quarta-feira, 27 de maio de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Internacional / Estados Unidos têm disparada de mortos e falta de equipamentos

Estados Unidos têm disparada de mortos e falta de equipamentos

Matéria publicada em 3 de abril de 2020, 08:14 horas

 


Forças Armadas promovem ação de desinfecção no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), uma das medidas adotadas para prevenir a contaminação pelo novo coronavírus

Nova York – O número crescente de mortos na pandemia de coronavírus sobrecarregou as funerárias de Nova York, enquanto hospitais tentam atender milhares de pacientes infectados em meio a um total cada vez menor de ventiladores mecânicos e equipamentos de proteção disponíveis.

Diretores de funerárias e cemitérios descreveram uma disparada na demanda não vista em décadas, enquanto os casos de Covid-19, a doença respiratória causada pelo novo coronavírus, ultrapassaram a casa dos 50 mil na cidade, com quase 1.400 mortos.

“De muitas maneiras, o estado de Nova York é um microcosmos dos Estados Unidos, e é por isso que eu acredito que o que acontece aqui é ilustrativo para o resto do país sobre o que vai acontecer”, afirmou o governador de Nova York, Andrew Cuomo.

Os custos humanos foram ainda mais ressaltados por novas evidências da devastação econômica trazida pela pandemia, já que mais de 90% dos norte-americanos foram ordenados a ficar em casa para enfrentar a expansão do vírus.

O governo dos Estados Unidos reportou que 6,6 milhões de norte-americanos (um recorde) se registraram para obter benefícios de seguro-desemprego, dobrando a máxima histórica registrada na semana passada.

“Você fica sem respirar”, disse Justin Hoogendoorn, diretor de estratégia de renda fixa e análise na Piper Sander, em Chicago. “Obviamente a reação imediata a algo assim será o medo”.

Texas pede que ninguém saia de casa

Nesta quinta-feira, o Texas se tornou o quadragésimo estado norte-americano a emitir a ordem para que todos permaneçam em suas casas para conter a propagação do vírus.

Como se a perda de emprego para 10 milhões de norte-americanos em duas semanas não fosse o bastante, o número de mortos nos Estados Unidos subiu em 950, marcando o terceiro dia seguido de altas recordes. Outras 800 mortes reportadas até então na quinta-feira levaram o número total do país para mais de 5.600 mortos, de acordo com uma contagem da agência Reuters de dados oficiais.

Os casos confirmados nos EUA passaram os 235 mil na quinta-feira, o dobro da Itália, o país com o segundo maior número de ocorrências.

A força-tarefa da Casa Branca para a pandemia estima que entre 100 e 240 mil pessoas possam morrer, mesmo se a ordem de quarentena obrigatória for respeitada.

No mundo, o número de infecções confirmados chegou a 1 milhão, com mais de 50 mil mortos até a quinta-feira (2), de acordo com o centro de pesquisa da Universidade Johns Hopkins para o coronavírus.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

8 comentários

  1. Avatar

    A CIA alertou o trump na primeira semana de janeiro. Ele foi omisso e sua irresponsabilidade já custou a vida de 10 mil americanos . Infelizmente os EUA terão mais óbitos do que na Guerra do Vietnã. Ao mesmo tempo, o mundo esta vendo como é deplorável a forma com que ele desvia carregamentos de EPIs para o EUA. Entretanto, aqui temos um presidente bizonho, que bate continência para bandeira americana e seu filho o Bananinha esconde seu pequeno cérebro sob um boné do trump.

  2. Avatar

    NÃO ADIANTA !

    Não adianta publicar a reclamação, teria que publicar o comentário.

    Só porque disse que o Trump era o Bolsonaro brasileiro não publicaram ?

    Só porque disse que o Bolsonaro é : Misógino, racista, miliciano, assassino, incompetente, despreparado, mentiroso, fdp, quiçá corno, não publicaram ?

  3. Avatar

    Seu comentário está aguardando moderação.
    Cadê meu comentário ? Estão censurando agora ?

  4. Avatar

    Dr. Juvenal Juvêncio,

    O Sr. com certeza pode se manter dentro da toca, sem passar fome ou necessidades, ou para matar a fome comer capim…

    Na minha humilde opinião, cabe ao governo recomendar a população a quarentena, assim como orientar sobre os possíveis riscos e deixar que a população decida por si próprio.

    O Sr. pode ter certeza, mais triste do que ver alguns por falta de cuidados morrer, será vermos toda uma população sofrer por falta de oportunidade.

    O Sr. deve saber que, neste momento existem pessoas que não tem bem sabão para lavar as mãos, quanto mais alimento para se manter durante 1 ou 2 meses dentro de casa.

    Existem pessoas neste momento, com fome em casa!

    O Sr. acha que o governo consegui cuidar de todo mundo? Deveria, mas não consegue! Adianta dizer a culpa é do Lula, Jair ou outros? Não, temos que cada um cuidar do nosso!

    Acorda pra vida!

  5. Avatar

    Vejam bem: um pais como os EUA pede à população que se mantenha isolada, em casa.
    Enquanto aqui, JAIR, O IGNORANTE, faz de tudo para espalhar ainda mais o virus, indo se esfregar numa minoria, estupidamente idiota, que o admira. É mole???

    • Avatar

      Aqui em NY está complicado mesmo.
      Ruas vazias, mercados e farmácias já faltam produtos, porém quando chegam, diferentemente do Brasil não sofrem aumentos.

      Trabalho com delivery e as pessoas não permitem mais contatos, você deixa a comida, vai embora e só após a pessoa pega.
      Obviamente aumentou consideravelmente meu ganho, que está na média de 600 dólares por dia.

      Se o Diário do Vale quiser umas imagens, vídeos, estou disponível.

    • Avatar

      Observador de NY

      Nos E U A tem saúde pública como o SUS no Brasil?

      Só para lembrar ao Juvenal. Na ìtália eles fizeram como o governador juiz com o carnaval. Deixaram o vírus entrar no país e tomaram decisão diferente da China que isolou SOMENTE os infectados.

Untitled Document