quarta-feira, 23 de setembro de 2020 - 12:58 h

TEMPO REAL

 

Capa / Esporte / Vasco frustra torcida e empata com a Chapecoense no Maracanã

Vasco frustra torcida e empata com a Chapecoense no Maracanã

Matéria publicada em 8 de dezembro de 2019, 21:54 horas

 


Rio – O Vasco escolheu jogar sua última partida do ano no Maracanã para comemorar a permanência na série A do Campeonato Brasileiro e a vaga na Sul-Americana, após um ano muito difícil para o clube dentro e fora do campo. Para o duelo diante da rebaixada Chapecoense, a torcida compareceu em peso, mas viu a equipe desperdiçar muitos gols e sofrer o empate nos acréscimos do segundo tempo.
O placar de 1 a 1 foi construído apenas no final do segundo tempo. Pikachu abriu o placar de pênalti e Vini Locatelli empatou para a equipe de Chapecó. O Vasco terminou o Campeonato Brasileiro na 13ª colocação com 49 pontos. Já a Chapecoense foi a vice-lanterna com 32 e jogará a Série B em 2020.

O jogo

Diante de um Maracanã lotado, Vasco e Chapecoense mais pareciam disputar um amistoso festivo. O Cruz-Maltino teve uma oportunidade relâmpago antes de um minuto de jogo e levantou a torcida. Rossi recebeu na ponta direita e cruzou pelo alto. Marrony subiu mais que a zaga e cabeceou por cima do gol.
Em ritmo de treino, o Vasco manteve o domínio da posse de bola, mas a Chape marcava bem e não era ameaçada.
As melhores chances do Vasco foram aos 21, quando Guarín cruzou da direita e João Paulo e Ribamar não conseguem a finalização; aos 27, após cobrança de falta de Guarín na barreira, Henríquez mandou uma bomba que João Ricardo defendeu para escanteio; e aos 34, em nova cabeçada de Marrony após escanteio da esquerda, que o goleiro da Chape defendeu.
Na volta do intervalo, o Vasco retornou com mais vontade e deu novo ritmo ao jogo. Aos 3, Rossi avançou pela direita, se livra de dois e chuta rasteiro, mas João Ricardo defende.
Aos 6 a pressão ficou mais intensa. Fellipe Bastos desvia cruzamento de cabeça mas Ribamar não alcança. Na sequência, Raul recupera a bola na saída de jogo da Chape e serve Ribamar livre, mas ele finaliza por cima do gol. A torcida pediu e Luxemburgo tirou Ribamar e colocou o xodó Gabriel Pec.
Mesmo com o espaço dado pela Chape, o Vasco não conseguia abrir o placar no Maracanã, até que aos 36 Pikachu cruzou e Maurício Ramos colocou a mão na bola dentro da área. O mesmo Pikachu bateu no canto de João Ricardo e colocou o Vasco em vantagem.
Aos 43, quase sai o segundo. Marcos Rossi puxa o contra-ataque e toca para Rossi, que domina e bate no ângulo, mas João Ricardo fez grande defesa.
O Cruzmaltino não contava com uma reação da rebaixada Chapecoense em pleno Maracanã, mas a equipe catarinense não se conformou com a derrota. Aos 47, a defesa vascaína dá bobeira e Locatelli cabeceia para o gol após receber de Dalberto.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document