quarta-feira, 16 de junho de 2021 - 14:29 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / E o Big Brother continua popular 66 anos depois

E o Big Brother continua popular 66 anos depois

Matéria publicada em 18 de maio de 2015, 10:30 horas

 


Romance de George Orwell ainda é um dos mais vendidos; foi nesse livro que surgiu o personagem do Big Brother, ‘O Grande Irmão’ que batizou o reality show da TV Globo

g_GUIA DE LEITURA

Atual: O perigo do controle totalitário (Foto: Divulgação)

O ano de 1984 já entrou para a história, mas o romance de George Orwell, “1984” que tornou a data famosa ainda é um best-seller. Foi nesse livro que surgiu o personagem do Big Brother, “O Grande Irmão” que batizou o reality show da TV Globo. Mas ao contrário da imitação, o Big Brother da literatura proibia o sexo e servia para manter a população sob o domínio de uma ditadura cruel.
O livro foi escrito por George Orwell, um crítico ferrenho dos regimes totalitários. O ano era 1949 e a Europa tinha acabado de assistir aos horrores da ditadura nazista. Na União Soviética o ditador Stalin era objeto de um culto a personalidade tão grande quanto o de Adolf Hitler. E os opositores ao regime eram mortos ou enviados para campos de concentração na Sibéria.
Diante disso Orwell imaginou a vida em uma Inglaterra do futuro, do ano de 1984, dominada por uma ditadura tão violenta quanto a de Hitler ou Stalin.
Neste mundo imaginário existem apenas três nações, em perpétua guerra umas contra as outras. A Inglaterra, onde se passa a história, é parte da Oceania. O governo do Socialismo Inglês vigia as pessoas através de câmeras de televisão instaladas dentro das casas. Amor e sexo são proibidos e todos devem trabalhar para a glória do partido.
O herói é um funcionário do governo, Winston Smith, que vive um romance secreto com uma colega. Ele trabalha no Ministério da Verdade, que reescreve os livros de história para que estejam sempre de acordo com os dogmas do partido dominante.  O líder supremo desta sociedade totalitária é o Grande Irmão (Big Brother), que ninguém sabe se existe realmente ou se é apenas um símbolo do poder da elite. Em toda a cidade existem cartazes que avisam: “O Big Brother está de olho em você.”
O romance foi filmado duas vezes, em 1956 e 1984 e inspirou outras obras como a graphic novel “V de vingança” filmada com a Natalie Portman. E o tema da vigilância do governo sobre as pessoas continua atual, com o escândalo Wikileaks. Daí a popularidade do livro mesmo no nosso século XXI.

Jorge Luiz Calife
[email protected]


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. E acham que não estamos sendo vigiados? Ainda hoje, quem é contra o comunismo, contra o capitalismo ou seja que sistema for, estamos sendo vigiados, basta escreve sue pensamento na net. Quanto aos outros ZUMBIS (omissos) estão sendo manobrados diariamente – em VR não é diferente.

    Na época das Cruzadas um país invadia o outro, matavam os homens e fazia filhos homens nas mulheres escravas para novamente invadirem outro país com mais homens doutrinados e treinados. Essa tática não existe mais. Mas a estratégia é a mesma; só mudaram a tática. É mais fácil doutrinar o POVINHO dentro de seus países (os brasileiros são mais fáceis por serem dóceis) para dominarem qualquer pais e sugarem o que desejam.

  2. É sem dúvida meu livro favorito, revelador das mazelas socialistas de classes políticas escravizando seu povo causando morte e miséria como vemos hoje na Venezuela, é um livro esclarecedor e premonitório .

  3. Ainda assim tenho a dúvida se a guerra estava realmente ocorrendo, e se a Lestásia e a Eurásia realmente existiam, ou se isso tudo era apenas mais um recurso utilizado pela propaganda para dominar as massas.

    Lembrando do caso quando Winston ouve no rádio que o chocolate teve a ração diminuída para vinte gramas semanais por causa da guerra, e na semana seguinte, sai no rádio a notícia inversa, informando que a ração tinha sido aumentada para vinte gramas, também por causa da guerra.

Untitled Document