sexta-feira, 14 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / João Carlos se junta ao seleto grupo de artilheiros do Campeonato Carioca

João Carlos se junta ao seleto grupo de artilheiros do Campeonato Carioca

Matéria publicada em 16 de julho de 2020, 08:45 horas

 


João Carlos tem faro de gol e terminou Estadual como artilheiro


Volta Redonda – 
O Campeonato Estadual de 2020 terminou na noite desta quarta-feira, 15, com o título conquistado pelo Flamengo sobre o Fluminense. O placar de 1 a 0 garantiu a festa para os rubro-negros e também para o atacante João Carlos, do Volta Redonda, que terminou a competição como maior artilheiro do Carioca ao lado do badalado Gabigol.  Ambos fizeram oito gols no certame.

Como o atacante do Flamengo estava fora da final, após ter sido expulso no primeiro jogo diante do tricolor das Laranjeiras, quem mais poderia assustar João Carlos era o meia Nenê, que entrou em campo com seis gols. O experiente jogador do Fluminense, no entanto, não teve grandes chances ao longo da partida e passou em branco nesta quarta. Com isso, João Carlos ficou com essa conquista pessoal.

O atacante do Tricolor de Aço se junta a um seleto grupo de jogadores, e deve ser nome certo na premiação da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro para os melhores do Campeonato Estadual. Além disso, mantém o Volta Redonda em um posto que deve ser destacado.  Nos últimos 20 anos, apenas seis vezes a artilharia ficou fora dos elencos dos chamados grandes clubes. Destas seis vezes, quatro foram a partir de campanhas de atletas do Volta Redonda.

A primeira vez que o Voltaço teve um artilheiro foi com Fábio, que na edição de 2002 fez 16 gols. Em 2005, Túlio Maravilha fez 12 gols no ano em que o Volta Redonda conquistou a Taça Guanabara. Um detalhe interessante: Túlio havia sido artilheiro do mesmo campeonato dez anos antes, com a camisa do Botafogo. Passaram-se 11 anos até que o Volta Redonda voltasse a ter o maior artilheiro carioca: Tiago Amaral e seus 10 gols fizeram história em 2016. Agora, João Carlos fecha a quadra. Que venha a quina!

Artilheiros dos últimos 20 anos:

2020 – João Carlos (Volta Redonda) e Gabriel (Flamengo)
2019 Bruno Henrique (Flamengo) 08
2018 Pedro (Fluminense) 07
2017 Paolo Guerrero (Flamengo) 10
2016 “Tiago Amaral” – Tiago Leite do Amaral (Volta Redonda) 10
2015 Fred (Fluminense) 11
2014 Edmílson (Vasco) 11
2013 Hernane (Flamengo) 12
2012 Somália (Boavista) e Alecsandro (Vasco) 12
2011 Fred (Fluminense) 10
2010 Vágner Love (Flamengo) 15
2009 Maicosuel (Botafogo) 12
2008 Wellington Paulista (Botafogo) 14
2007 Dodô (Botafogo) e Marcelo (Madureira) 13
2006 Dodô (Botafogo) 9
2005 Túlio Maravilha (Volta Redonda) 12
2004 Valdir (Vasco) 14
2003 Fábio Bala (Fluminense) 10
2002 Fábio (Volta Redonda) 16
2001 Edílson (Flamengo) 16
2000 Romário (Vasco) 19

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar
    Capeta da grota do Santa cruz

    Deu foi sorte ….

  2. Avatar

    A terceira divisão tem muitos times fortes, do Sul, do Pará e interior de Minas uns caras que trata a bola com muito carinho. Daqui uns meses lembra que eu avisei, voltaco pra subir muito treino, muita força e estudar os detalhes que leva um clube prosperar.

  3. Avatar

    Em matéria anterior do DV sobre esse assunto, alguém comentou que a média do Gabigol é melhor, mas lembro que isso não entra para a história. O Túlio também foi artilheiro em 1995 com 27 gols, festejado pela mídia esportiva por ter sido melhor, mas com 7 jogos a mais do que o famoso craque que foi vice-artilheiro por apenas 1 gol de diferença. Poucos lembram de melhores médias.
    Igual à F1 o alemão Schumacher, melhor em quantidade (ainda) e o argentino Fangio com a melhor performance da história, mas pouco lembrado nas estatísticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document