segunda-feira, 18 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Punição automática de Neymar é de um jogo, esclarece Conmebol

Punição automática de Neymar é de um jogo, esclarece Conmebol

Matéria publicada em 18 de junho de 2015, 18:17 horas

 


Após confusão, entidade fez valer o que havia publicado em espanhol no site e estabeleceu apenas um jogo de gancho

Descontrole: Neymar não foi bem em campo e ainda perdeu a cabeça ao final da partida (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Descontrole: Neymar não foi bem em campo e ainda perdeu a cabeça ao final da partida (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

Santiago, Chile – A Conmebol desfez a confusão que criou em relação à punição para o atacante Neymar, que levou o seu segundo cartão amarelo e também um vermelho na derrota do Brasil por 1 a 0 para a Colômbia, na quarta-feira. Após indicar na versão em português de seu site que o jogador estava suspenso por duas partidas na Copa América, a entidade fez valer o que havia publicado em espanhol e estabeleceu apenas um jogo de gancho.

Ainda assim, a pena de Neymar poderá aumentar conforme o que for definido no julgamento do Comitê Disciplinar da Conmebol. Foi aberto um processo disciplinar contra o astro do Barcelona, que será defendido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) até as 12 horas de sexta-feira (de Brasília).

Neymar levou um cartão amarelo (já havia sido punido contra o Peru) no final do primeiro tempo do jogo com a Colômbia, por toque de mão. Bastante nervoso em campo, ele chutou a bola em cima de Armero ao término da partida. O gesto provocou uma reação de Murillo, em quem o brasileiro ameaçou dar uma cabeçada. Em seguida, Bacca o empurrou – e também acabou expulso pelo árbitro chileno Enrique Osses.

Com dois cartões amarelos, Neymar já cumpriria suspensão automática diante da Venezuela, no domingo, outra vez no Estádio Monumental de Santiago. A expulsão poderia levá-lo a não participar também do primeiro mata-mata, em caso de classificação da Seleção Brasileira, o que a Conmebol enfim descartou.

O item 3 do artigo 29 do regulamento da Copa América, contudo, dá a entender que Neymar deveria mesmo ficar fora de dois jogos: “Se um jogador é culpado de conduta antidesportiva e expulso com o vermelho direto, todo cartão que tenha recebido durante a partida será mantido”.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Parece que o Neymar pegou 4 jogos e está fora da Copa América. Realmente o craque deu mostras de uma instabilidade emocional durante os jogos contra Peru e Colômbia, e conforme relatado pela grande imprensa, por problemas extra campo. Tais problemas estariam ligados a sua transferência para o Barcelona, onde a sonegação de impostos no Brasil e na Espanha e “barrigadas” no Santos, foram tópicos desta novela.
    E estão colocando tudo na conta do pai do jogador que pode até ser preso. E pode mesmo, pois as coisas neste país estão mudando, mesmo que lentamente. Prenderam hoje o Emílio Odebrecht, não vão prender o pai do Neymar?
    Agora venhamos e convenhamos. O pai do Neymar teria como engendrar sozinho este golpe? Claro que não!!!
    E agora, a Justiça espanhola acaba de aceitar ação penal contra envolvidos na transferência de Neymar por corrupção privada e fraude e sob a forma de contrato simulado! A queixa da empresa DIS se estende ao Barcelona, a Neymar Jr., a Neymar pai, a Rosell, a Bartomeu, ao Santos FC, e deve ter mais gente na rede. E no Brasil, a Receita Federal e o Ministério Público, investigam o patrimônio do jovem craque.
    Resumindo, está aí a razão do péssimo rendimento do Neymar. E para a seleção vai ficar ruim, haja vista a dependência total do futebol do garoto de Mogi das Cruzes. E para o bem do futebol brasileiro, é bom mesmo esta seleção se dar mal nesta Copa América, para demitirem o técnico anão para que volte ao convívio da Branca de Neve e os outros anões, e contratem realmente um técnico para o Time. Que tragam Pepe Guardiola.

Untitled Document