Jogadores do Fluminense cientes da importância de vitória

Por Diário do Vale
44 Visualizações

Rio  –

O Fluminense aparece na zona de classificação para as semifinais do Campeonato Carioca e tem tido um bom desempenho contra equipes de menor investimento, de onde vem todos os seus 15 pontos conquistados até este momento. Porém, no primeiro clássico do ano veio uma derrota de 1 a 0 para o Vasco.
Neste domingo, o segundo grande jogo do ano para o Tricolor pode dar uma noção ainda mais clara do que se esperar desta equipe. Pelo menos esse é o pensamento nas Laranjeiras, que respira o clima do clássico contra o Botafogo, marcado para às 18h30(de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela oitava rodada do Estadual.
– Sabemos que uma vitória em clássico muda toda a realidade de um time e no Campeonato Carioca isso não é muito diferente. Se conseguirmos vencer o Botafogo vamos dar um salto de qualidade dentro da competição, pois esse é o típico resultado que acaba repercutindo ainda mais do que as partidas diante de times de menor investimento. O nosso trabalho ao longo da semana passa por isso – disse o zagueiro Henrique.
O lateral-esquerdo Giovanni pensa de maneira parecida.
– Nós sabemos que somos realmente avaliados quando estamos participando de clássicos, de jogos contra equipes do mesmo nível do Fluminense. Não estou falando que não são importantes as partidas contra equipes de menor investimento, mas neste tipo de jogo a responsabilidade está toda do nosso lado e quando ganhamos não existe uma avaliação tão clara. Portanto, o que representa mais para verificar o nosso estágio e as nossas reais condições na competição são realmente os clássicos – analisou Giovanni.
Na visão o volante Jean, a derrota contra o Vasco pode acabar voltando à tona se o Fluminense tiver um mau resultado contra o Botafogo, o que aumentaria a pressão sobre o time.
– Nós perdemos o único clássico que fizemos até este momento, contra o Vasco, e agora temos a oportunidade de reagirmos diante do Botafogo. Isso é muito importante e precisamos ir em busca do resultado que nos interessa. Os clássicos ditam um pouco a confiança do time e o que ele pode apresentar quando chegar em uma reta final. Daí a importância desses resultados – disse Jean.
Em termos de escalação, Cristóvão Borges ainda não definiu a formação que pretende utilizar. Apesar de estarem disponíveis após cumprirem suspensão na vitória de 1 a 0 para o Resende, os volantes Edson e Rafinha permanecem treinando entre os reservas, em um claro sinal de que o treinador pretende dar sequência ao time do último jogo.
Isso, porém, não impediu que ele mudasse a zaga. O sempre questionado Victor Oliveira deixou a zaga para a entrada de Marlon, recuperado de uma cirurgia que se submeteu após fraturar o nariz defendendo a Seleção Brasileira no Campeonato Sul-Americano Sub-20. O jovem deverá ser o companheiro de zaga no setor.

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

1 Comentário

Sargento Taínha 6 de março de 2015, 07:30h - 07:30

Chamada para galera do Voltaço! O time está fazendo sua parte, vamos fazer a nossa! Somos a maior torcida do interior e a QUINTA FORÇA do Rio! O time de melhor estrutura do estado! Flamengo não tem CT, vasco não tem água, Raulino é muito melhor que laranjeiras e o Bostafogo não tem nada, nem notícia! O resto não vai nem entrar na comparação. VAI PRA CIMA DELES TAÇOOOOOO!

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

 

(24) 99926-5051 – Jornalismo

 

(24) 99234-8846 – Comercial

 

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2023 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996