área, Gerson deu um toque preciso para a entrada de Fred que cabeceou sem defesa para o goleiro Vladimir. Foi o primeiro gol marcado pelo artilheiro tricolor contra a equipe santista.

O Santos tentou partir para o ataque, mas seguiu encontrando dificuldades para penetrar na defesa carioca e não conseguiu criar qualquer jogada de perigo, até o final do primeiro tempo.

Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo. O Santos voltou com uma postura mais ofensiva, com os meias mais avançados. Aos quatro minutos, o Fluminense quase marcou o segundo gol. Wellington Silva investiu pela direita e cruzou para Gerson completar, com muito perigo para o gol de Vladimir.

A resposta da equipe paulista veio através de Geuvânio que recebeu de Daniel Guedes e chutou com perigo. Mais agressivo, o Santos acabou marcando o gol de empate, aos oito minutos. Geuvânio fez ótima jogada, se livrou de três marcadores e lançou Ricardo Oliveira que precisou chutar duas vezes para colocar a bola nas redes de Diego Cavalieri.

Insatisfeito com a produção da equipe tricolor, o técnico Enderson Moreira trocou Marcos Junior por Lucas Gomes que passou a jogar aberto pela direita.

O Santos, por sua vez, voltou ao esquema cauteloso do primeiro tempo, mais preocupado em defender, o que permitia que o Fluminense aumentasse a pressão.

Aos 25 minutos, o tricolor perdeu uma chance incrível. Wellington Silva arrancou em velocidade e cruzou para Fred que, de dentro da pequena área, e sem goleiro, conseguiu acertar o travessão. A resposta do Peixe veio em chute de Rafael Longuine que Diego Cavalieri espalmou para escanteio.

Aos 30 minutos, os zagueiros da equipe carioca se atrapalharam e a bola sobrou limpa para Gabriel bater e assustar a torcida tricolor.

O Fluminense desempatou aos 35 minutos. Gustavo Scarpa fez ótimo lançamento para Lucas Gomes que entrou por trás da zaga e cabeceou para marcar. O goleiro Vladimir ainda tocou na bola, mas não conseguiu fazer a defesa.

O Santos partiu para buscar o gol do empate e quase alcançou o objetivo, aos 45 minutos, mas Diego Cavalieri praticou duas grandes defesas e garantiu a vitória.

FLUMINENSE 2 X 1 SANTOS

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Horário: 21 horas (de Brasília)
Público: 11.437 pagantes
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Marcus Vinicius Gomes (MG) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Cartão Amarelo: Wagner(, GersonFlu); Werley, Thiago Maia, Daniel Guedes(San)
Gols: FLUMINENSE: Fred, aos 39 minutos do primeiro tempo; Lucas Gomes, aos 35 minutos do segundo tempo
SANTOS: Ricardo Oliveira, aos oito minutos do segundo tempo
FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Henrique, Antônio Carlos e Giovanni; Edson, Jean, Wágner(Pierre) e Gerson(Gustavo Scarpa); Marcos Junior (Lucas Gomes) e Fred
Técnico: Enderson Moreira
SANTOS: Vladimir; Daniel Guedes(Caju), Werley, Paulo Ricardo e Victor Ferraz; Thiago Maia, Rafael Longuine(Serginho) e Lucas Lima; Geuvânio(Nilson), Gabriel e Ricardo Oliveira.
Técnico: Marcelo Fernandes

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Avatar
    Edimir Nogueira Mattos

    Um dos objetivos do Flu já foi alcançado: entrar no G4. Outro, claro, é se manter entre os primeiros. O bom momento nos dá a certeza de que podemos ter outra chance na Libertadores. O bloco da frente tá embolado e a briga vai ser grande. O banco tem que estar afinado para garantir o equilíbrio da máquina. Força, Flu!

  2. Avatar

    O time é praticamente o mesmo da era Cristóvão, aquele que não fazia leitura correta dos jogos e mexia mal no time. Sinal que o dedo de treinador funciona sim. Podemos observar que o time ganhou padrão de jogo, alguns jogadores como Wagner tem que ser titular, Jean tem aparecido mais na área, enfim, está melhorando. Deixem Gérson embora e aproveitem a grana para reforçar o time.

Untitled Document