sexta-feira, 22 de outubro de 2021 - 13:25 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Técnico da Seleção rasga elogios a Diego

Técnico da Seleção rasga elogios a Diego

Matéria publicada em 3 de março de 2017, 15:13 horas

 


Meia do Flamengo é felicitado após saber da convocação

Meia do Flamengo é felicitado após saber da convocação (foto: Divulgação)

Rio – O flamenguista Diego foi uma das novidades na lista de convocados do técnico Tite para os jogos contra Uruguai e Paraguai, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo 2018. Segundo o comandante da Seleção Brasileira, o empenho do meia durante as férias o premiou com a vaga que era do santista Lucas Lima.

– Quando a gente fala em acompanhamento, fica uma situação jogada ao ar. O Diego treinou nas férias. Se ele está jogando em alto nível como está, tem toda uma preparação de atleta de alto nível. Nós acompanhamos e vamos enaltecer esse tipo de acompanhamento. Jogou muito contra a Colômbia e os jogos do Flamengo o credenciaram – explicou o técnico, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, em São Paulo.

Assim como o meio-campista do Flamengo, o atacante Diego Souza também foi lembrado por Tite, que exaltou o desempenho do atleta do Sport no Campeonato Brasileiro de 2016. Ele foi chamado para substituir o lesionado Gabriel Jesus, do Manchester City.

– O Diego foi o jogador dado por vocês (jornalistas) como o mais efetivo do campeonato passado. Número de gols feitos, 14, assistência, seis. Fez por merecer dentro de campo, jogou bem contra a Colômbia também, e a oportunidade surgiu. Não gostaríamos de perder o Gabriel Jesus, mas o futebol é assim – avaliou o treinador.

Tite também ressaltou a importância do amistoso contra os colombianos – vencido pelo Brasil por 1 a 0, com gol de Dudu -, em janeiro, na definição da lista divulgada nesta manhã.

– O peso é o desafio do acompanhamento de todas as informações e o momento que os atletas vivem. O jogo amistoso tem um componente importante na convocação – acrescentou.

O goleiro Ederson, do Benfica-POR, foi a outra novidade na relação de Tite para os jogos contra Uruguai e Paraguai. Ele foi convocado pela primeira vez e ganhou o lugar do flamenguista Alex Muralha. Alisson, da Roma-ITA, e Weverton, do Atlético-PR, foram os outros arqueiros escolhidos pelo treinador.

– O primeiro filtro o Taffarel busca no acompanhamento de treinos, do bom momento técnico do atleta. Tem hoje em torno de 56 atletas que a gente acompanha, fora os emergentes. O quanto de detalhe a gente busca. O Ederson é um deles, assim como outros goleiros o foram. A velocidade de reação e o bom momento que o Ederson vive foram determinantes. Sem deixar de passar a mensagem para Muralha, Diego (Alves), Cássio, Marcelo Grohe, Danilo: eles estão no radar. Estamos acompanhando momento técnico e físico – concluiu.

Líder das Eliminatórias, com 27 pontos ganhos, o Brasil visita o Uruguai em Montevidéu em 23 de março. Cinco dias depois, recebe o Paraguai no Estádio de Itaquera, em São Paulo. Caso atinja uma boa pontuação nessas duas partidas, a Seleção se classificará antecipadamente para o Mundial da Rússia. A data de apresentação dos jogadores ao técnico Tite ainda será divulgada pela CBF.

Treinador ‘manda recado’ a não convocados

Ao comentar sobre um eventual prejuízo que a Seleção Brasileira terá sem o lesionado atacante Gabriel Jesus, o técnico Tite mandou um recado àqueles que não foram lembrados na convocação para os jogos contra Uruguai e Paraguai, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo 2018.

– Oportunidades vão aparecer. Temos oito atletas com cartão (amarelo). Uma mensagem aos atletas: joguem muito nos seus clubes, preparem-se, se precisar treinem com preparadores particulares – avisou o treinador, em entrevista coletiva, nesta sexta-feira, em São Paulo.

– Atleta de alto nível a exigência é essa, precisamos desse tipo de comportamento. E aí está a oportunidade. Não tem o Gabriel, é o Diego, o Firmino, para fazerem grandes jogos – acrescentou.

Para o lugar de Gabriel Jesus, Tite chamou Diego Souza, do Sport. O meia flamenguista Diego, e o goleiro Ederson, do Benfica-POR, foram as outras novidades, em detrimento de Lucas Lima e Alex Muralha, presentes nas últimas listas de convocados.

Invicto à frente do comando do Brasil, Tite explicou que Ederson ganhou a vaga de Muralha por estar passando por um grande momento técnico. A ausência de Lucas Lima, por sua vez, foi justificada pela lesão no joelho sofrida no último dia 15, na derrota para o São Paulo, pelo Campeonato Paulista.

– O Lucas, é avaliação do momento, teve um problema de lesão. Teve um problema de joelho, de quatro a seis semanas. Tem a possibilidade de retornar, há informação que pode ser depois. Devo acompanhar o clássico – disse o técnico, referindo-se ao duelo entre Santos e Corinthians, neste sábado, em Itaquera.

– Essa concorrência, com Diego jogando muito, Lucas machucado… Nessa dúvida, eu optei pelo Diego – concluiu.

Líder das Eliminatórias, com 27 pontos ganhos, o Brasil visita o Uruguai em Montevidéu em 23 de março. Cinco dias depois, recebe o Paraguai no Estádio de Itaquera, em São Paulo. Caso atinja uma boa pontuação nessas duas partidas, a Seleção se classificará antecipadamente para o Mundial da Rússia. A data de apresentação dos jogadores ao técnico Tite ainda será divulgada pela CBF.

Seleção ganha avião personalizado

Antes da convocação do técnico Tite para os duelos contra Uruguai e Paraguai, pelas Eliminatórias Sul-Americanas, no fim de março, o novo avião da Seleção foi apresentado por uma das patrocinadoras da Confederação Brasileira de Futebol.

Com o nome de #VoaCanarinho, o Boeing 737-800 foi dado de presente pela Gol, empresa de linhas aéreas, e será o responsável pelos transportes da delegação que representa o País. O primeiro voo será para Montevidéu, no dia 20 de março, quando o Brasil viaja para encarar o Uruguai.

O avião é personalizado, e conta com a predominância das cores verde e amarelo, símbolo da Seleção. Além disso, há um canarinho estampado na nave, fazendo jus ao nome dado ao meio de transporte.

O técnico Tite, juntamente com parte de sua comissão, desceram do avião antes da convocação. O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, também estava presente. O mandatário não costuma viajar com a Seleção, por conta de problemas com a Justiça.

Além do presente, a empresa aérea também anunciou a renovação de seu vínculo com a CBF. Agora, a parceria, que se iniciou em 2013, é válida até 2020.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document