domingo, 25 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Seleção Brasileira duela com o Catar

Seleção Brasileira duela com o Catar

Matéria publicada em 4 de junho de 2019, 19:24 horas

 


Brasil chega para este jogo vivendo dias de tensão por conta das acusações de estupro envolvendo o craque Neymar

Neymar terá de driblar mais uma polêmica na carreira que ainda precisa de títulos (Divulgação – CBF)

Brasília – A Seleção Brasileira faz seu primeiro amistoso de preparação para a Copa América nesta quarta-feira, às 21h30(de Brasília), quando recebe o Catar no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF). Os canarinhos precisam dar uma satisfação aos torcedores após serem eliminados nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia, pela Bélgica. O torneio continental será o primeiro relevante no país desde a Copa do Mundo de 2014 e o fatídico 7 a 1 para a Alemanha.

O Brasil, que vai sediar a Copa América a partir de 14 de junho, quando faz o jogo de abertura contra a Bolívia, chega para este jogo vivendo dias de tensão por conta das acusações de estupro envolvendo o craque Neymar. O técnico Tite, que no torneio continental ainda vai duelar na primeira fase com Venezuela e Peru, garante que o foco de todos no time canarinho está no amistoso com o Catar.

– Nós estamos pensando no amistoso com o Catar e este é o nosso foco. Na preparação diária, construção de trabalho em que o Neymar está inserido. Ele é um jogador diferente, mas para ele acontecer há um processo. A equipe está acima disso, nosso trabalho está acima disso. Tecnicamente é imprescindível. Quando a gente fala imprescindível, isso não quer dizer insubstituível. Mas nosso pensamento é o jogo com o Catar – disse Tite.

Os jogadores sabem a importância de explorarem bem o amistoso.

– É um jogo muito importante e temos que aproveitar ao máximo para corrigirmos erros e chegarmos para a Copa América da melhor maneira possível – disse o volante Arthur, um dos novatos do grupo.

Para este jogo o Brasil não terá o goleiro Alisson e nem o atacante Roberto Firmino, que disputaram e ganharam a final da Liga dos Campeões da Europa no fim de semana pelo Liverpool, que bateu o Tottenham por 2 a 0 em final inglesa, e nem com o lateral-direito Fagner, que defendeu o Corinthians contra o Flamengo na véspera pelas semifinais da Copa do Brasil. O treinador aposta em uma defesa experiente, com peças como Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís. A criação de jogadas caberá principalmente a Philippe Coutinho, que terá que municiar um ataque composto por Richarlison, Neymar e Gabriel Jesus.

O Catar chega para este amistoso empolgado pela surpreendente conquista da Copa da Ásia em janeiro. O país, que vai sediar a próxima Copa do Mundo, em 2022, bateu o Japão na final com um triunfo por 3 a 1. O time, dirigido pelo espanhol Félix Sánchez, marcou 19 gols em sete jogos, sofrendo apenas um. Ele vê o teste com o Brasil como uma honra.

– Para o Catar é uma honra enfrentar a Seleção Brasileira na casa dela. Será um dos jogos mais complicados da história desta seleção, mas vamos a campo com o pensamento de aproveitarmos cada momento – disse ele.

O destaque do time é o atacante Almoez Ali Abdulla, grande ídolo do futebol local, tendo sido artilheiro da Copa da Ásia com nove gols. O lateral-direito português naturalizado Pedro Correia é outra atração.

A Seleção Brasileira principal nunca duelou com o Catar na história do futebol. Mas pelo Mundial Sub-20 aconteceram dois jogos. Em 1981 o Catar surpreendeu ao eliminar o Brasil nas quartas de final com um triunfo de 3 a 2. Em 1995, pela fase de grupos, o Brasil deu o troco ganhando por 2 a 0 em um torneio sediado justamente pelo representante asiático. Pelo Mundial Sub-17 aconteceram outros dois jogos, mas dessa vez sempre com triunfo dos canarinhos: 2 a 1 em 1985 e impressionantes 6 a 0 em 2005.

BRASIL X CATAR

Local: Estádio Mané Garrincha
Data: 5 de junho de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 21h30(de Brasília)
Árbitro: Jose Argote (Venezuela)
Assistentes: Lubin Torrealba (Venezuela) e Franchescoly Chacon (Venezuela)

BRASIL: Ederson, Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho; Richarlison, Neymar e Gabriel Jesus
Técnico: Tite

CATAR: Saad Al Sheeb, Pedro Correia, Boualem Khoukhi, Tarek Salman e Abdelkarim Hassan; Salem Al Hajri, Abdulaziz Hatim e Hassan Al Haidos; Boualem Khoukhi, Almoez Ali Abdulla e Akram Afif
Técnico: Félix Sánchez

Presidente da CBF descarta corte e diz confiar em Neymar

A acusação de estupro envolvendo Neymar ultrapassou os limites da Granja Comary e, nesta terça-feira, rendeu um pronunciamento do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo. Presente em um Congresso da Fifa em Paris, na França, o dirigente garantiu ter “total confiança” no jogador e rechaçou qualquer possibilidade de corte da Copa América. “Temos total confiança em Neymar”, disse Caboclo.

“Sabemos a pessoa que é, o homem que é, o atleta que é e temos total confiança de que tudo vai ser esclarecido”, completou antes de garantir que conversou com atacante e com seu pai para mostrar o apoio da entidade durante as investigações.

Na última sexta-feira, uma mulher registou boletim de ocorrência acusando Neymar de estupro. O crime teria ocorrido no dia 15 de maio, em Paris. Após a acusação, o jogador do Paris Saint-Germain utilizou as suas redes sociais para se defender e ainda divulgou conversas íntimas com a garota. Ainda assim, segue na Granja Comary, em Teresópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, se preparando para a Copa América.

Nos últimos dias, inclusive, surgiu um rumor de que o jogador seja cortado ou não faça parte da delegação durante a competição em solo brasileiro. O presidente da CBF, no entanto, descartou a possibilidade e disse contar com o camisa 10 na competição. “Tentamos levar (o caso) com naturalidade, o mais importante é que não afete os jogadores, que estão resguardados na Granja Comary”, finalizou.

Na noite da última segunda-feira, o caso ganhou um novo capítulo. Isso porque o Jornal Nacional levou ao ar trechos de uma carta em que o advogado José Edgar Bueno rescindiu o seu contrato com a mulher que acusou Neymar de estupro. No documento, ele afirma que tal acusação estava “totalmente dissociada dos fatos descritos aos nossos sócios”.

Ainda de acordo com o representante, a mulher havia declarado aos advogados que a relação com o jogador teria sido consensual e, depois disso, o atacante teria ficado agressivo. A carta segue afirmando que a acusação registrada no BO estava em “desacordo com a realidade manifestada aos seus patronos”.

Mãe de Neymar publica mensagem de apoio ao filho

Acusado de estupro, Neymar vem recebendo respaldo de seus amigos e familiares, e na manhã desta terça-feira, foi a vez da mãe do camisa 10 da Seleção Brasileira demonstrar apoio diante da situação. Nadine Gonçalves utilizou sua conta no Instagram para publicar um texto e uma foto ao lado do filho.

Na mensagem, Nadine mostra acreditar que o filho seja inocente, e pede para que o jogador, além de se concentrar apenas no futebol, perdoe a mulher que lhe acusa de estupro.

“Filho, neste momento em que tudo finalmente esta sendo esclarecido e a verdade de Deus esta vindo à tona é hora de aprender com tudo isso e voltar pra Jesus Cristo, seu primeiro amor. Ele é único que realmente conhece seu coração, confie nele. Se concentre no que você mais ama na vida que é jogar futebol! É isso que vai lhe devolver a alegria que andou desaparecida nos últimos dias. Cristãos que somos, PERDOE ESSA MENINA! Eu e sua irmã, como mulheres, podemos te garantir que ELA NÃO NOS REPRESENTA. Te amo muito e continuarei orando por você todos os dias da minha vida. Deus te abençoe … eu te amo”, escreveu.

Na última sexta-feira, uma mulher registou boletim de ocorrência acusando Neymar de estupro. O crime teria ocorrido no dia 15 de maio, em Paris. Após a acusação, o jogador do Paris Saint-Germain utilizou as suas redes sociais para se defender e ainda divulgou conversas íntimas com a garota.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document