quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Romário promete resultados concretos em CPI e apoia prisão de Del Nero

Romário promete resultados concretos em CPI e apoia prisão de Del Nero

Matéria publicada em 30 de julho de 2015, 16:52 horas

 


Lenha: Romário promete pegar pesado contra mandatários da CBF (Foto: Arquivo)

Lenha: Romário promete pegar pesado contra mandatários da CBF (Foto: Arquivo)

Genebra – Ainda em viagem à Suíça, onde comprovou, na última quarta, não ser dono de nenhuma conta bancária como foi acusado, o senador e ex-jogador Romário, um dos encarregados de lutar pela instauração da CPI do futebol, lamentou a atual fase do futebol brasileiro nos bastidores. A solução passaria pela prisão do atual presidente da entidade, que, segundo ele, não pode ser comandada por nenhum ex-jogador.

Alegando que todos os acontecimentos recentes, dentro e fora de campo, fizeram o brasileiro “perder toda aquela paixão que existia pela Seleção Brasileira”, Romário confirmou a abertura da CPI para o dia 4 de agosto, e disse que a cúpula da CBF, sobretudo Marco Polo Del Nero – atual mandatário – será alvo das investigações.

“A solução é a sua prisão. Ele (Del Nero) é corrupto, ladrão, ele não faz bem para a Seleção e tem de pagar por isso. Comete coisas ilícitas dentro da CBF e por isso não quer sair do País”, comentou em entrevista ao Estado de S. Paulo, nesta quinta, fazendo referência à ausência do mandatário da CBF no sorteio das Eliminatórias do Mundial de 2018 no último fim de semana.

Perguntado se há espaço para um ex-atleta comandar o futebol brasileiro, à exemplo do que Zico e Maradona querem fazer em relação à Fifa, Romário disse não acreditar em tal possibilidade. Nem mesmo com Ronaldo.

“Não é porque você foi o melhor do mundo ou é ídolo que você tem condição de ser presidente. Na verdade, do jeito que está, qualquer um pode assumir. Pois basta manter a sacanagem”, disse, completando com relação ao atacante e ex-companheiro de Seleção.

“Ele (Ronaldo) não faz parte da sacanagem do futebol. Infelizmente, na Copa, ele escolheu o lado errado. No final, meteu o pé e entende que esses caras não são o que ele pensava que eram. Mas, para ser presidente da CBF, ele não tem condição nenhuma em termos de preparação”, acrescentou o senador, fazendo elogios a Leonardo, atualmente diretor esportivo do PSG.

Ao detalhar como será instituído o processo da CPI no Senado, Romário fez piada ao dizer que não vai chamar “só bandido”.

“Vou me reunir com Polícia Federal, Ministério Público, TCU e outros órgãos para coordenar os trabalhos. Vamos convocar ainda o Zico, o Pelé, o Ronaldo e muita gente. Não vamos só chamar bandido. Estou comprometido a mudar muita coisa, essa CPI terá resultados concretos”, projetou.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document