segunda-feira, 17 de maio de 2021 - 19:51 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Guia de Leitura: A psicanálise e ‘O Discurso da Estupidez’

Guia de Leitura: A psicanálise e ‘O Discurso da Estupidez’

Matéria publicada em 22 de abril de 2021, 16:01 horas

 


Analista escreve sobre os discursos do ódio e da burrice na política

O livro do psicanalista Mauro Mendes Dias tem essa capa amarela, aí embaixo, com vários rinocerontes avançando cegamente contra o leitor. É uma boa imagem para ilustrar a ignorância e o ódio que vem dominando a política em anos recentes. Afinal, os seguidores do ex-presidente Donald Trump avançaram como rinocerontes sobre o Congresso Americano, em protesto contra a derrota de seu líder.

Aqui no Brasil temos um presidente que é admirador incondicional de Trump. E tem um discurso carregado no ódio. Ódio contra as mulheres, ódio contra os homossexuais, e ódio contra a esquerda. O negacionismo científico do governo, que deixou faltar vacinas e impediu as tentativas de isolamento social, durante a pandemia, já nos custaram 380 mil vidas. O que faz o autor lembrar de uma frase do pai da psicanálise, Sigmund Freud, que vivenciou a gripe espanhola de 1918 e disse uma vez: “Não há nada mais caro na vida do que a doença e a estupidez”. E quando a doença e a estupidez se juntam o resultado é catastrófico.

Em seu livro, que saiu pela editora Iluminuras, o psicanalista Mauro Mendes Dias, fundador do instituto Vox, analisa o discurso da estupidez na política atual. Um fenômeno que ele acredita ter começado com a eleição de Silvio Berlusconi, na Itália dos anos 90. O discurso da estupidez consiste em uma tentativa de simplificar os problemas mundiais para alcançar a grande massa de ignorantes que existe atualmente. Gente que enche a internet com teorias de conspiração, notícias falsas, crenças em teorias ultrapassadas como o terraplanismo e o ódio contra as minorias e todos aqueles que soam “diferentes”.

Para essa gente os líderes populistas tem um discurso baseado no ódio contra os outros. Contra aqueles que não pensam como nós. Um discurso de palavras simples e conceitos fáceis de entender a assimilar. O livro tem 96 páginas e foi lançado em junho do ano passado, antes que o Brasil mergulhasse na segunda onda da pandemia e neste vale das trevas em que se encontra atualmente. É um livro atual, que ajuda a entender como foi que chegamos a este ponto.

 

Jorge Luiz Calife

Rinocerontes: Avançando na fé cega


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Nossa! Que matéria intelectualizada!
    Lyle Rossiter explica essa sua doença.. ou até mesmo o tal “complexo de Fourier”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document