sábado, 19 de setembro de 2020 - 09:15 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Juninho aprova estreia, fala sobre ídolos e busca por espaço no profissional

Juninho aprova estreia, fala sobre ídolos e busca por espaço no profissional

Matéria publicada em 26 de janeiro de 2020, 08:21 horas

 


Jogador foi elogiado pelo técnico Abel Braga após o jogo no meio de semana

Jogo de quarta-feira marcou a realização de um sonho de criança, que era jogar no Maracanã-Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Rio de Janeiro-  O clássico diante do Flamengo, no meio da semana, marcou a estreia de vários Meninos da Colina. Um deles foi o volante Juninho, que completou 19 anos no dia seguinte e foi muito elogiado pelo técnico Abel Braga e pelos torcedores que acompanharam a partida. O jogador falou sobre o sonho de criança que foi realizado e lamentou não ter saído do Maracanã com uma vitória.

– Fiquei muito feliz por ter realizado um sonho de criança. Na minha estreia, poder jogar um Vasco e Flamengo no Maracanã, com 27 mil torcedores. O resultado me deixou um pouco triste, mas saí tranquilo porque dei o meu melhor. Só queria ter uma oportunidade e poder aproveitar ela. Era minha chance e trabalhei para agarrar com toda força e tentar desfrutar dela. Tentei e saí de lá muito feliz por ter dado o meu máximo – disse Juninho, antes de falar sobre os elogios recebidos:

– Só fiquei um pouco triste com a derrota, mas recebi muito bem os elogios da torcida após a minha estreia. O que eu mais queria era poder jogar bem e curtir o meu aniversário. Faltou a vitória. Só agradeço a Deus pela oportunidade e espero desfrutar daqui pra frente.

Prata da casa, Juninho chegou ao Vasco em 2015 junto com o atacante Vinícius, que também estreou no profissional na última quarta-feira. Ele começou atuando como primeiro homem de meio-campo, mas acabou mudando de posição com o tempo e também se apresentou aos torcedores vascaínos, falando sobre suas características:

– Em 2016 eu era primeiro volante, mas o treinador foi mudança meu posicionamento. Começou por mim mesmo. Eu, como primeiro, arrastava muito a bola, chegava muito na frente e era pra estar mais posicionado. O treinador resolveu mudar minha posição e fui aprimorando. Uma das minhas características é tanto a chegada ao ataque quanto defender lá atrás. Tenho muita força, velocidade e um bom chute de fora da área.

Ídolos como exemplo

Carregar o nome Juninho no Vasco não é tarefa das mais fáceis. Um dos grandes ídolos do clube, Juninho Pernambucano é espelho para o atual volante vascaíno. Ele falou sobre a idolatria e em como pretende fazer um pouco de história na Colina.

Outro jogador citado foi Douglas Luiz, que atualmente defende o Aston Villa (ING).

– O Juninho é um ídolo do Vasco. Ainda mais saber que ele vestiu a 8, que era meu número na base. Eu levo um peso muito grande e espero poder dar alegrias ao torcedor vascaíno, como ele deu e poder representar o nome dele. Já o Douglas eu nunca tive contato, mas acho meu futebol bem parecido com o dele. Ainda mais pela história dele, que não era um dos titulares absolutos e conseguiu ganhar a posição trabalhando duro. Me espelho nisso e vou buscar o meu espaço – finalizou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document