quinta-feira, 24 de junho de 2021 - 09:02 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Vasco bate América-RN e abre vantagem pela Copa do Brasil

Vasco bate América-RN e abre vantagem pela Copa do Brasil

Matéria publicada em 15 de julho de 2015, 23:33 horas

 


Depois de acumular derrotas no Campeonato Brasileiro, o Vasco voltou a mostrar um futebol mais convincente

Certeiro: Meia Emanuel Biancucchi comemora o golaço que fez diante do América-RN (Foto: Divulgação)

Certeiro: Meia Emanuel Biancucchi comemora o golaço que fez diante do América-RN (Foto: Divulgação)

Rio – O Vasco derrotou o América-RN por 3 a 1, na noite desta quarta-feira, em São Januário, pela primeira rodada da terceira fase da Copa do Brasil. O resultado vai permitir que a equipe cruz-maltina, que ganhou moral para o clássico diante do Fluminense, possa perder até por um gol, no jogo da volta em Natal, para garantir a passagem para a próxima fase da competição nacional.

Depois de acumular derrotas no Campeonato Brasileiro, o Vasco voltou a mostrar um futebol mais convincente que lhe permitiu construir a vitória em cima da esforçada equipe potiguar. Os gols da equipe carioca foram marcados por Herrera, Anderson Salles e Emanuel Biancucchi, descontando Reis para o time rubro do Rio Grande do Norte.

O jogo

Muito modificado em relação ao último jogo, o Vasco começou a partida no ataque e, antes do primeiro minuto, quase que Emanuel Biancucchi conseguiu concluir para o gol. Riascos e Herrera jogavam abertos pelas extremas, enquanto Dagoberto fazia o papel de pivô no ataque. E logo, aos cinco minutos, o Vasco sofreu um desfalque. O lateral-esquerdo Henrique sentiu um problema muscular na coxa direita e obrigou o técnico Celso Roth a queimar a primeira substituição.

O América mostrava muito timidez e só atacou aos nove minutos, mas com muito perigo. Após cruzamento na área, Adriano Pardal fez o corta-luz, mas Christiano conseguiu impedir a conclusão de Cascata que entrava pelo meio. Aos 11 minutos, Biancucchi errou ao tentar dominar no meio-campo e o América partiu rápido no contra-ataque. Cascata acionou Maciel nas costas de Rodrigo e o atacante chutou rasteiro para boa defesa de Jordi.

O Vasco mostrava nervosismo e um erro de passe de Rodrigo quase coloca Adriano Pardal em condições de chute, mas a defesa carioca conseguiu fazer o bloqueio. O time dirigido por Celso Roth só voltou a criar outra chance de perigo aos 17 minutos, quando Emanuel Biancucchi apareceu na pequena área para a conclusão, mas acabou bloqueado pela zaga da equipe nordestina. Três minutos depois, o meia argentino recebeu bom passe de Riascos e bateu forte, mas a bola subiu demais. Logo depois foi a vez de Dagoberto mandar a bomba, com grande perigo.

A resposta do América veio aos 24 minutos, quando Pardal se livrou da marcação e chutou cruzado, mas Jordi fez grande defesa. Aos 30 minutos, uma falha de Christiano proporcionou mais um ataque da equipe nordestina. Cascata arrancou pelo meio e chutou forte, mas a bola desviou na zaga e saiu com grande perigo.

O time cruz-maltino só voltou a ameaçar aos 33 minutos quando Dagoberto recebeu de costas para o gol, girou e mandou um belo chute que passou perto do travessão de Busatto. Dois minutos depois, o mesmo Dagoberto emendou de primeira, depois de falta da zaga americana, mas a bola foi bem defendida por Busatto. A torcida vascaína só voltou a se agitar aos 46 minutos quando Aislan cabeceou e Busatto fez grande defesa, espalmando para escanteio. Na cobrança, saiu o primeiro gol do Vasco. Riascos cabeceou no travessão e Herrera, livre na pequena área, só cumprimentou, tocando a bola, de cabeça, para as redes americanas. Foi o primeiro gol do atacante argentino com a camisa do Vasco.

A equipe natalense voltou para o segundo tempo bem mais agressiva, pressionando a defesa carioca em busca do gol do empate. O Vasco não conseguia sair da defesa, nem organizar o contra-ataque. Aos seis minutos, o goleiro Jordi saiu do gol, com precisão, para afastar o perigo da sua área.

Aos nove minutos, o América marcou o gol do empate. Depois de bola levantada na área carioca, o zagueiro Aislan falhou e Reis entrou livre para tocar na saída do goleiro cruz-maltino.

Depois de sofrer o gol do empate, a equipe carioca tentou pressionar em busca do segundo gol, mas mostrava muito nervosismo. Aos 17 minutos, o Vasco marcou o segundo gol. Jhon Cley foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. Anderson Salles bateu forte e não deu qualquer chance de defesa para o goleiro do América.

Cansado, o argentino Herrera pediu para sair e Celso Roth colocou Thalles no lugar do argentino que saiu muito aplaudido pela torcida. O América partiu para buscar o empate, enquanto o Vasco tentava defender sua vantagem, mantendo apenas Thalles e Dagoberto na frente. Aos 33 minutos, o Vasco marcou o terceiro gol. Christiano cruzou da esquerda, a zaga falhou na rebatida e Emanuel Biancucchi bateu de primeira, no canto direito do goleiro Busatto.

Logo depois, Dagoberto recebeu o segundo cartão amarelo, após atingir um adversário com o braço e foi expulso de campo. Com dez jogadores, o time carioca recuou para defender a vantagem e conseguiu suportar a pressão do time potiguar para garantir o importante resultado.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document