Fluminense trabalha para reduzir folha e abrir espaço para reforços - Diário do Vale
quinta-feira, 23 de setembro de 2021 - 09:59 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Fluminense trabalha para reduzir folha e abrir espaço para reforços

Fluminense trabalha para reduzir folha e abrir espaço para reforços

Matéria publicada em 28 de abril de 2015, 21:21 horas

 


Rio  –

A diretoria do Fluminense vem trabalhando no sentido de contratar reforços importantes para a disputa do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Nomes como o zagueiro Antônio Carlos, que não vinha sendo aproveitado no São Paulo, e o volante Pierre, que estava no Atlético-MG, já foram anunciados e os dirigentes trabalham com outros nomes.

Porém, para isso é preciso reduzir o atual plantel. O técnico Ricardo Drubscky deseja trabalhar com no máximo 35 jogadores e, além disso, é necessário reduzir a folha salarial.

Sendo assim, alguns jogadores que não estão nos planos deverão ser emprestados ou dispensados. Revelados nas categorias de base do clube, o lateral-direito Igor Julião e o atacante Marcos Júnior serão emprestados ao ABC para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Os dois não vinham sendo aproveitados pela comissão técnica e perderam espaço.

– A saída de jogadores revelados na base por empréstimo pode render algo de positivo mais na frente. O Wellington Nem, por exemplo, foi emprestado ao Fluminense, voltou com moral grande, foi fundamental na conquista do título brasileiro de dois mil e doze e foi negociado para a Europa. Portanto, temos que ver as coisas pelo lado positivo – disse Mário Bittencourt, vice-presidente de futebol do Fluminense.

O clube recebeu uma oferta do Atlético-PR para contratar o volante Rafinha e o Fluminense não deverá criar maiores problemas, já que os dois clubes se reaproximaram com a negociação que levou o atacante Walter para o Furacão.

Ainda na linha de empréstimos, o lateral-direito Fernando foi liberado para negociar com o Macaé para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Se as duas partes acertarem as bases salariais o Tricolor vai liberar o atleta. Guilherme Santos, que nunca conseguiu se firmar na lateral esquerda, deverá disputar o Brasileirão com a camisa do Avaí.

Alguns outros jogadores estão sendo analisados pela comissão técnica e também podem ser liberados para conseguirem outro clube para o segundo semestre, mas os dirigentes evitar revelar nomes para que os atletas não seja desvalorizados e isso possa acabar atrapalhando futuras negociações ou gerando alguns problemas de imagem ou trabalhistas.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document