A guerra das estrelas contra a Disney - Diário do Vale
segunda-feira, 27 de setembro de 2021 - 17:02 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / A guerra das estrelas contra a Disney

A guerra das estrelas contra a Disney

Matéria publicada em 5 de agosto de 2021, 15:27 horas

 


Scarlett Johansson e Emma Stone afirmam terem prejuízos com lançamentos por streaming

O mundo do cinema foi abalado pela notícia de que a atriz Scarlett Johansson, a estrela de “Viúva Negra”, esta processando a Disney por quebra de contrato. A atriz afirma que vai ser prejudicada pelo lançamento simultâneo do filme nos cinemas e na plataforma de streaming Premier Access da Disney. Inspirada pela atitude da colega, outra atriz, Emma Stone de “Cruella” também esta ameaçando processar o estúdio do Mickey por ter lançado seu filme simultaneamente nos cinemas e no canal Disney Plus.

No caso da Scarlett Johansson, a loira já recebeu 20 milhões de dólares pelo seu papel no filme. Mas isso não é tudo. Astros famosos costumam ter uma participação extra nos ganhos de bilheteria. Segundo Johansson, seu contrato com a Disney, dona da Marvel, previa o pagamento de uma série de bônus a medida em que o filme atingisse certas metas na bilheteria dos cinemas. Mas com o lançamento num canal de streaming mais pessoas vão assistir ao filme em casa e não serão estimuladas a ir aos cinemas.

Segundo a Disney o filme da “Viúva Negra” arrecadou 158 milhões de dólares na semana de estreia no mundo inteiro. Já pelo Premier Access a arrecadação foi de cerca de 60 milhões. Ou seja, muito mais gente viu o filme no cinema do que em casa. Mesmo assim o filme teve uma queda drástica nas bilheterias no seu segundo fim de semana de exibição.

Scarlett Johansson acusa a Disney de quebra de contrato, já que seu acordo com o estúdio não previa um lançamento fora dos cinemas. O porta-voz da Disney acusou a atriz de ser insensível em relação aos efeitos da pandemia do Covid-19: “O processo é especialmente triste e preocupante pelo seu insensível desprezo pelos terríveis e prolongados efeitos da pandemia de Covid-19. A Disney cumpriu com o contrato da senhora Johansson, e o lançamento da “Viúva Negra” no Disney Plus aumentou significativamente a sua capacidade de receber compensações adicionais, além dos 20 milhões de dólares que já recebeu” disse o estúdio.

Já o representante da atriz acusou o estúdio de ter sido desonesto ao revelar publicamente o quanto a estrela já ganhou com o filme e de não tê-la avisado de que o filme ia ser disponibilizado pela internet.

Para os especialistas em direito, a briga da estrela com o estúdio não irá muito longe. Isso porque os contratos dos estúdios com as estrelas de cinema costumam ter uma clausula estabelecendo que conflitos desse tipo devem ser resolvidos extra judicialmente. Segundo a revista “The Hollywood Reporter” a Disney deve apresentar esta clausula no tribunal e resolver a questão pagando alguma compensação a atriz. E o mesmo deve acontecer no caso da queixa da Emma Stone em relação ao filme da “Cruella”. Na verdade quando uma atriz briga com um gigante da indústria cinematográfica, como a Disney, os prejuízos podem ser maiores do que os eventuais lucros. O ator ou atriz pode ficar com fama de “problemático” e “criador de casos” e ser boicotado em futuros projetos.

Scarlett Johansson interpretou a Viúva Negra em nove filmes da Marvel, incluindo aqueles do Homem de Ferro e do Capitão América. Mas a personagem morreu no segundo filme da Guerra Infinita, o “Vingadores Ultimato”. Daí que seu personagem não vai fazer falta em futuros projetos da Disney, como a nova série dos Guardiões da Galáxia. E depois de toda essa confusão vai ser difícil ver a senhora Johansson de novo naquele colante preto. A não ser nas reprises.

Por  Jorge Luiz Calife

Cruella: Emma Stone também quer processar a Disney

Johansson: Vinte milhões não é o bastante


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document