sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / No Flamengo, Barbieri e estratégia são questionados

No Flamengo, Barbieri e estratégia são questionados

Matéria publicada em 9 de agosto de 2018, 19:29 horas

 


Barbieri é questionado mas ainda tem um retrospecto favorável


Rio – 
O mês de agosto está sendo bem negativo para o Flamengo, que no fim de semana foi derrotado por 2 a 0 pelo Grêmio e viu o São Paulo lhe roubar a liderança do Campeonato Brasileiro. Na quarta-feira, a derrota por 2 a 0 para o Cruzeiro, na rodada de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, deixou o time em situação delicada no torneio continental, tratado como prioridade pela atual diretoria. Assim, o técnico Maurício Barbieri e a estratégia utilizada começam a ser questionados.

O aproveitamento após a parada da Copa do Mundo caiu para apenas 38%, e a equipe, que ainda não venceu nos três jogos que disputou em agosto, perdeu duas partidas consecutivas pela primeira vez em 2018.

O fato de o Flamengo não estar preservando o time em algumas ocasiões virou motivo de reclamação para os dirigentes, que não falam abertamente, mas cobram o presidente Eduardo Bandeira de Mello. O mandatário, por sua vez, já tem mantido conversas mais firmes com o seu departamento de futebol, uma vez que ele foi um dos últimos a aceitar a efetivação do atual treinador, confirmada durante o recesso para a Copa do Mundo.

Na sua coletiva após a derrota para o Cruzeiro, Barbieri manteve o posicionamento de mandar sempre o que tem de melhor a campo, quando questionado sobre poupar os jogadores.

– Nossa prioridade é sempre o próximo jogo. Ir por esse caminho seria assumir uma inverdade. Temos condições, o que não quer dizer que vai ser fácil, mas temos condições. Como exemplo, citei o jogo do São Paulo contra o Cruzeiro lá no Mineirão, e eles também perderam contra o Corinthians por 2 a 0. Lá na frente, pensamos na Libertadores de novo – disse o treinador.

Os jogadores tentam defender a estratégia do comandante.

– Não podemos priorizar, pois no Flamengo todos os jogos são prioridades. Ninguém duvida que vamos precisar ganhar os próximos jogos e por isso mesmo eles serão tratados com a importância devida – disse o goleiro Diego Alves.

No domingo, às 16h (de Brasília), o Flamengo volta a receber o Cruzeiro no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Um tropeço, dependendo do que acontecer nos demais jogos, pode fazer o Rubro-Negro cair para a terceira colocação, o que aumentaria a pressão. Na quarta-feira, neste mesmo palco, o encontro de volta com o Grêmio pelas quartas de final da Copa do Brasil. Na ida, empate por 1 a 1 em um torneio onde o gol anotado como visitante não vale mais para critério de desempate. Caso o pior aconteça nos dois jogos, a situação de Barbieri pode ficar insustentável.

A torcida, por sua vez, dá sinais de que vai continuar apoiando o time, e nesta quinta-feira já fez fila para comprar ingressos para o duelo de domingo.

O elenco do Flamengo participou nesta quinta-feira de um trabalho regenerativo. Nesta sexta-feira Barbieri começa a definir a escalação para o embate com o Cruzeiro. Mais uma vez ele dificilmente vai preservar jogadores.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Vasco time do vice,agora Flamengo time do cheirinho!Enquanto isso os times paulistas estao dando aula!

  2. A culpa não é do técnico, o time do Flamengo é composto por derrotados emocionais. Falta sim um trabalho urgente de acompanhamento psicológico e também na hora de contratar, uma assessoria de quem realmente conhece do assunto!

Untitled Document