domingo, 17 de outubro de 2021 - 19:36 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Thiago quer ‘chegar com gás’ em Toronto

Thiago quer ‘chegar com gás’ em Toronto

Matéria publicada em 18 de maio de 2015, 18:20 horas

 


No Canadá, ‘Mister Pan’ tentará superar marca histórica de 22 medalhas do cubano Erick López Ríos

Medalhas: Thiago já conquistou pódios em todas as competições importantes

Medalhas: Thiago já conquistou pódios em todas as competições importantes

Charlotte, EUA

O nadador Thiago Pereira conquistou medalha de bronze nos 200m medley do Grand Prix de Charlotte, nos Estados Unidos, neste final de semana, quando competiu ao lado de nomes como Michael Phelps e Ryan Lochte. No entanto, o atleta do Minas Tênis Clube utilizou o torneio como preparação para os Jogos Pan-Americanos de Toronto e Mundial da Rússia, principais competições do calendário 2015, marcadas para acontecer entre julho e agosto.
– Foi um resultado esperado para a atual fase de treinamento. Estou trabalhando muito forte nos Estados Unidos, mas ainda não entrei na fase de polimento. Meu objetivo é chegar com gás no Pan de Toronto e no Mundial de Kazan -, disse Thiago Pereira, que ficou com o terceiro lugar depois de ter feito o tempo de 1min59s51.
Além de sua prova favorita, o nadador brasileiro, que mora e treina em Los Angeles, nos Estados Unidos, caiu na piscina nos 100m borboleta e 200m peito em Charlotte. No peito, Thiago completou a disputa em 2min14s58 – melhor marca das eliminatórias – e optou por não nadar a final.
Com a conquista de cinco índices para o Mundial de Kazan e já escalado para o Pan de Toronto, o atleta de 29 anos está confirmado nos 100m borboleta, 100m costas, 200m medley, 400m medley e 200m peito, além dos revezamentos 4x100m medley e 4x200m livre.
No Canadá, Thiago Pereira, apelidado de “Mister Pan”, tentará superar a marca histórica de 22 medalhas do ex-ginasta cubano Erick López Ríos. O brasileiro tem 18 conquistas.

PHELPS FRUSTRADO

Maior campeão da história dos Jogos Olímpicos, o nadador Michael Phelps vive um dos momentos mais delicados em sua carreira. Após ser afastado das piscinas por ter sido pego dirigindo embriagado, o norte-americano vem tendo dificuldades para conquistar bons resultados nos torneios de alto nível.
Neste final de semana, o dono de 18 medalhas de ouro em Olimpíadas não conquistou sequer uma medalha no Grande Prêmio de Charlotte.
– É frustrante -, disse Phelps, que segue tentando adquirir a melhor forma para conseguir uma vaga nos Jogos de 2016, no Rio de Janeiro.
Conhecido como o “Tubarão de Baltimore”, o nadador de 29 anos não obteve sucesso em sua tentativa de chegar às finais “A” dos 200m medley e dos 100m livre. Depois do fracasso, Phelps lamentou não ter conseguido disputar medalha com os melhores atletas da modalidade.
– O que mais quero é competir, preciso competir. Quero fazê-lo com Ryan (Lochte) e todos esses caras. É frustrante não conseguir por pouco -, afirmou Michael Phelps.
Antes, na sexta-feira, já havia fracassado em sua tentativa de chegar à final dos 200m livre e foi apenas o sétimo na decisão dos 200m borboleta no sábado. Por outro lado, Ryan Lochte, aos 30 anos, venceu os 200m medley com a terceira melhor marca da temporada (1min57s20).
O Brasil saiu do Grande Prêmio de Charlotte com cinco medalhas. No revezamento 4x100m livre, o País terminou com a prata. Ainda na sexta-feira, Felipe Lima faturou o bronze nos 100m peito. Na noite de sábado, Cesar Cielo ficou com o segundo lugar nos 50m livre, mas levou o ouro nos 50m borboleta.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document