terça-feira, 11 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Internacional / Secretário diz que nada o deterá até que ditadura caia na Venezuela

Secretário diz que nada o deterá até que ditadura caia na Venezuela

Matéria publicada em 17 de setembro de 2018, 07:53 horas

 


O secretário-geral da OEA, Luis Almagro (crédito AB)

Brasília – Após visitar Cúcuta (na fronteira entre a Colômbia e a Venezuela), o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), o uruguaio Luis Almagro afirmou que não ficará em silêncio nem deixará a entidade internacional “até que a ditadura caia” na Venezuela.

A afirmação ocorreu dois dias depois de Almagro afirmar que não descarta a hipótese de intervenção militar na Venezuela. O Brasil e demais países que formam o Grupo de Lima condenaram a alternativa.

“Eu não me calo nem saio, os líderes dos governos que queriam que eu ficasse quieto são cúmplices [do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro] e queriam que eu fosse embora, mas não farei isso até que a ditadura caia”, afirmou Almagro em sua conta no Twitter .

Crise

Em uma mensagem de mais de seis minutos, Almagro discorre sobre a crise humanitária que dominou a Venezuela e o êxodo migratório na região. “São vítimas do horror da ditadura”, disse o uruguaio. “Nossa mensagem não é de violência, mas é precisamente para deter a violência, para impedir a agressão e a repressão.”

Almagro destacou que há “falta de ação do regime Maduro”, provocando uma reação coletiva da comunidade internacional para  trabalhar em proteção dos venezuelanos. Segundo ele, suas palavras sobre a hipótese de intervenção militar na Venezuela foram mal interpretadas.

“Devemos agir de acordo com o direito internacional e o sistema interamericano, é o que fazemos quando denunciamos os crimes de violação dos direitos humanos, a corrupção e a vinculação do governo ao narcotráfico perante o Tribunal Penal Internacional”, disse o secretário-geral da OEA. Almagro agradeceu a Colômbia e a todos os países que apoiam os imigrantes venezuelanos.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. É só mandar a Dilma e o Jean William que acaba de vez o país.

  2. A Venezuela é uma ditadura que apoia o narcotráfico, contudo nós brasileiros devemos ter cuidado em quem vamos votar nas próximas eleições presidenciais, pois se votarmos no Lula de novo, mais bilhões de reais sairão do Brasil para ir parar nas mãos do ditador Maduro, pois Lula disse que a Venezuela é um modelo de democracia para o Brasil!
    O que dizer daqueles 13%, que nas últimas pesquisas eleitorais acreditam no Lula e de que a Venezuela é um exemplo a ser seguido pelo Brasil!
    Como diria o ex-Senador Mão Santa: “A ignorância é audaciosa!”…

  3. Como gostaríamos que a OEA e outras instituições e líderes políticos fossem mais ativos contra todas as ditaduras das Américas e não só no caso da Venezuela. Ou é só onde tem muito petróleo que os “democratas” de fora mostram revolta contra os problemas internos de um país?

Untitled Document