>
segunda-feira, 23 de maio de 2022 - 06:16 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Governo do Estado cadastra artesãos do interior visando o fomento da atividade

Governo do Estado cadastra artesãos do interior visando o fomento da atividade

Matéria publicada em 2 de maio de 2017, 17:55 horas

 


Mais de 150 artesãos são esperados no cadastro dessa quinta-feira, em Engenheiro Paulo de Frontin

Engenheiro Paulo de Frontin – Após percorrer 26 municípios, cadastrando mais de três mil artesãos, o Programa de Artesanato do Estado do Rio de Janeiro, coordenado pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur-RJ/TurisRio), estará nesta quinta-feira, dia 4, em Engenheiro Paulo de Frontin, para cadastrar os artesãos locais. O programa tem o objetivo de reconhecer o artesanato como atividade econômica geradora de desenvolvimento regional, com foco voltado para a prática de ações que visam o empreendedorismo.

O cadastro, que será realizado em parceria com a prefeitura, acontecerá das 10 às 16h, no Centro Recreativo Fluminense, localizado na Rua Vereador José Gramático, 157, Centro. No início do evento, a coordenadora do programa, Nea Mariozz, ministrará uma palestra, apresentando as propostas e benefícios do programa.

– Estamos retomando os cadastros, após o início da entrega da Carteira Nacional do Artesão/Trabalhador Manual. É um momento de bastante trabalho, mas muito gratificante. Nossa meta é atender a todo o Estado, com uma expectativa de 15 mil artesãos cadastrados e recebendo seu documento de identificação do Governo Federal – destacou Nea.

Para o secretário de estado de Turismo, Nilo Sergio Felix, a atividade deve ser incentivada pelos representantes do turismo, já que o artesanato é um dos itens mais procurados por visitantes brasileiros e estrangeiros.

– O Programa de Artesanato Estadual é hoje um produto importante da secretaria, que visa o fomento e desenvolvimento do setor turístico do estado. A atividade tem tudo a ver com a pasta, pois as peças, além de movimentar a economia, carregam a identidade e história local – ressalta o secretário Nilo Sergio Felix.

De acordo com Marcos Eduardo Fontes, secretário municipal de Cultura de Engenheiro Paulo de Frontin, a cidade possui grande capacidade artesanal. Marcos espera superar a expectativa de que sejam cadastrados mais de 150 artesãos.

– Engenheiro Paulo de Frontin é uma cidade pequena, com apenas 14 mil habitantes, mas com muita representatividade cultural e turística, o que contribuiu para um cenário perfeito para o sucesso do artesanato – disse Marcos.

Cadastro

Para se cadastrar, o artesão deve levar uma foto 3×4 e as cópias do comprovante de residência, CPF e RG. É necessário ainda apresentar três ou mais peças já produzidas e três inacabadas para a finalização no ato do cadastro, para comprovação técnica.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document