Fluminense supera o Boca Juniors e conquista a Libertadores

Tricolor conquistou o título da competição pela primeira vez em sua história

by Diário do Vale

Fotos e Vídeos: Vinicius Ramos

Rio de Janeiro – O Fluminense venceu o Boca Juniors no Maracanã por 2 a 1 e conquistou a Libertadores pela primeira vez, neste sábado (4). Cano no primeiro tempo e John Kennedy na prorrogação marcaram os gols da partida pelo Flu.

“Parabéns ao Fluminense pelo título histórico conquistado no Maracanã. Foi uma vitória na garra, típica do Tricolor das Laranjeiras. Queria cumprimentar todos os atletas, integrantes da comissão técnica, da diretoria e torcedores pela linda festa no Maracanã”, disse o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, que assistiu à decisão no Maracanã.

Foram 15 anos de espera desde a última fez que o Tricolor disputou uma final de Libertadores – em 2015 os cariocas perderam nos pênaltis para os equatorianos da LDU. A história hoje no Maracanã foi outra: além do título que garante premiação total de quase R$ 95 milhões, o Fluminense assegurou vaga na Libertadores do ano que vem, presença no Mundial de Clubes deste ano e também vaga no Super Mundial de Clubes da Fifa em 2025. Com a taça conquistada hoje, o Brasil soma cinco títulos consecutivos na Libertadores. Nas edições anteriores, os troféus ficaram com Flamengo (2019 e 2022) e  Palmeiras (2020 e 2021).

O Fluminense trocou mais passes e teve mais posse de bola no primeiro tempo,  apesar da defesa bem postada do time argentino. Foram ao todo cinco finalizações do Tricolor, a primeira delas aos 15 minutos, em cobrança de falta de Marcelo, direto para Cano cabecear ao gol, mas o goleiro Romero defendeu com tranquilidade. Dois minutos depois, o argentino Merentiel deu um susto na torcida tricolor: arrancou com a bola do meio de campo e mandou uma bomba da entrada da área, que Fábio atento defendeu com maestria. Aos 26 minutos, Cano tenta abrir o placar de bicicleta, mas falha. Dez minutos depois, foi ele que inaugurou o marcador no Maracanã, após tabelar com Arias. O artilheiro comemorou muito seu 13º gol na Libertadores.

Se na primeira etapa só deu Flu, no segundo tempo o Boca Juniors dominou a bola em campo. O time argentino avançou a linha de marcação, dificultando a saída de bola. Aos quatro minutos, Fabra cruzou para Merentiel que desviou para Medina finalizar, mas ele chutou mal, e ajudou a defesa de Fábio. Seis minutos depois, Advíncula, lateral-direito do Boca, avança pela direita e manda uma bola venenosa à esquerda do gol tricolor. Foi por pouco. E três minutos depois, novamente em jogada pela direita, Advíncula recebe de Medina e chuta certeiro no canto esquerdo, sem chance para Fábio. Tudo igual: 1 a 1. Antes do fim, aos 43 minutos, Merentiel quase vira o placar ao chutar forte quase do meio de campo. A bola passou rente à trave esquerda. Já nos acréscimos, Lima rolou para Diogo Barbosa que disparou sozinho, ficou cara a cara com o goleiro Romero, e acabou batendo para fora.

Prorrogação

O Fluminense foi com tudo para o ataque e brilhou a estrela de John Kennedy, que havia entrado nos últimos minutos do tempo regulamentar. A jogada que originou o gol do título começou com Diogo Barbosa que avistou Keno adiantado, lançou a bola e Keno cabeceou para Kennedy acertar o fundo da rede. Na comemoração, o camisa nove foi festejar com a torcida e o árbitro Wilmar Rol, subiu o cartão vermelho. Antes do fim, também teve expulso do lado argentino: Fabra desferiu um tapa no rosto de Nino, capitão do Fluminense. O VAR interveio, e Roldán anotou cartão vermelho para o lateral-esquerdo do Boca.

No segundo tempo da prorrogação, os argentinos amassaram os brasileiros, mas Fábio, goleiro do Fluminense, que completou hoje 100 partidas de Libertadores, fez toda a diferença em campo  Aos cinco minutos agarrou uma bola perigosa de Taborda, num chute de fora da área.  Aos oito minutos, em contra-ataque,  Arias deu passe para Guga, que mandou uma bomba na trave. O Flu seguiu fechado na defesa até o apito final e a conquista do título inédito da Libertadores.

As imagens mostram os torcedores reunidos na Vila Santa Cecília comemorando o título. A Prefeitura de Volta Redonda instalou um telão no local para a torcida acompanhar a final. Em todas as cidades da região a torcida tricolor está em festa.

*Com informações da Agência Brasil

You may also like

1 comment

young flu 5 de novembro de 2023, 03:18h - 03:18

Parabéns, Fluzão!!! Parabéns por este belo título!!! Finalmente o Fluminense é Campeão da Taça Libertadores da América (já era tempo)!!!

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

(24) 99926-5051 – Jornalismo

(24) 99234-8846 – Comercial

(24) 99234-8846 – Assinaturas
.

Image partner – depositphotos

Canal diário do vale

colunas

© 2024 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996