quarta-feira, 12 de maio de 2021 - 21:45 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Cultuar oferece aulas de percussão

Cultuar oferece aulas de percussão

Matéria publicada em 8 de abril de 2016, 18:15 horas

 


Angra dos Reis – É hora de acertar a cadência sonora do coração. A Prefeitura de Angra dos Reis, por meio da Cultuar, desenvolve o trabalho “Unidos pela Música”, um projeto de educação musical, com aulas de percussão, para crianças e adolescentes das comunidades e escolas municipais. O professor Jorge Moreno, conhecido como Etiópia, tem mais de 25 anos de experiência na área e já ensinou para mais de 1,2 mil pessoas. Além da música, o objetivo do trabalho é a formação de jovens com consciência crítica sobre si mesmo e sobre a sociedade a sua volta.

As aulas são oferecidas em diversos bairros, gratuitamente. As inscrições podem ser feitas no local. O aluno aprende recursos técnicos, práticos e teóricos que são utilizados para execução e interpretação do repertório popular, nos mais diversificados estilos e situações, possibilitando atuar como arranjador, instrumentista e/ou compositor. Ele também adquire uma riqueza instrumental, com uma série de ritmos e exercícios para o desenvolvimento de habilidades relacionadas à mecânica instrumental, principalmente técnica, coordenação relacionada à teoria e notação musical.

Mais informações podem ser obtidas com a Cultuar, pelo telefone (24) 3365-4239.

Locais e horários das aulas:

– Associação de Moradores da Nova Angra, todas as quintas-feiras, das 8h30 às 11h30.
– Cras do Campo Belo, todas as quintas-feiras, das 14h às 17h.
– Associação de Moradores do Morro do Perez, todas as quartas-feiras, das 9h às 12h e das 14h às 17h.
– Associação de Moradores do Campo Belo (Promorar), todas as quartas-feiras, das 18h às 21h.
– E.M. Mauro Sérgio da Cunha (Promorar), todas as sextas-feiras, das 8h às 12h e das 13h às 17h.
– Associação de Moradores da Vila Nova (antiga Tararaca), todas as sextas-feiras, das 18h às 21h.
– Teatro Municipal, todas as quintas-feiras, das 18h às 21h.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document