segunda-feira, 16 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Artista voltarredondense lança projeto de financiamento coletivo para gravar seu primeiro álbum

Artista voltarredondense lança projeto de financiamento coletivo para gravar seu primeiro álbum

Matéria publicada em 6 de outubro de 2017, 18:45 horas

 


Volta Redonda – O músico Lucas Motta, de 24 anos, natural de Volta Redonda, lançou no último dia 3 de outubro um projeto de financiamento coletivo no site Catarse (www.catarse.me/cuidardesonhos) para a gravação do seu primeiro EP solo chamado “Cuidar de Sonhos”. O álbum contará com sete músicas autorais (Temporais, M, Cuidar de Sonhos, Encontro, Cantiga, Vento Frio e Pudera) que traduzem a vivência e percepção do artista sobre tudo o que o rodeia.

– As canções revelam o que eu sou, o que eu fui, e o que eu quero ser. Nestas faixas estão lembranças, reflexões, ambições e segredos. Tudo aquilo que congestiona este eterno trânsito do meu pensar. Sonhar e cantar me permite dizer o que eu nunca conseguiria traduzir em uma conversa normal. Compor, tocar e cantar me permite ser o que eu sempre sonhei – diz Lucas.

‘Cuidar de Sonhos’: Álbum contará com sete músicas autorais que traduzem a vivência e percepção do artista sobre tudo o que o rodeia (Foto: Aline Gabriel)

‘Cuidar de Sonhos’: Álbum contará com sete músicas autorais que traduzem a vivência e percepção do artista sobre tudo o que o rodeia (Foto: Aline Gabriel)

Financiamento coletivo

O financiamento coletivo é uma espécie de “vaquinha” virtual, onde as pessoas contribuem financeiramente para que um projeto seja realizado. A diferença é que para cada valor doado, o doador pode ganhar uma recompensa, que pode ser um agradecimento, um produto (um disco, no caso do “Cuidar de Sonhos”), pôsteres, camisas, ingressos e até mesmo uma apresentação exclusiva do artista. A meta de Lucas é conseguir arrecadar 20 mil reais em 60 dias para financiar o projeto. Desse total, 35% (R$ 7.000,00) será destinado para a gravação, mixagem e masterização; 12% (R$ 2.400,00) será para o cachê dos músicos; 20% (R$ 4.000,00) será reservado para as recompensas;  7,5% (R$ 1.500,00) para a produção audiovisual; 12,5% (R$ 2.500,00) para a aquisição de equipamentos; e 13% (R$ 2.600,00) é para a taxa que o site Catarse (plataforma de financiamento coletivo) cobra para hospedar o projeto.

 

Serviço

O projeto de financiamento coletivo “Cuidar de Sonhos” pode ser acessado em (www.catarse.me/cuidardesonhos).

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    Essa meta ae de 20k que eu achei louca. Vai gravar em SP, pagar uma campanha de marketing e ainda dar o ponta pé numa turnê?

    Enfim…vou chegar em casa e dar uma sacada no trampo.
    De qualquer forma, boa sorte!

  2. Avatar
    Morador Santa Cecília

    Esse é o cantor que fica em frente à loterica na Vila? Canta e toca muito mal…

  3. Avatar

    Dá pra ver que você não conhece ainda o Lucas. Não perca a oportunidade. Ele é um jovem que SEMPRE toca nas praças: Vila, Aterrado. Toca em.frente de lojas, barzinhos, já roçou em shows de cantores que vieram se apresentar no Gacemss, enfim não acho nada de errado ele fazer esse tipo de vaquinha.
    Boa sorte meu jovem. Todo sucesso do mundo!!!

  4. Avatar

    O que espera esse rapaz do seu primeiro álbum: sucesso estrondoso? atingir o ápice do estrelato? Ora, meu Amigo, se você realmente deseja crescer artisticamente, não vai ser através da gravação de um cd, mas sim do seu trabalho feito junto ao público, seja em bares, praças públicas, ou quaisquer outros lugares. Pense nisso: seu cd jamais será posto para tocar, nem mesmo na rádio comunitária do seu bairro, se o público não tiver tomado conhecimento do se trabalho. Felicidades, sonhador.

Untitled Document