terça-feira, 10 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Seleção brasileira tenta confirmar favoritismo contra Venezuela

Seleção brasileira tenta confirmar favoritismo contra Venezuela

Matéria publicada em 17 de junho de 2019, 19:08 horas

 


Salvador – Após estrear na Copa América com vaias e vitória por 3 a 0 sobre a Bolívia, no Morumbi, em São Paulo, a Seleção Brasileira volta a campo nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), na Arena Fonte Nova, para encaminhar sua classificação às quartas de final. O desafiante da vez é a Venezuela, considerada mais complicada que o adversário do primeiro jogo.

– Recentemente, (os venezuelanos) ganharam por 3 a 1 da Argentina em Madrid, então tem que ter muito respeito para querer fazer o melhor e tentar classificar já no segundo jogo – afirmou o volante Casemiro.

O discurso é corroborado por Marquinhos. “A Venezuela vem num bom momento, teve uma renovação da seleção, com novos jogadores” disse o zagueiro. “Pensando na Venezuela, vamos trabalhar de uma maneira muito forte dentro de campo para fazer o nosso melhor, que é jogar, propor o jogo e também ter uma defesa sólida, cedendo poucas chances ao adversário”, declarou o goleiro Alisson.

Com três pontos ganhos, o Brasil lidera o Grupo A da Copa América e, portanto, um triunfo sobre a Venezuela encaminharia a classificação ao mata-mata do torneio continental antes do confronto com o Peru, pela terceira rodada.

Para o embate com a Venezuela, o técnico Tite promoverá apenas uma mudança na escalação: a entrada de Arthur na vaga de Fernandinho. Recuperado de dores no joelho direito, o volante do Barcelona desfalcou a Seleção diante da Bolívia. O goleiro Ederson, primeiro reserva de Alisson, segue fora para se recuperar de uma lesão na panturrilha.

Do outro lado, a Venezuela tenta a façanha de não perder para o time anfitrião e, assim, se manter na briga por uma vaga nas quartas de final. A Vinho Tinto, que segurou um empate por 0 a 0 com o Peru na estreia, figura no terceiro lugar do Grupo A. “Jogar de igual para igual com o Brasil é uma loucura. Sabemos o que é o Brasil”, avisou o técnico Rafael Dudamel, indicando que sua equipe terá uma postura cautelosa em Salvador. “Temos que tentar realizar nosso jogo, com muita segurança. Vamos enfrentar um rival que joga muito bem. Fisicamente, é fortíssimo. Uma seleção modernizada, realizando um jogo admirável. Buscaremos fazer um bom jogo”, completou.

Retrospecto favorável

Apesar de ter melhorado de rendimento nos últimos anos, a seleção da Venezuela ainda não é páreo para a Seleção Brasileira. Pelo menos, é o que mostra o retrospecto do confronto entre os dois países. Desde 1969, data do primeiro duelo, brasileiros e venezuelanos já se enfrentaram 24 vezes, em jogos oficiais e amistosos com 21 vitórias brasileiras, dois empates e apenas um triunfo da Venezuela, em amistoso disputado em 2008, quando a equipe nacional era dirigida por Dunga Em jogos oficiais, a Seleção Brasileira jamais foi derrotada para o adversário.

Na disputa da Copa América, as duas equipes se enfrentaram sete vezes com seis vitórias do Brasil e um empate. A Seleção Brasileira marcou 27 gols na competição sul-americana e sofreu apenas dois.

Nos confrontos entre as seleções de Brasil e Venezuela, o mais famoso aconteceu no dia 30 de junho de 1999, durante a disputa da Copa América realizada no Paraguai e vencida pela equipe então dirigida por Vanderlei Luxemburgo. A Seleção Brasileira fez jus ao favoritismo e goleou o adversário por 7 a 0. O grande destaque do jogo foi o atacante Ronaldinho Gaúcho que entrou no lugar do meia Alex durante o segundo tempo e marcou um gol que marcou a entrada do jogador no seleto mundo dos craques. Com uma sequência de lençois sobre os zagueiros, Ronaldinho marcou seu primeiro gol com a camisa da seleção e se tornou imprescindível para a equipe que fecharia o ciclo vitorioso com a conquista da Copa do Mundo de 2002, agora já sob o comando de Felipão.

Daniel Alves esteve bem na estreia e segue como boa opção no lado direito do ataque

BRASIL X VENEZUELA

Local: Arena Fonte Nova
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Julio Bascuñan
Assistentes: Christian Scheimann (CHI) e Claudio Ríos (CHI)
VAR: Roberto Tobar (CHI)
BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís; Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho; Richarlison, Roberto Firmino e David Neres
Técnico: Tite
VENEZUELA: Fariñez; Rosales, Chancellor, Villanueva e Osorio; Moreno, Herrera, Rincón, Savarino e Murillo; Rondón
Técnico: Rafael Dudamel


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document