segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Justiça mantém suspensão de eleições no Voltaço

Justiça mantém suspensão de eleições no Voltaço

Matéria publicada em 12 de novembro de 2018, 19:00 horas

 


Horta e Conselho Deliberativo devem se acertar para convocar novas eleições


Volta Redonda –
 Apoiadores da chapa encabeçada por Gabriel Torturella sofreram nova derrota na Justiça, desta vez em segunda instância, no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. O grupo tentava garantir a realização a eleição do clube nesta terça-feira, dia 13, conforme marcou o Conselho Deliberativo do clube, mas teve pedido negado nesta segunda, dia 12. Em primeira instância, a Justiça já havia suspendido a realização do pleito.

A primeira decisão contrária às pretensões do Conselho Deliberativo foi tomada na tarde de sexta-feira, dia 9. A sentença foi motivada por conta de uma divergência entre listas de sócios aptos a participar da votação.

A situação, que terá o atual presidente Flávio Horta como candidato, quer que 222 sócios cadastrados votem. O presidente do Conselho Deliberativo, Wilton Arbex, que apoia o opositor Gabriel Torturella, diz que somente 64 sócios estariam em condições de participar do pleito.

Antes disso, a Justiça também cancelou a eleição convocada para este domingo, no dia 11. Neste caso, a decisão foi motivada por supostas irregularidades na forma de convocação, promovida pela diretoria sem o consentimento do Conselho Deliberativo.

Agora, há expectativa de que uma nova data seja marcada e haja convocação correta, feita dentro dos ritos previstos na legislação interna do clube.

Entenda o caso

O grupo de Horta queria a votação no dia 11 e com 222 sócios votantes, enquanto os apoiadores de Gabriel marcaram o pleito para o dia 13 e com 64 votantes.

Todos os dois grupos publicaram atas, convocações e tudo o mais que acreditavam ser necessário para viabilizar o processo eleitoral. Por um tempo, o Voltaço chegou a ficar com duas datas diferentes e duas listas de sócios distintas para a eleição.

No entanto, a Justiça frustrou os planos tanto da oposição quanto da situação. Há um pedido para que nova data seja marcada, em acordo com o que manda o estatuto do clube, e muito provavelmente com todos os sócios votando.

Em jogo, está a presidência do clube para 2019 e uma verba de TV que chega a R$ 7 milhões para disputa do Campeonato Estadual.

Por outro lado, enquanto todos os demais times que disputarão o Carioca 2019 estão se arrumando para a disputa do campeonato, o Voltaço está embaralhado na crise política.

O clube teria somente 11 jogadores profissionais no elenco e está sem treinador. Essa missão, independente da eleição, cabe aos atuais administradores do Volta Redonda.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

14 comentários

  1. Buraco – bati, Xadrez – xeque mate, jogo- game over, malandragem- perdeu chapa 1 com Bibi e CIA

  2. Eleições já com todos os sócios contribuintes e patrimoniais ! Chega de manobras da oposição ! Repeitem o Estatuto, o Clube o o Poder Judiciário ! Basta ingerências políticas particulares ! Chapa 2 ! Flávio Horta Presidente !

  3. KD O TIME PRO ESTADUAL HORTA ?????

  4. E pensar que tinha empresário querendo se dar bem em cima do Voltaço…

    Essas eleições são para o bem do time e não para enriquecimento particular de uns e outros!

  5. Torcedor de OURO BMFC

    Tuca e Ronaldo Alves, ex-secretários de Barra Mansa vão entrar na disputa, fizeram excelente trabalho na gestão de Jonas e resolveram entrar para ganhar a Presidência do Voltaço.

  6. Enquanto isso, o tempo passa, e os outros se ajeitam. Pelo bem da Instituição Volta Redonda Futebol Clube, resolvam logo isso antes que seja tarde demais.

  7. Briga na justiça confusão nesse momento era para ter união em prol do voltaço , quero ver quando o time cair ladeira abaixo se vai haver esse monte de gente querendo ser presidente do voltaço. O time ta parado até agora sem planejamento já ta chegando o carioca e o brasileiro, depois o time cai para segundona vão ficar chorando. O voltaço é maior que qualquer presidente vamos acabar com essas briguinhas e resolver logo esse impasse, e pensar no clube.

  8. Ai Eduardo capelo bibi e cia vai casar um serviço kkk O Bem VENCE O MAL.

  9. Não existe bobo no mundo !
    A justiça não aceita manobras desonestas de gente que só pensa em sí próprio. Estes abutres que só querem emprego no Voltaco sofreram outro duro golpe !

    Desta vez nem o advogado do Fluminense ganharia a causa !

    Deixa o Horta trabalhar !

    Fora abutres ! Fora Arbex , ninguém gosta de vc !

    • Isso aí!
      Fora Arbex e Gabriel Torturela!

      Golpe no voltaço não!

    • Deixa eu entender uma coisa, por mais quatro anos, a torcida Vagabundaço quer continuar tendo o que merece, uma diretoria medíocre, protetora de Zada, que vive em conluio com empresários e cia? Será que teremos que esperar o nome do Voltaço ser manchado pelos atuais dirigentes com uma etapa da Lava Jato, tendo como alvo pai e filho? Creio que aí será tarde. Até mensalinho já instituíram no pobre Voltaço, prática comum na política Fluminense. Tem de tudo, de torcedor a pequenos notáveis no meio na caixinha. Feio isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document