;
quarta-feira, 2 de dezembro de 2020 - 07:28 h

TEMPO REAL

 

Capa / Internacional / EUA prometem financiar investimento em teles para Brasil barrar 5G chinesa

EUA prometem financiar investimento em teles para Brasil barrar 5G chinesa

Matéria publicada em 21 de outubro de 2020, 10:12 horas

 


Brasília- Numa ofensiva para impedir a presença da empresa chinesa Huawei no 5G no Brasil, os Estados Unidos propuseram financiar “qualquer investimento” no setor de telecomunicações do País. A proposta agressiva foi apresentada na terça-feira, 20, por uma delegação de autoridades norte-americanas em Brasília. O governo ainda ouviu pedido para escolher grupos de outras nacionalidades na construção da infraestrutura 5G, a tecnologia mais avançada do mundo em comunicação.

A campanha direta dos norte-americanos contra os chineses, vista por diplomatas brasileiros como uma reedição da Guerra Fria, que tinha a antiga União Soviética na outra ponta da disputa pela hegemonia econômica global, expôs uma proposta de aliança de desenvolvimento econômico há muito não demonstrada por Washington.

Por trás da disputa entre EUA e China está a liderança da tecnologia 5G e de todo o desenvolvimento econômico que essa posição pode gerar.

A Huawei é hoje a principal fornecedora de equipamentos centrais para o 5G, à frente da sueca Ericsson e da finlandesa Nokia. Os EUA não têm mais um grande fabricante e contam principalmente com os serviços das duas empresas nórdicas. As americanas Cisco e a Qualcomm permanecem no setor, mas não fazem equipamentos centrais.

“Há um equívoco de que não existe alternativa, não é o caso”, disse o diretor sênior interino para o Hemisfério Ocidental do Conselho de Segurança Nacional (NSC, na sigla em inglês), Joshua Hodges, num encontro, em Brasília com jornalistas convidados. “Há competição lá fora, está disponível e os EUA estão prontos para financiar isso”, ressaltou. “A China não apoia (o acesso à informação), veja o que eles fizeram com Hong Kong (a China impôs em junho deste ano uma nova lei de segurança em Hong Kong, com controle da mídia e diminuição de liberdades prometidas à ex-colônia britânica quando foi devolvida em 1997). Os EUA estão preocupados em como os chineses vão usar os dados e a tecnologia para assuntos de Estado, não para os usuários dessa tecnologia”, afirmou.

Tecnologia

A tecnologia 5G é a quinta geração das redes de comunicação móveis. Ela promete velocidades até 20 vezes superiores ao 4G, a rede em operação hoje.

Hodges disse que os Estados Unidos querem mostrar que podem ser um parceiro de benefício mútuo para o Brasil e que quer fortalecer o País, e não “minar a soberania brasileira”, em referência aos chineses: “Diferentemente da China, não estamos aqui com ameaças, estamos oferecendo alternativas. Não estamos dizendo ‘não façam negócios com a China’, queremos encontrar outros parceiros para o Brasil e fortalecer nossa aliança com os brasileiros”, destacou.

Na mesma entrevista a jornalistas brasileiros, a presidente do Banco de Exportação e Importação (EximBank), Kimberly Reed, e a diretora da Corporação Financeira dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (DFC, na sigla inglês), SabrinaTeichman, que comandam, respectivamente, orçamentos de US$ 135 bilhões e US$ 60 bilhões, reforçaram que os recursos podem ser destinado para o financiamento de expansão de redes e compra de equipamentos 5G por empresas de telecomunicação brasileiras. “Temos dinheiro suficiente para financiar qualquer investimento neste setor”, disse Kimberly.

Para além do 5G, banir a Huawei do Brasil possivelmente aumentaria o custo dos serviços de telecomunicações. Ela já atua há 20 anos no País e é uma das principais fornecedoras das operadoras de telecomunicações. Segundo dados da Anatel, a Huawei hoje está presente em 35% da infraestrutura das redes de telefonia móvel de 2G, 3G e 4G do País, ficando atrás apenas da sueca Ericsson. Ou seja, praticamente toda conversa ou troca de dados por redes móveis do País hoje já passa por um equipamento da gigante chinesa.

A Huawei também tem ampla atuação junto ao governo. Equipamentos da companhia compõem as redes e datacenters do Banco Central, Receita Federal, Ministério da Economia, Itamaraty, CGU, Embrapa, além de Câmara dos Deputados.

Com esse mesmo discurso, o governo dos EUA conseguiu convencer diversos países a banirem a Huawei, como Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Índia, Japão e até o Reino Unido. Alemanha, França e Espanha, por sua vez, optaram por não restringir a atuação da companhia até agora.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo*.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

11 comentários

  1. Avatar

    “financiar investimento”… leia-se: faça o que quero e ainda me pague depois….Brasil sendo Brasil. Colônia na mão americana.

  2. Avatar

    Quero ver o presidente, o teleguiado do Olavo de Carvalho e seus seguidores, ter peito para bloquear todos os produtos que vem da China para o Brasil. Até antibióticos temos os chineses como maiores fornecedores.
    Os EUA está loucos para vender os mesmos produtos, mas bem mais caros e sem a mesma reciprocidade comercial, ou seja, vai ter déficit na balança bem maior.

  3. Avatar

    O Brasil tem que torcer pela vitória do Trump, pois o outro candidato é de esquerda ai já viram né.
    Agora temos que ter cuidado com os chineses, pois eles sabem que toda matéria prima que eles precisam estão no Brasil, devemos ficar atentos.

    • Avatar

      Modesto mas tremendo gozador, um candidato esquerdista favorito nos EUA. Muito boa essa piada.
      Pelo menos fala se é de algum daqueles partidos quase sumidos lá deles ou se é candidato independente, já que lá não tem obrigação de se filiar para se candidatar.

  4. Avatar

    JÁ SOMOS ESCRAVOS DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO QUE NOS MONITORAM E NOS ATENDEM POR GRAVAÇÕES. UM DESRESPEITO E HUMILHAÇÃO SEM PRECEDENTES COM A INDIFERENÇA E CONCORDÂNCIA DESSE GOVERNO ATUAL.

  5. Avatar

    ESSA É A VELHA POLÍTICA DE ESPOLIAR O BRASIL. SOMOS COLÔNIA DOS EUA. IMAGINA SE O GOVERNO ANTERIOR NÃO TIVESSE PAGO A DÍVIDA EXTERNA COM O FMI? QUEREM NOS INDIVIDAR NOVAMENTE!

  6. Avatar

    Essa é mais uma historinha trumpista pra cima do Bozo, que, na sua ignorância irrestrita, cai como um idiota, que é!!!

  7. Avatar

    Não podemos comprar a nova tecnologia dos chineses, pois estaríamos financiando uma ditadura comunista, que manda fechar Igrejas; matar políticos da oposição; financia o aborto; aceita trabalho escravo dos trabalhadores das indústrias; não aceita livres eleições em Hong Kong; etc…
    O que dizer de um país como o Brasil que já deveria ter cortado todas as relações com os países comunistas, mas ainda aceita propostas vinda de tais países?!
    Como diria o jornalista Boris Casoy: “Isso é uma vergonha!”…

  8. Avatar

    Qual delas é pior???

    • Avatar

      certamente e absolutamente a chinesa, pois eles estão loucos para cercear a liberdade no mundo é só ver e pesquisar para perceber isso, uma forma de controlar tudo começa pelos meios de comunicação. Veja que os EUA faz apoio a outras companhias, que sequer são americanas… isso é bom para nós, desde que nossos atuais governantes sejam esperto e rápidos nisso, pois pode acontecer da gente perder essa oportunidade assim como perdemos outras no passado, mas também já ganhamos, como a CSN por exemplo que para quem não sabe antes dela não havia siderúrgicas no país e foi uma tecnologia repassada para nós dos EUA.

Untitled Document