;
segunda-feira, 30 de novembro de 2020 - 01:41 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / 4ª Semana do Povo Preto em Volta Redonda tem atrações online para este fim de semana

4ª Semana do Povo Preto em Volta Redonda tem atrações online para este fim de semana

Matéria publicada em 21 de novembro de 2020, 11:58 horas

 


Atrações da Semana do Povo Preto será toda online- (Fotos: Divulgação)

Volta Redonda- A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), segue neste fim de semana com a programação da quarta edição da Semana do Povo Preto em celebração ao Dia da Consciência Negra, 20 de novembro. A programação, iniciada na última quarta-feira, dia 18, tem como palco o Memorial Zumbi e fortalece a ancestralidade da cultura afro. Neste ano, por conta da pandemia da Covid-19, o evento é realizado de forma virtual e pode ser acompanhado pelo link https://cultura.voltaredonda.rj.gov.br/culturaafro.

Todas as atrações foram contempladas por edital, através da Lei Aldir Blanc.

De acordo com a prefeitura, para este fim de semana, a Semana do Povo Preto tem duas atrações.

Neste sábado, dia 21, ao meio-dia, tem Som dos Atabaques com Kayo Emanuel. Ele é instrutor do projeto e através de oficinas e apresentações tem o objetivo de transmitir o conhecimento para as gerações mais novas.

Já no domingo, dia 22, também ao meio-dia, tem Curimba Virtual. O Festival de Curimba do Sul Fluminense já faz parte da programação cultural do Memorial Zumbi dentro da Semana do Povo Preto. Participam do evento, este ano, dez casas de matriz afro, que se reúnem para celebrar a musicalidade dos terreiros.

A Feira Das Mina Preta, um encontro de mulheres negras afro empreendedoras que trabalham com moda afro brasileira, artesanato, literatura, estética e gastronomia, também está no evento. Na segunda e na terça-feira, dias 23 e 24, tem participação ao vivo, às 15h, com sorteio de uma Caixa das Mina. O coletivo também fez live sobre cultura afro brasileira com a produtora cultural Verônica Nascimento, no dia 18, e sobre Moda Afro Brasileira com o estilista SantClair Pedro, no dia 19. A programação incluiu ainda show com o Grupo Dandaras, no dia 20, que enalteceu o poder das mulheres negras no samba, mulheres essas que são precursoras no gênero.

O gerente de espaços culturais da SMC, Sid Soares, afirmou que os eventos online têm conquistado o público e convida as pessoas a participarem do restante da programação. “A Semana do Povo Preto é um evento que fomenta a cultura afro. E Volta Redonda é referência nacional, seja pelos espaços dedicados a cultura afro, seja pela trajetória do movimento negro, pela presença dos grupos e coletivos afros que lutam diariamente para que essa Consciência Negra seja ouvida, vista e respeitada nos 365 dias do ano”, disse.

A secretária municipal de Cultura, Aline Ribeiro, comentou a importância da celebração, mesmo que de forma online por conta da pandemia da Covid-19. As contribuições da cultura de origem africana para a construção da personalidade brasileira são inegáveis. O Dia Nacional da Consciência Negra, incentiva a reflexão sobre o impacto da cultura e da presença do povo africano na formação da cultura brasileira, disse Aline.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    A mídia escolhe o que vai repercutir melhor para ela, aí vai e manipula a população. Como ficou o caso em que duas mulheres homossexuais decapitaram e deram 12 facadas no menino Rhuan na cidade de Samambaia? Ninguém sabe? Não repercutiu muito na mídia? Será porque? O menino era branco e as duas mulheres são homossexuais ,simples assim, não é uma narrativa muito boa para os esquerdopatas desse Brasil. No caso do rapaz morto no Carrefour, os seguranças terão que ser punidos com todo rigor da lei, agora punir o supermercado pelo acontecido , quebrando o supermercado, tacando fogo,etc. Aí eu não concordo, pois muitos negros e brancos estão empregados neste supermercado. Para mim, os predadores e vândalos teriam que ser punidos.

  2. Avatar

    Acho que o Brasil está politizando o racismo com a audiência da globo e grupos de esquerda, não tenho paixão para direita e nem para esquerda, só observo como essa gente usa da hipocrisia para fazer politica usando o racismo. Dois policiais negros foram mortos por traficantes no Rio, nenhuma nota na imprensa, nenhuma manifestação, toda semana traficantes matam negros nas favelas do Rio, não vemos manifestações contra os traficantes, não vejo ninguém subir o morro para pichar casa de traficantes, será porque? Racismo e homofobia no Brasil, vai depender de que lado você está pra ser identificado como crime, infelizmente.

    • Avatar

      Você está querendo comparar um assassinato a bala em uma região de tráfico, com uma ação de tortura, com asfixia por QUATRO MINUTOS e agressões a uma pessoa imobilizada ????? Ora meu amigo, deixe de querer brincar com a inteligência dos outros !!!

  3. Avatar

    Venho destacar aqui mais um racismo que está aparecendo na mídia. Dessa vez aqui em Volta Redonda. Um homem negro foi algemado por um segurança de farmácia no aterrado, e como estava sendo filmado, soltou o rapaz por falta de provas. A população deve usar seus celulares como arma contra os racistas. Seja policial ou segurança. Chega de racismo e intolerância contra negros e pobres! Vamos usar os CELULARES!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document