segunda-feira, 25 de outubro de 2021 - 08:24 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Polícia registra duplo homicídio em Volta Redonda

Polícia registra duplo homicídio em Volta Redonda

Matéria publicada em 19 de março de 2016, 12:29 horas

 


Volta Redonda– Diogo Augusto Carius, de 16 anos e Sérgio Augusto Leal Dionísio, de 37 anos  foram assassinados a tiros na noite de sexta-feira (18). O crime ocorreu no condomínio do Minha Casa, Minha Vida, na Estrada Nossa Senhora do Amparo no bairro Santa Cruz, em Volta Redonda.

O delegado adjunto da 93ª DP, Marcio Leandro Figueroa, não descartou nenhuma hipótese para justificar o motivo do crime, sendo que uma delas poderia ter sido por causa do envolvimento das vítimas com o tráfico de drogas. A suspeita surgiu porque na última quinta-feira, policiais militares apreenderam no mesmo condomínio 12 pinos de cocaína e dois frascos de cheirinho da loló. Dois jovens de 17 e 23 anos foram flagrados com o material. A PM informou que cada pino de cocaína seria vendido a R$ 30. Os jovens e os entorpecentes foram encaminhados para a delegacia, onde o caso foi registrado.

Já policiais militares que estiveram no local do duplo homicídio disseram que os dois homens foram atingidos por diversos disparos. No local foram apreendidos quatro estojos de calibre 32 no chão. Os corpos foram encaminhados para o IML (Instituto Médico Legal) em Três Poços.

PMs foram informados por moradores que os criminosos saíram de um mato e atiraram nas vítimas. Os autores dos disparos estavam vestidos de calça preta camuflada e estavam de touca tipo ninja. Local do crime era pouco iluminado.

O delegado solicitou às pessoas que possam colaborar com as apurações da polícia que liguem mesmo que anonimamente por meio do número 197.

Terceiro homicídio registrado este mês

Contado com o duplo assassinato foi o terceiro homicídio registrado este mês em Volta Redonda. O corpo de Diógenes Antunes Faria, de 45 anos, foi encontrado na tarde de quinta-feira (17) dentro de uma casa na Rua 33, na Vila Santa Cecília, em Volta Redonda. A vítima apresentava perfurações pelo corpo, possivelmente produzidas por faca.

A princípio, a polícia trabalha com a hipótese de homicídio, mas o delegado titular da 93ª DP, Eliezer Lourenço, vai aguardar o laudo do IML para confirmar a suspeita.

Número de homicídios dolosos aumentou 23,3 % em fevereiro em todo Estado do Rio

Dados divulgados na última quinta-feira, pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) revelou que o número de homicídios dolosos registrou aumento de 23,3% em fevereiro deste ano, em todo o Estado do Rio de Janeiro, em comparação a fevereiro de 2015. Os dados são referentes aos Registros de Ocorrência (RO) lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado durante o segundo mês do ano.

Já os roubos de rua tiveram aumento de 27,9% e os roubos de veículos saltaram 22,6%. Apenas o tráfico de drogas houve uma redução de 10,4% em relação a fevereiro de 2015 (2.334 em 2015 – 2.092 em 2016).

Resumo de alguns indicadores (fevereiro de 2016)

Homicídio Doloso – Aumento de 23,3% em relação a fevereiro de 2015 (326 em 2015 – 402 em 2016).
Letalidade Violenta (Homicídio Doloso + Latrocínio + Lesão Corporal Seguida de Morte + Homicídio Decorrente de Oposição à Intervenção Policial) – Aumento de 11,7% em relação a fevereiro de 2015 (427 em 2015 – 477 em 2016).
Policiais Civis e Militares Mortos em Serviço – Redução de uma vítima em relação a fevereiro de 2015 (1 em 2015 – 0 em 2016).
Homicídio Decorrente de Oposição à Intervenção Policial – Redução de 43,4% em relação a fevereiro de 2015 (83 em 2015 – 47 em 2016).
Roubo de Rua (Roubo a Transeunte + Roubo de Aparelho Celular + Roubo em Coletivo) – Aumento de 27,9% em relação a fevereiro de 2015 (7.826 em 2015 – 10.013 em 2016).
Roubo de Veículo – Aumento de 22,6% em relação a fevereiro de 2015 (2.494 em 2015 – 3.058 em 2016).

Indicadores de produtividade policial (fevereiro de 2016)

Apreensões de Drogas – Redução de 10,4% em relação a fevereiro de 2015 (2.334 em 2015 – 2.092 em 2016).
Armas Apreendidas – Aumento de 2,1% em relação a fevereiro de 2015 (752 em 2015 – 768 em 2016).
Recuperação de Veículo – Aumento de 6,8% em relação a fevereiro de 2015 (1.969 em 2015 – 2.103 em 2016).

Prisões (Guia de Recolhimento de Preso) – Aumento de 3,2% em relação a fevereiro de 2015 (3.329 em 2015 – 3.436 em 2016).
Prisões (Auto de Prisão em Flagrante e Cumprimento de Mandado) – Aumento de 12,4% em relação a fevereiro de 2015 (4.278 em 2015 – 4.808 em 2016).
Apreensões de Adolescentes (Guia de Apreensão de Adolescente Infrator) – Redução de 12,2% em relação a fevereiro de 2015 (921 em 2015 – 809 em 2016).
Apreensões de Adolescentes (Apreensão de Adolescente por Prática de Ato Infracional e Cumprimento de Busca) – Aumento de 28,8% em relação a fevereiro de 2015 (945 em 2015 – 1.217 em 2016).


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

17 comentários

  1. eta cidadezinha braba eim essa vr

  2. Quem procura, acha!!!

  3. Esses blocos minha casa minha vida tá mais para bangu cidade de Deus é igualzinho rola de tudo aonde implanta essas vilas quem tem casa perto desvaloriza e a criminalidade aumenta obrigando o morador antigo a se mudar de perto para ter paz e sossego ou se trancar dentro de casa deveriam criar essas vilas num lugar só separado dos outros bairros.Não são todos os moradores mas infelizmente a bandidagem invade geral.

  4. Esses conjuntos do MCMV estão se transformando em antros do crime, sempre aparece nas páginas policiais… É igual festa com entrada franca. Tudo o que é de graça ou é ruim, ou atrai gente ruim…

    • Coxinha de cidade-operária

      Procure se informar melhor, a não ser que sua demonstração abominável de preconceito tenha sido deliberada: nada ali é de graça, os apartamentos são financiados. E a maioria esmagadora dos mutuários trabalha e muito. Crimes dessa espécie acontecem em todo lugar, basta uma pesquisa elementar nas “páginas policiais” para constatá-lo.

    • Vai se informar vc coxinha! Esse povo ñ tem nem o gosto de pagar por seus apartamentos,pois o valor do financiamento já é descontado do bolsa família,q por sinal é dinheiro q sai do meu e do seu bolso! Acorda,o povo precisa é de educação e saúde pra conquistar as coisas com dignidade!

    • Coxinha de cidade-operária

      Dona Dignidade, vamos acabar também com Vale-refeição, vale-transporte, seguro-desemprego. Tudo sai do meu bolso também, beleza? A senhora deveria rever seu Complexo de Dona Florinda… tou pra ver bicho mais preconceituoso do que pobre e remediado…

    • FAVELA VERTICAL. Juntaram tudo de ruim e colocaram nestes ‘condomínios’. Uma vez com alma de pobre, pobre será. Pode estar no ‘Lebron’, mas com pensando de pobre, não adianta. Tiveram uma oportunidade (no mole) para começar uma nova vida, porém preferem a vida fácil…O que acontece? Menos 2 lixos na sociedade. Infelizmente outros 20 bandidos nascerão (para cada rato morto, nascem outros dez). Ficou com pena ou se sensibilizou, das duas uma: Ou leva tudo para sua casa (acho inviável) ou então vai viver lá com eles! Você faz lembrar a Regina Casé que AMA DE PAIXÃO A FAVELA mas VIVE NO LEBLON. Não adianta, estes lugares estão mal vistos, todo dia tem noticias de apreensão de drogas, assassinatos, selvagerias, etc…Se não me engano foi neste carandiru aí que mataram uma ‘pessoa de bem’ a pauladas, não foi?! Me diga, onde está o ‘glamour’ de viver nisso? Um abraço.

    • Coxinha de cidade-operária

      Mais um obtuso destilando seu Complexo de Dona Florinda: típico de uma raça frustrada e preconceituosa. Pudera: vive numa sociedade em que sujeito que ganha 8k por mês e já se acha burguês. Vai estudar, tem supletivo aí pra baixa-renda. Aí, vc pode combater ao mesmo tempo sua pobreza de bolso e de espírito.

    • Chora não meu amigo, a realidade dói e quem vive nela não tá fazendo nada para mudar. Eu faço a minha parte, não dependo de bolsa esmola nem de pão com mortadela mais 30 reais. beleza? E tem mais, eu estudo, trabalho e não fico justificando o fracasso pondo a culpa nos outros, sociedade e na vida. Se você tá se doendo, procure fazer algo mais útil, do que ficar chamando os outros de dona florinda, pelo visto você deve ser igual ao sr. madruga, que é caloteiro e leva a vida numa boa. Não tenho pena, pois quem tem pena é galinha, temos que votar direito para colocar de fato quem pode fazer alguma coisa para mudar. Um abraço. 8 mil perto de 800,00 do salário mínimo é um bom dinheiro né?! Tem que ter estômago para ler tamanha asneira, tem gente que defeca pela boca. Coisa de comunistas, apoiadores de ideologia de gênero e bandeiras vermelhas!

    • “Eu estudo, trabalho…”. Você e milhões de outros brasileiros estudam e trabalham, inclusive os moradores do Minha Casa Minha Vida, viu obtuso preconceituoso baixa-renda? Se vc se diz X9 e conhece criminoso lá do condomínio, por que não faz a denúncia? Continue esperneando aí: “gentalha, gentalha, gentalha…”

  5. Sua Casa Sua Morte e viva Lula-Dilma. Ideia genial juntar num mesmo quadrado gente da melhor estirpe. Pelo menos nesses condomínios só tem gente de bem, trabalhadores que realmente precisam, que se quer podem ter carros, celulares de dois mil reais ou mesmo uma tv por assinatura. Um ótimo lugar para criar os filhos e descansar apos uma longa jornada de trabalho. Muita sorte de quem consegue!!! Muita!!!

    • Coxinha de cidade-operária

      Preconceito e falta de informação, sempre de mãos dadas nas mentes dos medíocres. Vá se informar melhor. E se você sabe de gente que não precisa e é beneficiário do programa, denuncie; é grátis. Caso contrário, você não passa de cúmplice ou, no mínimo um omisso preguiçoso.

  6. Como ta morrendo gente na cidade do aço, que agora também já é a cidade do chumbo.

  7. tudo minino bom, vitimas da sociedade.

Untitled Document