sexta-feira, 30 de julho de 2021 - 02:06 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Messi confessa receio de contrair a Covid-19 durante a Copa América no Brasil

Messi confessa receio de contrair a Covid-19 durante a Copa América no Brasil

Matéria publicada em 14 de junho de 2021, 10:20 horas

 


Messi disse que o medo de contrair o vírus é generalizado no elenco argentino – Foto: Arquivo.

Rio- A Argentina estreia na Copa América nesta segunda-feira contra o Chile, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, pelo Grupo A, mas a preocupação do craque do time, Lionel Messi, é outra. O jogador do Barcelona confessou que teme contrair a covid-19, em meio a uma série de infecções em seleções rivais. Atletas ou dirigentes de Bolívia, Colômbia e Venezuela foram diagnosticados com o novo coronavírus mesmo antes de o torneio começar.

Messi disse que o medo de contrair o vírus é generalizado no elenco argentino. “Isto nos preocupa porque é um risco para todos pegar a covid”, afirmou o craque argentino. “Tentamos ser cuidadosos, mas não é fácil. Estas coisas acontecem. Tentaremos fazer tudo que pudermos para que ninguém a pegue, mas às vezes não depende somente de nós mesmos”, acrescentou Messi.

A Argentina deveria ter sido uma das sedes da Copa América deste ano, mas desistiu na última hora devido a uma disparada de casos de covid-19 no país. O torneio foi transferido ao Brasil, apesar de o número de mortos do País ser o segundo maior do maior do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

Sobre a competição, Messi falou sobre a vontade de conquistar o seu primeiro título com a seleção argentina. “As partidas com a seleção sempre são especiais. Nunca imaginei poder jogar tantas partidas com essa camisa. Sempre vivo o dia a dia e tento dar o máximo. Sempre estou disponível para a seleção. Meu maior sonho é conseguir um título com essa camisa. Estive muito perto várias vezes. Não aconteceu, mas seguirei tentando. Sempre vou lutar por esse sonho”, disse.

O craque argentino ainda comentou sobre o momento em que a seleção chega para disputar a Copa América. “Creio que chegamos em um bom momento. Fazia muito tempo que não nos juntávamos. Fizemos duas boas partidas, ainda que não tenhamos conseguido uma vitória (nas Eliminatórias)”. E completou: “Sempre tentamos fazer um grupo forte, armar um time competitivo. Temos trabalhado faz tempo com a mesma ideia. Acho que seguimos em formação, mas por um bom caminho”.

Fonte Agência Estado*.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Felizmente ele tem dinheiro suficiente para não jogar nem pela Argentina e nem pelo Barcelona. Ganha aproximadamente R$ 900 milhões por ano. Acho que pode ficar em casa para se preservar, ao contrário de milhões de brasileiros e argentinos. Acho que é bem simples tomar uma decisão com uma conta dessa, que é fruto de seu trabalho, é claro.

  2. Tadinho!!! Será que ele não teria medo se o evento ocorresse na Argentina? Será que não tem medo jogando o espanhol ou a liga dos campeões?

Untitled Document