quarta-feira, 1 de dezembro de 2021 - 00:31 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Olimpede será realizada em outubro em Volta Redonda

Olimpede será realizada em outubro em Volta Redonda

Matéria publicada em 24 de agosto de 2015, 17:02 horas

 


Provas dos jogos estão marcadas para acontecer nos dias 16, 17 e 18 de outubro; pista de atletismo será usada

Volta Redonda – A Olimpede (Olimpíada da Pessoa com Deficiência) será realizada nos dias 16, 17 e 18 de outubro. As informações foram confirmadas pela secretária municipal de Esporte e Lazer de Volta Redonda, Rose Vilela, que foi a Brasília recentemente para tratar da parceria com o Ministério dos Esportes junto com o deputado federal Deley de Oliveira (PTB).

A Olimpede foi lançada pela prefeitura de Volta Redonda em 1987, chegou a ser interrompida e perdeu força. Foi retomada a partir da gestão de Deley na secretaria de esportes, num trabalho que teve seguimento com Rose. Desde então é considerada o maior evento esportivo de inclusão social para pessoas portadores de deficiências no Brasil.

Rose Vilela afirmou que a expectativa é reunir cerca de 2,1 mil atletas, além de 125 técnicos, 250 acompanhantes, e 180 pessoas no apoio, totalizando cerca de 2,8 mil pessoas envolvidas diretamente na competição, que é exemplo de política pública de inclusão social.

O Congresso Técnico da Olimpede está marcado para sexta-feira (dia 28), às 15h30, na Ilha São João. A novidade anunciada pela secretária para a edição deste ano é a utilização das pistas de atletismo da Arena Esportiva, que está sendo construída no bairro Voldac, ao lado do 28º Batalhão da Polícia Militar.

– A pista de atletismo já está pronta e será homologada pela Federação Nacional de Atletismo, podendo ser usada na competição mesmo que a Arena não esteja terminada – garantiu Rose.

A secretária informou ainda que a competição movimenta vários setores da economia na cidade, como transporte, alimentação, hospedagem, confecção de camisas e bonés, medalhas, segurança e apoio. “Todos esses serviços dependem da escolha por licitação pública para a contratação. Nós já enviamos um projeto para o Ministério do Esporte, com um pedido de verba de R$ 700 mil, com uma contrapartida de R$ 85 mil do município”, explicou Rose.

Números

A secretária municipal de Esporte e Lazer afirmou que um total de 125 entidades de 50 cidades dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, já confirmaram participação.
– No Congresso Técnico que fazemos para as entidades participantes faremos uma capacitação das equipes de trabalho, convidando para uma palestra, um representante do Comitê Paralímpico ou da Andefi (Associação Niteroiense dos Deficientes Físicos). O objetivo é fazer melhor essa integração, passar informações importantes para a boa organização da Olimpede, tirar dúvidas – explicou.
Apesar da crise financeira que atinge todo o País, Rose Vilela disse que a Olimpede representa justamente “a superação das dificuldades”, e que o projeto esportivo de inclusão social tem um carinho especial do prefeito Antônio Francisco Neto, que fez questão da realização do evento. “Outro apoio importante que temos é o empenho do deputado federal Deley de Oliveira, junto ao Ministério dos Esportes, para que o evento tenha os recursos necessários a sua execução”, frisou a secretária, afirmando ainda que o trabalho de planejamento e organização leva de 6 a 10 meses. “A Olimpede mobiliza cada uma das cidades para chegar a Volta Redonda e trazer os atletas. E aqui são organizados passeios, como ida ao zoológico e shopping. É uma competição que podemos chamar de Olimpíada da Superação pela oportunidade que gera da inclusão das pessoas”, afirmou.
No ano passado a Olimpede teve a participação de 2,5 mil pessoas, representando 160 entidades de 45 cidades, sendo 11 cidades de Minas Gerais, 31 do estado do Rio, duas de São Paulo e uma delegação que veio de Belém do Pará.

As provas

Na sua abertura na Ilha São João, a Olimpede tem o desfile das delegações, hino nacional, entrada da tocha olímpica, juramento do atleta, abertura oficial com a participação das autoridades e convidados.

As provas de atletismo são caminhada de 25 metros, corrida de 100 metros, salto em distância sem corrida, arremesso de peso, e lançamento de pelota. O ginásio da Ilha São João vai receber jogos de tênis de mesa, arremesso à cesta, e futsal. Os cadeirantes fazem ainda prova de pista com caminhada de 25 metros cadeirantes e caminhada de 25 metros com muletas. São realizadas ainda partidas de dama, xadrez e dominó no ginásio da Ilha São João, além de cabo de guerra na quadra de areia, voleibol especial e futsal.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document