;
segunda-feira, 30 de novembro de 2020 - 01:25 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Dados da Lei Aldir Blanc podem ser conferidos em plataforma

Dados da Lei Aldir Blanc podem ser conferidos em plataforma

Matéria publicada em 19 de novembro de 2020, 18:52 horas

 


Plataforma poderá ser acessada através no endereço eletrônico cultura.voltaredonda.rj.gov.br/culturaafro
(Foto: Divulgação)

Volta Redonda– Uma plataforma virtual, criada pela Prefeitura de Volta Redonda, servirá como canal para que a população possa conhecer todos os detalhes da Lei Aldir Blanc no município de maneira simples, objetiva e transparente. A ferramenta será um espaço virtual que constará dados informativos sobre a lei em Volta Redonda, como o total do valor de recursos disponibilizados para a cidade (que foram divididos em nove segmentos artísticos e subsídios), o número de vagas disponibilizadas por edital e valores do recurso por área, além do número de contemplados.

O prefeito Samuca Silva destacou que a criação desse canal permitirá a ampliação e orientação das políticas culturais implementadas em Volta Redonda. “Será uma ferramenta fundamental, não só pra divulgar os trabalhos dos artistas que foram contemplados pela Lei Aldir Blanc, mas uma importante plataforma de transparência da aplicação dos recursos recebidos por meio da Lei 14.017/2020”, disse Samuca.

A plataforma, que poderá ser acessada através no endereço eletrônico: cultura.voltaredonda.rj.gov.br/culturaafro, também apresentará alguns trabalhos de artistas contemplados, servindo como vitrine da produção artística da cidade. Através dela será possível também acompanhar os dados realizados para o Mapeamento Municipal de Cultura, onde foram mapeados agentes, coletivos e espaços culturais permitindo que hoje a Secretaria Municipal de Cultura saiba onde estão os artistas e agentes culturais, quanto a cultura movimenta na economia municipal, entre outros dados.

Recursos

A Prefeitura de Volta Redonda informou que o valor total de recursos da Lei Aldir Blanc em Volta Redonda é de R$1.747.365,94, contemplando nove segmentos: Artes cênicas, Artes Visuais, Artesanato, Cultura Afro, Cultura Urbana, Cultura Popular, Literatura, Música, Patrimônio. Ao todo foram disponibilizados nos editais 27 lotes, 553 vagas, contemplando com subsídios 17 espaços culturais formais e 23 informais, totalizando 40 espaços e coletivos contemplados.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document