quarta-feira, 28 de julho de 2021 - 16:13 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Nos acréscimos, Botafogo arranca empate do Figueirense

Nos acréscimos, Botafogo arranca empate do Figueirense

Matéria publicada em 20 de maio de 2015, 21:42 horas

 


Em jogo pela Copa do Brasil, Glorioso mostra empenho e consegue resultado importante

Florianópolis – O Botafogo saiu atrás no placar, mas arrancou o empate por 2 a 2 com o Figueirense, nesta quarta-feira, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, no jogo de ida pela Terceira Fase da Copa do Brasil. Com o resultado, os cariocas vão atuar no Rio de Janeiro podendo empatar por até 1 a 1 que estará classificado. Já os catarinenses vão precisar de uma vitória fora de casa ou uma igualdade por três ou mais gols.

No primeiro tempo, os donos da casa foram melhores em boa parte do tempo. Os visitantes até desperdiçaram duas ótimas chances de marcar, mas viram o Figueirense fazer o primeiro, com Clayton. Na etapa final, os catarinenses ampliaram após gol contra de Emerson. No entanto, o Botafogo conseguiu fazer seu gol com Diego Giaretta para diminuir a desvantagem no confronto. Já nos acréscimos, Luís Ricardo aproveitou rebote do goleiro Alex para empatar o duelo.

Os dois times voltam a atenção para o Brasileiro. O Figueirense encara o Grêmio, no domingo, em Porto Alegre, pela Série A. Já o Botafogo vai até Goiânia no sábado para enfrentar o Atlético-GO.

O jogo – O Figueirense começou melhor a partida, com mais objetividade e em busca do ataque com mais vontade. No entanto, os donos da casa tinham dificuldade em passar pela marcação do Botafogo. A primeira chance de gol aconteceu somente aos 15 minutos, quando Fabinho chegou de surpresa na frente, mas finalizou muito mal.

O lance animou os catarinenses, que seguiram com a vocação ofensiva e quase abriram o placar aos 20 minutos. Primeiro, Everaldo foi lançado, mas acabou travado no momento da finalização. No lance seguinte, Leandro Silva aproveitou rebote e acertou chute forte na trave esquerda de Jefferson.

O Botafogo só conseguiu chegar ao ataque com certa organização aos 22 minutos. William Arão arriscou de fora da área, mas sem perigo para o goleiro Alex. Depois, foi a vez de Diego Jardel tentar de longe, mas parar no arqueiro do Figueirense.

Aos poucos, os cariocas equilibraram o confronto e tiveram a chance de marcar aos 28 minutos. Thiago Heleno falhou e permitiu que Henrique fosse com a bola ao gol. O atacante chegou a passar por Alex, mas perdeu ângulo. O jogador ainda tocou para Diego Jardel, que chutou para grande defesa de Alex. Como o ditado: “Quem não faz, leva”, o Figueirense abriu o marcador no lance seguinte. Após cruzamento de Cereceda, Clayton apareceu sozinho para finalizar no canto, sem chance para Jefferson.

O revés desestabilizou o Botafogo, que viu oi Figueirense crescer novamente na partida. No entanto, os donos da casa não transformaram a o bom momento em gol. Assim, os cariocas voltaram a equilibrar o jogo na parte final. Aos 36 minutos, Henrique fez boa jogada individual, mas novamente parou em Alex.

Nos minutos finais, os visitantes pressionaram em busca do empate, mas tiveram muita dificuldade em finalizar com perigo. Assim, o Figueirense foi para o intervalo com a vantagem no placar no Orlando Scarpelli.

Na etapa final, o Figueirense aproveitou erro grotesco da zaga do Botafogo para ampliar o placar, aos quatro minutos. Após cruzamento, Everaldo cabeceou, mas Jefferson fez grande defesa para salvar os cariocas. No entanto, o zagueiro Emerson tentou cortar de vez o perigo e acabou chutando para a própria rede.

Atrás no marcador, o Botafogo passou a avançar com mais intensidade para tentar diminuir a desvantagem. Só que os visitantes não levavam perigo ao gol de Muralha. Nos contra-ataques, o Figueirense era mais perigoso e assustou Jefferson aos 27 minutos. Marcão aproveitou cruzamento e cabeceou próximo a trave.

O Botafogo só conseguiu criar boa chance aos 32 minutos. Rodrigo Pimpão recebeu cruzamento e finalizou cruzado para grande defesa de Alex. Só que na cobrança de escanteio, Diego Giaretta subiu mais que a zaga para cabecear no ângulo para fazer o primeiro dos visitantes.

Na parte final da partida, o duelo ficou aberto, com as duas equipes em busca do gol. Na melhor chance dos donos da casa, aos 44 minutos, Clayton recebeu passe na área e finalizou para grande defesa de Jefferson. Só que aos 48, o Botafogo chegou ao empate. Thiago Carleto cobrou falta, Alex deu rebote que Luís Ricardo aproveitou para colocar para a rede e dar números finais no Orlando Scarpelli

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE-SC 2 X 2 BOTAFOGO-RJ

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 20 de maio de 2015 (Quarta-feira)
Horário: 19h30(de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes:Vitor Carmona Metestaine (SP) e Ricardo Pavanelli Lanutto (SP)
Renda: R$ 96.280,00
Público: 6.658 pagantes
Cartões amarelos: Fabinho, Marquinhos Pedroso, Alex Muralha e Leandro Silva (Figueirense); Renan Fonseca, Airton e Thiago Carleto (Botafogo)
GOLS
FIGUEIRENSE: Clayton, aos 29min do primeiro tempo; Emerson (contra), aos
BOTAFOGO: Diego Giaretta, aos 33min do segundo tempo; Luís Ricardo, aos 48min do segundo tempo

FIGUEIRENSE: Alex Muralha, Leandro Silva, Bruno Alves, Thiago Heleno (Dener) e Roberto Cereceda; Paulo Roberto, Fabinho e Marquinhos Pedroso; Mazola (Yago), Clayton e Everaldo (Marcão)
Técnico:Argel Fucks

BOTAFOGO: Jéfferson, Luís Ricardo, Renan Fonseca (Emerson), Diego Giaretta e Carleto; Airton (Camacho), Willian Arão, Diego Jardel e Elvis; Rodrigo Pimpão e Henrique (Bill)
Técnico: René Simões


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document