terça-feira, 17 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Garoto de 13 anos pretende fazer história no Karatê

Garoto de 13 anos pretende fazer história no Karatê

Matéria publicada em 27 de setembro de 2018, 17:13 horas

 


Volta Redonda – Guilherme Resende Brites Leal tem 13 anos e desde os sete anos treina Karatê. É considerado pelo sensei como um atleta habilidoso e disciplinado. O pai garante que o filho obediente e inteligente. Com esses requisitos, o garoto espera ir longe.
– Ainda tenho apenas 13 anos, gosto muito da prática do karatê vejo o karatê como uma evolução olímpica, quem sabe nas olimpíadas de Paris em 2024 eu estarei lá – diz.
Ele treina Karatê na Academia Boa Forma, pela equipe MA Fight, desde os 7 anos, com Sensei André Luiz Silva Oliveira. O mestre tem 39 anos e está há 29 no esporte: “O Guilherme é muito obediente e tenta sempre por em prática o que a gente ensina. Nesses anos ele evoluiu muito, tanto como pessoa, quanto tecnicamente. Acredito que além da habilidade que ele demonstra, o grande diferencial dele é a disciplina, que pra idade é incomum”, disse.
A afinidade com o treinador faz com que o garoto retribua as palavras. “Meu maior ídolo é o meu Sensei André, porque foi ele que me mostrou o que é o Karatê e também foi ele que me ensinou os principais fundamento do karatê”, afirma.
No entanto, como acontece em muitos casos no Brasil, Guilherme ainda precisa de patrocínio para ir mais longe. Na carreira e nas competições Brasil a fora. “O patrocínio me ajudaria a participar de mais eventos, podendo participar de Sul-Americana, ou até mundial. Uma vez que atualmente todas as despesas são custeadas pelo meu pai”.
O sensei concorda: “Eu não tive muitos patrocinadores e sei quais são as dificuldades de seguir uma carreira sem esse suporte. Para que o Guilherme realize o sonho de chegar às Olimpíadas, um patrocínio é de suma importância, pois ele precisa participar dos torneios, que normalmente geram custos”.
O pai Vilmar Brites Leal, de 50 anos, faz o que pode neste sentido.
“Incentivei desde cedo o Guilherme a praticar esportes, pois acredito que o esporte educa. Diferente do que a maioria das pessoas pensa, o Karatê não é violência. Pelo contrário, as artes maciais ensinam muito sobre respeito, disciplina e a ter foco. O que acredito ter contribuído inclusive na vida acadêmica dele, pois ele é um dos melhores alunos da turma”.
Ele prossegue: “Eu vejo no meu filho, muita paixão pelo que ele faz e por isso faço de tudo para acompanha-lo e arcar com as despesas que as disputas geram, porém o custo fica bem alto a cada campeonato. Para que ele consiga ganhar espaço dentro do esporte e assim chegar até as olimpíadas é preciso que ele suba em muitos rankings ainda. Hoje acredito que um patrocinador faria toda diferença na carreira dele”.

Guilherme ao lado de seu Sensei André.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

6 comentários

  1. Avatar

    O André, como sempre, fazendo a diferença na região quando se trata de dedicação e profissionalismo. Grande abraço meu amigo.

  2. Avatar

    Parabéns Guilherme!!!

    Foco e persistência, você chega aonde quiser…

  3. Avatar

    Parabéns ao Guilherme, pelo esforço e conquistas, e a esse pai, por todo apoio e dedicação.
    Que venha o patrocínio!

  4. Avatar

    Parabéns Guilherme por ser um bom lutador e um bom aluno na escola.

  5. Avatar

    Parabéns Guilherme, que vc sirva de exemplo para nossa juventude, que está precisando muito.
    Sucesso. E que Deus continue iluminando seu caminhão. Boa noite.

  6. Avatar

    PARABÉNS AO JOVEM GUILHERME E SEU MESTRE. EXÊMPLO DE DISCIPLINA E DETEMINAÇÃO QUE A MAIORIA DOS JOVENS NECESSITAM. AVANTE GUILHERME, CONFIE EM DEUS E NO SEU POTENCIAL. DEUS VOS ABENÇOE.

Untitled Document