sexta-feira, 15 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Fluminense é derrotado pelo Avaí no Maracanã

Fluminense é derrotado pelo Avaí no Maracanã

Matéria publicada em 2 de setembro de 2019, 22:13 horas

 


Rio – O Fluminense voltou a decepcionar sua torcida e deixou o campo muito vaiado ao ser derrotado pelo Avaí, por 1 a 0, em partida disputada na noite desta segunda-feira, no Maracanã . Como já havia acontecido nos jogos contra Goiás e CSA, os tricolores desperdiçaram várias oportunidades para marcar e acabaram surpreendidos.

Foi a primeira vitória do Avaí no Campeonato Brasileiro. O resultado manteve o Fluminense na zona do rebaixamento. O time dirigido por Oswaldo de Oliveira ,que ainda não venceu desde que assumiu, segue na 18ª posição com 12 pontos ganhos, enquanto o Avaí segue na lanterna, agora com dez pontos ganhos.

O Fluminense foi superior durante a maior parte do jogo, mas esbarrou na falta de precisão dos seus atacantes e nas boas defesas do goleiro Vladimir que se transformou no destaque da partida. Quando tudo indicava que a partida terminaria sem gols, o árbitro Raphael Claus, com auxílio do Var, marcou pênalti de Caio em Iury e João Paulo converteu com categoria, garantindo a vitória da equipe dirigida por Alberto Valentim.  Na próxima rodada, o Fluminense vai visitar o Fortaleza, no Castelão; o Avaí vai enfrentar o Flamengo, no Mané Garrincha.

O jogo

Os dois times começaram a partida em ritmo lento, trocando muitos passes laterais e com pouca agressvidade. Aos três minutos, o atacante Caio Paulista desarmou Igor Julião, se livrou de Digão e cruzou para para Brenner, mas Nino afastou o perigo. A torcida tricolor, muito calada no Maracanã, vibrou quando o lateral-esquerdo Caio Henrique deu dois chapéus seguidos em Iury. O Avaí assustou aos oito minutos quando Igor Fernandes cruzou, a bola bateu na zaga e Caio Paulista chegou atrasado para concluir o lance.

Armado com um esquema ofensivo, o Fluminense encontrava dificuldades para se aproximar da área catarinense. Ganso atuava como um segundo volante, enquanto Nenê ficava mais avançado, tentando encostar nos atacantes.
Aos 11 minutos, o Fluminense chegou pela primeira vez quando Allan cruzou e João Pedro cabeceou por cima. Dois minutos depois, Yony González investiu pela esquerda e cruzou para a entrada de Igor Julião que bateu de voleio e obrigou Vladimir a fazer uma grande defesa.

O time dirigido por Oswaldo de Oliveira seguia dominando e buscando o primeiro gol, enquanto o Avaí não conseguia mais ameaçar o adversário e se preocupava apenas em bloquear as investidas do adversário.
Aos 22 minutos, novamente Yony González fez boa jogada pela esquerda e cruzou para a cabeçada de João Pedro que tirou tinta do poste. Logo depois, Wellington Nem foi lançado na corrida, driblou o goleiro Vladimir, mas perdeu o ângulo e acabou chutando nas redes pelo lado de fora.
Insatisfeita com a falta de objetividade da equipe, a torcida tricolor ensaiou algumas vaias. O zagueiro Digão que perdeu uma bola na defesa, passou a ser o mais visado pelos tricolores.

Depois dos 35 minutos, o Fluminense aumentou o ritmo e criou boas chances para marcar. Aos 37, depois de ótima jogada de Wellington Nem, João Pedro recebeu na área e bateu em cima da zaga. Caio Henrique apanhou o rebote e lançou Nenê que demorou a chutar e foi desarmado. Aos 40 minutos, depois de lançamento de Ganso, Yony González soltou a bomba e Vladimir fez outra grande defesa. Aos 44 minutos, o goleiro Vladimir destaque do Avaí na partida, quase complica sua atuação ao deixar escapar uma bola fácil cabeceada por Yony González, mas para sua sorte, a bola saiu. O goleiro do Avaí se reabilitou dois minutos depois quando João Pedro cabeceou forte e ele fez outra grande defesa, impedindo o gol da equipe carioca.

Depois de ter deixado o campo vaiado pela torcida, o Fluminense começou o segundo tempo buscando o ataque. Aos cinco minutos, Nenê recebeu na entrada da área e soltou a bomba que desviou em Lourenço e saiu para escanteio. No minuto seguinte, o mesmo Nenê cruzou na área e João Pedro cabeceou para outra boa defesa de Vladimir.
O Avaí não conseguia sair da defesa, enquanto o Fluminense buscava a marcação do primeiro gol. O time catarinense apareceu na área tricolor aos 11 minutos em jogada errada do zagueiro Digão que recuou a bola pelo alto e quase complicou o goleiro Muriel.

Aos 16 minutos, novamente Vladimir salvou a sua equipe ao defender parcialmente um chute forte de Nenê. Logo depois,  Yony González desperdiçou uma grande chance ao concluir para fora, um ótimo passe de Caio Henrique.
O Avaí apareceu pela primeira vez com perigo no segundo tempo aos 20 minutos, quando Iury cruzou da direita e Jonathan apareceu entre os zagueiros, mas cabeceou para fora, quando tinha tudo para marcar.
Numa tentativa de dar mais força ao ataque, Oswaldo de Oliveira trocou Ganso e Wellington Nem, colocando o volante Caio e o atacante Marcos Paulo. Na saída dos dois experientes jogadores, a torcida se dividiu entre vaias e aplausos.

Satisfeito com o resultado, o técnico Alberto Valentim tentou reforçar o sistema defensivo do Avaí e colocou o volante Mosquera na vaga do atacante Lourenço. Aos 32 minutos, Vladimir voltou a aparecer bem ao desviar para escanteio um chute forte de Allan. Aos 35 minutos, o treinador do Fluminense decidiu promover a estreia do atacante Lucão e o colocou no lugar de João Pedro. Pela substituição, Oswaldo de Oliveira foi chamado de “burro” pela torcida tricolor.

Aos 36 minutos, Caio dividiu com Iury na área e os catarinenses pediram a marcação de pênalti. O árbitro Raphael Claus foi consultar o monitor de vìdeo e marcou a penalidade a favor da equipe visitante. Aos 41 minutos, João Paulo bateu o pênalti com categoria e colocou o Avaí na frente do placar.  Sem outra alternativa, o Fluminense partiu para buscar o empate, enquanto o Avaí recuou e conseguiu defender o resultado.

FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE-RJ 0 X 1 AVAÍ-SC

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 2 de setembro de 2019, segunda-feira
Hora: 20h (de Brasília)
Público: 16.811 presentes
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
VAR: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Cartão Amarelo: Allan, Nino, Caio (Flu); Ricardo(Av)
Gols:
AVAI: João Paulo, aos 41 minutos do segundo tempo
FLUMINENSE: Muriel, Igor Julião, Digão, Nino e Caio Henrique; Allan, Ganso(Caio) e Nenê, Wellington Nem(Marcos Paulo), João Pedro(Lucão) e Yony González
Técnico: Oswaldo de Oliveira

AVAÍ: Vladimir; Iury, Ricardo, Marquinhos Silva e Igor Fernandes; Pedro Castro, Richard Franco e João Paulo(Matheus Barbosa); Caio Paulista, Lourenço(Mosquera) e Brenner(Jonathan).
Técnico: Alberto Valentim


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document