domingo, 21 de abril de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Vasco bate Resende no Maraca e está na final da Taça Guanabara

Vasco bate Resende no Maraca e está na final da Taça Guanabara

Matéria publicada em 13 de fevereiro de 2019, 23:52 horas

 


Rio – O Vasco não quis saber da vantagem do empate e se garantiu na final da Taça Guanabara ao vencer por 3 a 0 o Resende, nesta quarta-feira, no Maracanã. Mesmo diante de um público pequeno, principalmente pelo temor de uma forte chuva que poderia cair no Rio de Janeiro, os cruzmaltinos agora esperam seu adversário na outra partida, entre Flamengo e Fluminense, que acontece nesta quinta-feira.

O Vasco dominou os 90 minutos e abriu vantagem no placar ainda no primeiro tempo, após gols de Lucas Mineiro e Yago Pikachu. Na etapa final, Marrony deixou o dele.

O jogo

A partida começou em ritmo acelerado, com as duas equipes em busca do ataque. O Vasco assustou aos três minutos, em chute de Thiago Galhardo. O Resende respondeu em seguida, com Arthur Faria. Nos dois casos, as finalizações foram por cima do travessão.

Depois disso, os cruzmaltinos passaram a controlar a posse de bola e preferiu avançar com segurança. Não demorou muito e o Vasco abriu o placar no Maracanã. Aos 15 minutos, após cobrança de escanteio, Lucas Mineiro subiu sozinho e cabeceou sem chance para Ranule.

O Resende sentiu o revés e permitiu que o Vasco desperdiçasse algumas boas chances de ampliar. Aos poucos, a equipe do Sul Fluminense conseguiu ter mais a bola, mas não incomodava o goleiro Fernando Miguel.
Após a parada técnica, o jogo voltou a ficar movimentado. Tanto Resende quanto o Vasco alternavam contra-ataques. Isso até os 33 minutos, quando os cruzmaltinos chegaram ao segundo gol. Yago Pikachu aproveitou cruzamento de Cáceres e cabeceou para o gol. Ranule ainda tocou na bola e Lucão tentou impedir, sem sucesso, que a bola fosse para a rede.

Assim como no primeiro gol, o Resende caiu de rendimento depois do segundo. Nos minutos finais, a equipe ainda tentou esboçar uma pressão, mas tinha muito dificuldade em passar pela marcação vascaína. O Vasco ainda teve a chance de ampliar nos acréscimos, mas Maxi López chutou em cima da zaga. Mesmo assim, os cruzmaltinos fora com boa vantagem para o intervalo.

No segundo tempo, o Resende tentou pressionar a saída de bola do Vasco, mas viu os cruzmaltinos quase marcarem o terceiro. Primeiro, Yago Pikachu tentou tocar para Maxi López na área, mas a zaga colocou para escanteio. Na cobrança, Danilo Barcelos quase fez um gol olímpico. Ranule estava atento para salvar a equipe do Sul Fluminense.

O Vasco, mesmo sem forçar muito, era mais perigoso e chegou ao terceiro gol aos 17 minutos. Ranule tentou driblar Marrony e perdeu a bola para o atacante, que mandou para a rede.
Com ampla vantagem, os cruzmaltinos passaram a administrar o resultado. O Resende voltou a ter mais posse de bola e assustou aos 30 minutos. Valdeci chutou da entrada da área, mas viu a bola bater na zaga e ir por cima do travessão.

Na parte final, o jogo ficou muito cadenciado, principalmente porque os jogadores do Vasco acusaram o cansaço e diminuíram ainda mais o ritmo. Mesmo assim, os vascaínos ainda desperdiçaram boas chances de ampliar com Maxi López, que parou em boas defesas de Ranule. Com isso, os cruzmaltinos se garantiram na final do primeiro turno do Campeonato Carioca.

VASCO 3 X 0 RESENDE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 13 de fevereiro de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Thiago Neto Corrêia Farinha (RJ) e Daniel Alves Pereira (RJ)
Renda: R$ 226.080,00
Público: 8.367 pagantes
Cartões amarelos: Jeanderson e Vitinho (Resende):
GOLS: VASCO: Lucas Mineiro, aos 15min do primeiro tempo; Yago Pikachu, aos 33min do primeiro tempo; Marrony, aos 17min do segundo tempo
VASCO: Fernando Miguel, Raúl Cáceres, Werley (Luiz Gustavo), Leandro Castan e Danilo Barcelos; Raul (Bruno César), Lucas Mineiro, Yago Pikachu (Lucas Santos), Thiago Galhardo e Marrony; Maxi López
Técnico: Alberto Valentim
RESENDE: Ranule, Filipi Souza, Rhayne, Lucas Maia e Jeanderson; Joseph (Zambi), Léo Silva, Vitinho (Jackson), Arthur Faria e Davi Ceará (Valdeci); Maxwell
Técnico: Edson Souza


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

8 comentários

  1. Avatar

    viram a reportagem da TVRoçaSUL afiliada na terrinha maldita ? Além de cegos e mau informados, os ditos “jornalistas” dizendo: que o timeco teve um apagão !!!!! Mano.. Apagão? Sempre foi apago seus burros ! Ta achando que ia passar o Vasco… eu racho de rir desses abutres da TV

  2. Avatar

    Aguem, viu o papel ; Abe ,ou vasco cruel .

  3. Avatar

    Só passando pra deixar minha gargalhada para o anão do vale….kkkkkkkk….rindo até 2050!

  4. Avatar

    Estava vendo essa vergonha pelo canal fechado quando mostrou a torcida dessa vergonha do rocende e o o o narrador disparou: “Aí você vê a torcida do ‘rocende’ que veio prestigiar o time, certamente são familiares e amigos dos jogadores…” Cara, essa vergonha sai lá do canto do estado, no c* do mapa do estado para passar vergonha em frente os “parente” no maraca ! haha

  5. Avatar

    Eu já sabia que o Rocende ia levar fumo, e os coitados, torcedores do timinho acreditavam que iriam arrumar alguma coisa. Sou mais Volta Redonda F.C.

    • Avatar

      Velho, o Rocende não tem torcida. Tem é quem o adote pra afrontar o Voltaço… Os barramansuínos, por exemplo, adoram dar as mãos pra eles, a união dos fracotes…

  6. Avatar

    Vergonha em rede nacional. Rocende provando mais uma vez que é o anãozinho do Vale… Jamais conquistará título algum, nunca alcançará as glórias que tem o Voltaço em muito menos tempo de história esportiva…

    Voltaço segue sendo o único time que meteu gols no Vasco no Estadual…

  7. Avatar

    O anão do vale, vergonha do Sul Fluminense levou uma sapatada. Em breve, o Resenlixo estará novamente de férias!!

Untitled Document