domingo, 23 de janeiro de 2022 - 02:40 h

TEMPO REAL

 

Capa / Internacional / Reino Unido manterá bloqueio até março

Reino Unido manterá bloqueio até março

Matéria publicada em 17 de janeiro de 2021, 12:48 horas

 


Relaxamento das restrições para combater a covid-19 não deve começar antes de março – Foto: Arquivo.

Londres- O relaxamento das restrições para combater a disseminação da covid-19 no Reino Unido não deve começar antes de março, indicou o secretário de Relações Exteriores, Dominic Raab, neste domingo.

“O que queremos fazer e sair desse bloqueio nacional o mais rápido possível, o plano que eu descrevi é que no início da primavera, esperançosamente em março, estaremos em posição de tomar essas decisões”, disse Raab, em entrevista à Sky News. “Acho que é certo dizer que não faremos tudo em um big bang. À medida que encerrarmos o bloqueio nacional, acho que acabaremos adotando uma abordagem em camadas.”

A Inglaterra mergulhou em seu terceiro confinamento nacional em 5 de janeiro, com o fechamento do comércio de itens não essenciais e de escolas, exceto para um pequeno grupo de alunos

Os ministros sugeriram inicialmente que o bloqueio poderia ser amenizado em meados de fevereiro, com uma revisão das regras prevista para esta semana, mas a legislação permite que as restrições continuem até o fim de março. Isso gerou preocupações de muitos parlamentares conservadores que pediram a Downing Street que fornecesse um roteiro para evitar o bloqueio nos próximos meses.

O primeiro-ministro Boris Johnson estabeleceu como meta dar a primeira dose da vacina a 14 milhões de pessoas, em sua maioria idosos e vulneráveis, até meados de fevereiro. Raab disse que a meta é vacinar todos os adultos até setembro. “Se pudermos fazer isso mais rápido, ótimo, mas esse é o plano”, disse. O chanceler se recusou a garantir que todos receberão a segunda dose da vacina em 12 semanas. Ele disse apenas que o governo “deveria ser capaz de cumprir isso”.

Mais de 3,5 milhões de pessoas no Reino Unido receberam a primeira dose de uma vacina contra o coronavírus, com 324.000 doses administradas no espaço de 24 horas.

Fonte Agência Estado*.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document