quinta-feira, 20 de janeiro de 2022 - 08:41 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Ginástica artística do Brasil encerra sua participação no Pan Junior de Cali

Ginástica artística do Brasil encerra sua participação no Pan Junior de Cali

Matéria publicada em 2 de dezembro de 2021, 16:20 horas

 


Seleções feminina e masculina foram vice-campeãs na disputa por equipes e conquistaram mais 6 medalhas

As meninas do Brasil ficaram com a medalha de prata na competição por equipes – Foto:  Divulgação CBG.

Cali- A delegação que foi a Cáli para representar a nova geração da Ginástica Artística do Brasil encerrou sua participação na primeira edição dos Jogos Pan-Americanos Júnior. A equipe feminina foi a última a disputar o evento, o time masculino já retornou ao país. Em uma briga bastante acirrada com México, as meninas do Brasil ficaram com a medalha de prata na competição por equipes. Os Estados Unidos foram ouro. Nas finais por equipes, Andreza Lima conquistou dois bronzes, no salto sobre a mesa e na trave.

Na ótica da treinadora Adriana Alves, o resultado premiou todo o esforço empreendido. “São atletas jovens. Foi a primeira vez que elas competiram num evento dessa grandiosidade. Uma competição como o Pan Júnior carrega uma expectativa, um clima diferente. E elas se saíram muito bem”.

Nas finais por aparelhos, Andreza foi o grande destaque brasileiro, com seus dois bronzes. “Ela mostrou um bom controle emocional, e nos deixou muito orgulhosos. Quero parabenizar todas as nossas ginastas. Por causa da pandemia, tivemos que reorganizar todo o nosso planejamento, a forma de abordar, de treinar, para que pudéssemos recuperar o tempo perdido”, resume a treinadora. “Estaremos muito bem representados em 2022 nessa categoria”, acrescenta Adriana.

Ginástica Artística Masculina

A equipe masculina chegou ao Brasil na terça-feira, dia 30, com sensação de dever cumprido. Eles conquistaram a medalha de prata na competição por equipes, duelando até o último aparelho com os Estados Unidos, que ficaram com o ouro. Nas finais por aparelhos, Diogo Paes foi campeão na barra fixa e conseguiu o bronze nas paralelas, aparelho em que Yuri Monteverde Guimarães foi vice-campeão. No cavalo com alças, Gustavo Pereira obteve o bronze. No quadro de medalhas da Ginástica Artística Masculina, o Brasil ficou em segundo lugar, com um ouro, duas medalhas de prata e duas de bronze, atrás dos Estados Unidos (5,1,1). México e República Dominicana dividiram a terceira colocação, com um ouro.

Fonte: CBG*


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document