>
terça-feira, 5 de julho de 2022 - 20:29 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Barramansense lança livro inspirado no sonho de ser mãe

Barramansense lança livro inspirado no sonho de ser mãe

Matéria publicada em 6 de maio de 2022, 16:38 horas

 


Professora de Educação Física, Aline Tavares é portadora da Insuficiência Istmo Cervical e teve cinco perdas gestacionais até a chegada da pequena Maitê

De acordo com Aline, assim que deu início ao processo de escrita do livro, ela sentiu como se estivesse em uma terapia – Foto: Arquivo pessoal.

Barra Mansa- “Meu sonho é maior dentre todas as dores que senti”. É com essa frase que a professora de Educação Física de Barra Mansa, Aline Tavares, de 41 anos, conta como foi a sua inspiração para escrever o livro ‘Eu Venci, sou Mãe’, que nesta sexta-feira (6) foi lançado no formato digital, na plataforma Amazon. Portadora da doença Insuficiência Istmo Cervical (IIC), que é quando o útero fica impossibilitado de manter-se fechado até o fim da gravidez, provocando abortos espontâneos, a professora sofreu cinco perdas gestacionais até conseguir gerar a pequena Maitê Tavares da Silva Gonçalves, de 03 anos.

De acordo com Aline, assim que deu início ao processo de escrita do livro, ela sentiu como se estivesse em uma terapia, onde pôde externar todas as emoções vividas ao longo dos anos em que tentou, sem sucesso, ser mãe.
– Teve momentos que me emocionaram, pois revivi fatos que pareciam já terem sido superados, mas revivi e doeram muito, como os descasos médicos e a violência obstétrica, que foram situações em que me senti impotente. Escrevi esse livro para contar que sempre sonhei em ser mãe e que não pensei que eu teria que lutar tanto, passar por coisas que jamais imaginei para realizar esse sonho. É como se fosse um grito de vitória que estava há anos entalado – revelou Aline.

Foram cinco perdas gestacionais e um bebê arco-íris, que é a Maitê.

– Vidas que me fizeram a pessoa mais forte que jamais pensei que seria – ressalta a escritora, acrescentando que a obra é dedicada “aos seus cinco anjos que jamais serão esquecidos”.

Lançamento do livro

O lançamento do livro digital ‘Eu Venci, sou Mãe’ aconteceu nesta sexta-feira (6) na plataforma Amazon. A pré-venda das edições foi aberta durante a última semana. De acordo com Aline, o lançamento físico em uma livraria da região ainda está sendo definido, no entanto, ela já se sente realizada em poder compartilhar, no mês em que se comemora o Dia das Mães, a sua história.

– Agradeço a Deus por tudo que passei e por Ele não ter desistido de mim. Meu livro conta a história da vida de uma mulher sonhadora que não desistiu de ser mãe, mesmo após cinco perdas. Levar uma palavra de otimismo, uma história que possa inspirar faz muita diferença na vida das “mãezinhas” de anjo – finaliza a escritora, que é casada com o professor de Educação Física, Denilson Gonçalves da Silva, de 44 anos.

A professora sofreu cinco perdas gestacionais até conseguir gerar a pequena Maitê Tavares da Silva Gonçalves, de 03 anos – Foto: Arquivo pessoal.

Dia da Conscientização da Insuficiência Istmo Cervical

Segundo Aline, um dos motivos para contar sua história em um livro foi de também contribuir para que outras mulheres tenham conhecimento sobre a doença da qual é portadora. Pensando nisso, ela e a amiga Ana Alves sugeriram ao deputado estadual Danniel Librelon (Republicanos) a criação do Projeto de Lei 4583/2021 pelo dia da Conscientização da IIC no estado do Rio de Janeiro.

– Levantamos uma bandeira pelo Dia da Conscientização da Insuficiência Istmo Cervical porque, até descobrir que eu tinha, nunca havia ouvido falar. Hoje eu procuro alertar as mulheres sobre o assunto e, principalmente, incentivá-las a não desistirem do sonho de ser mãe. Sugerimos a data para 15 de junho, pois é o dia no nascimento da minha filha. O deputado abraçou a nossa causa e criou o Projeto de Lei – explicou a professora, acrescentando que toda sua trajetória e informações sobre a doença podem ser acompanhadas por meio das páginas: @nossomundocommaite e @conscientizacaodaiic.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document