terça-feira, 2 de junho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Libertadores: Nos pênaltis, Botafogo bate Olimpia e avança à fase de grupos

Libertadores: Nos pênaltis, Botafogo bate Olimpia e avança à fase de grupos

Matéria publicada em 22 de fevereiro de 2017, 23:58 horas

 


Rodrigo Pimpão foge da marcação paraguaia (Foto: Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

Rodrigo Pimpão foge da marcação paraguaia (Foto: Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

Assunção – O Botafogo sofreu, mas conseguiu a classificação para a fase de grupos da Libertadores. Nesta quarta-feira (22), os cariocas foram derrotados por 1 a 0 no tempo normal pelo Olimpia-PAR, mas contaram com o goleiro Gatito Fernández inspirado na decisão por pênaltis para vencer por 3 a 1 e eliminar os paraguaios no Defensores del Chaco.

No tempo normal, o Botafogo conseguiu segurar o ímpeto do Olimpia no primeiro tempo. No entanto, na etapa final, os cariocas sofreram com a pressão dos paraguaios, que marcaram com Montenegro e levaram o confronto para a decisão por pênaltis.

Só que na decisão por pênaltis, o goleiro Gatito Fernández, que havia entrado no lugar de Helton Leite, foi o grande herói. O arqueiro paraguaio calou seus compatriotas ao defender três das quatro penalidades do Olimpia. Do lado do Botafogo, Camilo, Rodrigo Pimpão e Victor Luís fizeram as cobranças com perfeição.

Na fase de grupos, o Botafogo vai entrar no Grupo 1, ao lado do atual campeão Atlético Nacional-COL, Barcelona de Guayaquil-EQU e Estudiantes-ARG. Os alvinegros vão estrear contra os argentinos, ainda sem data definida.

Primeiro tempo

O Olimpia começou a partida tentando pressionar o Botafogo, principalmente em bolas levantadas na área. No entanto, o goleiro Helton leite não foi exigido. Com isso, os cariocas passaram a ter confiança para avançar nos contra-ataques. Os brasileiros assustaram aos 16 minutos, em chute de longe de Victor Luís que foi defendido com segurança pelo goleiro paraguaio Azcona.

A resposta dos donos da casa só aconteceu aos 24 minutos. O meia Ortiz arriscou de fora da área, mas parou em boa defesa de Helton Leite. A dificuldade do Olimpia em criar boas jogadas fez a torcida começar a ficar impaciente com a equipe e as primeiras vaias passaram a ser ouvidas no estádio.

Na parte final, o confronto ficou nervoso, com os jogadores mais irritados. O Olimpia, neste período, só ameaçou em uma bola levantada na área. Já o Botafogo finalizou com Rodrigo Pimpão. Antes do intervalo, os donos da casa tiveram a melhor chance do primeiro tempo em chute de fora da área de Ortiz que parou em grande defesa de Helton Leite.

Segundo tempo

Na etapa final, o Olimpia voltou melhor e conseguiu pressionar o Botafogo. Tanto que os paraguaios quase abriram o placar aos três minutos, em chute de Fernandez que passou próximo ao gol carioca. O lance animou os donos da casa, que permaneceram rondando a área nos minutos seguintes.

O panorama da partida permanecia o mesmo, com os donos da casa tendo o controle do jogo. O Olimpia voltou a assustar aos 26 minutos. Após cruzamento na área, Bogado apareceu livre, mas cabeceou pela linha de fundo.

O Botafogo só conseguiu criar sua primeira boa chance na etapa final aos 28 minutos. Rodrigo Pimpão foi lançado, mas viu o goleiro Azcona sair do gol para salvar os paraguaios e tirar o perigo. No entanto, o Olimpia respondeu no minuto seguinte, em chute de Ortiz que parou em defesa de Gatito Fernandez, que entrou no lugar de Helton Leite, lesionado.

De tanto insistir, o Olimpia abriu o placar aos 34 minutos. Após boa troca de passes, a bola chegou em Montenegro, que chutou cruzado, sem chance para Gatito Fernández.

Depois do revés, o Botafogo conseguiu equilibrar o jogo. Os cariocas tentaram chegar com perigo ao ataque, sem sucesso, mas impediram uma pressão final do Olimpia. Assim, o confronto foi ser decidido nos pênaltis.

No duelo, quem brilhou foi o goleiro Gatito Fernández, que defendeu três das quatro cobranças paraguaios e assegurou a classificação do Botafogo a Fase de Grupos da Libertadores.

FICHA TÉCNICA

OLIMPIA-PAR 1 (1) X 0 (3) BOTAFOGO

Local: Estádio Defensores del Chaco, em Assunção (Paraguai)

Data: 22 de fevereiro de 2017 (Quarta-feira)

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Julio Bascuñan (Chile)

Assistentes: Christian Schiemann (Chile) e Marcelo Barraza (Chile)

Cartões amarelos: Alexis Fernández (Olimpia); Marcelo, Bruno Silva e Joel Carli (Botafogo)

GOL

OLIMPIA: Montenegro, aos 34min do segundo tempo

OLIMPIA: Librado Azcona, Rodi Ferreira, Jorge Cañete (Walter Bogado), Hernán Pellerano e Fernando Gimánez; Alexis Fernández (Roque Santa Cruz), Cristian Riveros (Jorge Mendoza), Richardo Ortíz e Julián Benítez; Pablo Mouche e Brian Montenegro

Técnico: Pablo Repetto

BOTAFOGO: Helton Leite (Gatito Fernandez), Marcelo, Joel Carli, Emerson Silva e Víctor Luís; Aírton (Guilherme), Bruno Silva, Matheus Fernandes (Gilson), João Paulo e Camilo; Rodrigo Pimpão

Técnico: Jair Ventura


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    “LIBERTADORES ME DEU ONDA…”
    ALÔ TORCIDA DO FOGÃO, “DUBAIMECHAMA

Untitled Document