>
domingo, 22 de maio de 2022 - 20:15 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Médico de Volta Redonda escapa de acidente com avião da Chape

Médico de Volta Redonda escapa de acidente com avião da Chape

Matéria publicada em 29 de novembro de 2016, 20:12 horas

 


Volta Redonda – O médico Carlos Henrique Mendonça Silva, natural de Volta Redonda, escapou do acidente aéreo que envolveu o time da Chapecoense e matou 75 pessoas na madrugada de ontem na Colômbia. Carlos Henrique é ortopedista, chefe do departamento médico do clube e há cerca de nove anos mora na cidade de Chapecó (SC). Ele não viajou com a delegação porque tinha marcado várias cirurgias para esta semana, mas depois de saber da tragédia viajou rumo à Colômbia, onde ajudará na identificação dos corpos e na recuperação dos sobreviventes.

O DIÁRIO DO VALE conversou com o ex-prefeito e médico Gotardo Netto, amigo particular de Carlos Henrique. Segundo Gotardo, logo que ficou sabendo do acidente, pela manhã, por volta das 5h, entrou em contato com o amigo que lhe tranquilizou.

– Quando fiquei sabendo já mandei mensagem porque era quase impossível ele não ter ido junto com o time, estava muito empolgado com o momento, mas acabou que ele tinha várias cirurgias marcadas e não conseguiu ir mas que estaria indo para Medellín. A ideia dele é ajudar de alguma forma, na identificação dos corpos e principalmente nos cuidados com os sobreviventes – comentou Gotardo.

Gotardo contou que conversou ele e Carlos Henrique são amigos de muito tempo, formados há 29 anos numa turma de Medicina de Volta Redonda. Ele contou que em agosto estiveram juntos numa festa de confraternização dos antigos colegas de faculdade em Vassouras e que na oportunidade Carlos Henrique falou sobre o bom momento da Chapecoense.

– A gente tem uma turma muito unida e que se fala praticamente sempre, são 60 amigos, alguns ainda em Volta Redonda, outros moram em outros lugares. Com certeza no caso do Carlos Henrique foi Deus que o livrou dessa tragédia. Acho que até mesmo um ateu deve pensar dessa forma e ele então com certeza acredita que foi Deus, porque é muito religioso, tem uma formação católica, o conheço há muito tempo – finalizou Gotardo.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Agora td mundo e amigo td mundo conhece td mundo escapou td mundo pressentia td depois q acontece fala serio eita povinho, meus sentimentos a famílias do q se foram

Untitled Document