sexta-feira, 22 de outubro de 2021 - 12:08 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Harpista Cristina Braga e família realizam homenagem às mães

Harpista Cristina Braga e família realizam homenagem às mães

Matéria publicada em 8 de maio de 2015, 06:26 horas

 


Evento ‘Materna’ inaugura espaço Jardim Uaná Etê, no Vale do Café

Harpista: Cristina Braga idealizou espaço Uaná Etê, no Vale do Café (Foto: Divulgação)

Harpista: Cristina Braga idealizou espaço Uaná Etê, no Vale do Café (Foto: Divulgação)

Em meio a um verdadeiro espetáculo de paisagens e cores que refletem a beleza natural da encantadora região do Vale do Café, vai ser aberto ao público, hoje (8), um novo espaço para eventos, festas, passeios e seminários: Jardim Uaná Etê.

A harpista Cristina Braga e o compositor e contrabaixista Ricardo Medeiros são os idealizadores do projeto. A abertura da programação cultural acontece em alto estilo com o evento “Materna”, em uma homenagem ao Dia das Mães, hoje e amanhã (9).

A programação inclui o recital reunindo Cristina Braga, sua filha Antonia Medeiros, mezzo soprano, e o seu sobrinho, o violoncelista Miguel Braga. O Materna também vai proporcionar ao público uma palestra com a administradora de empresas, pós-graduada em RH, terapeuta e professora de Alinhamento Energético, Gabriela Carvalho, tendo como tema “A Maternidade e a Natureza” e nos dois dias haverá um chá da tarde preparado com delícias do “terroir” das montanhas cariocas.

‘Materna’, uma homenagem ao Dia das Mães 

Você pode surpreender a sua mãe com um presente agradável e diferente. Que tal levá-la para desfrutar de momentos de descontração, beleza e paz participando do Materna, hoje e amanhã, no Uaná Etê? Cuidadosamente preparada por Cristina Braga, programação vai ser direcionada para homenagear o Dia das Mães. No comando da gastronomia, a chef Patrícia Medeiros, do Culinart Buffet imaginou mil surpresas com a equipe de Uaná Etê.

O evento marca a abertura de uma série de eventos culturais que vão acontecer a partir de agora no Uaná Etê. Hoje, às 16h, a terapeuta e professora de Alinhamento Energético e Constelações Organizacionais Sistêmicas, Gabriela Carvalho vai falar sobre “A Maternidade e a Natureza”.

Logo em seguida, às 17h, um delicioso chá que leva o nome de “Campestre com Natureza” repleto de iguarias da culinária do campo vai ser servido ao público. Amanhã (9), às 16h, é a vez do recital Materna, com a harpista Cristina Braga e sua filha, a mezzo soprano Antonia Medeiros, e participação especial do violoncelista Miguel Braga. O músico é sobrinho de Cristina. O repertório, que reporta à maternidade, vai girar em torno acalantos e contos de fada, instrumentos utilizados pelas mães para transmitir valores a seus filhos. Às 17h, o chá da tarde “Contos de Fada”, com mais delicias fecham o tema com chave de ouro.

Os Chás: ‘Campestre com Natureza’ e ‘Contos de Fada’

O chá da tarde é sempre uma experiência agradável para reunir amigos e se deliciar com os quitutes que fazem parte do seu cardápio, e este promete muitas descobertas. Para o Materna, a chef Patrícia Medeiros preparou um cardápio de sonhos. Hoje o Chá Campestre com Natureza traz delícias do terroir do Vale do Café: torta de chocolate sobre folha de embaúba (comestível e adocicada), torta de amendoim acamada em folhas de parreira e de cravo, doce de banana com chocolate embrulhado em folhas de bananeira e muito mais. Já amanhã o Chá Contos de fada: maçãs do amor, torta de pétalas de rosa, violetas e morangos, doce de abóbora dentro da abóbora (pronta pra virar carruagem), além, claro, de pães recheados, manteiga fresquinha da região, patês, croissants, canapés, e bebidas quentes e geladas.

A palestrante

Gabriela Carvalho é administradora de empresas pela Universidade Estácio de Sá com pós-graduação em Recursos Humanos pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, tendo trabalhando em grandes empresas, entre elas, Microsoft e Infonet. É terapeuta e professora de Alinhamento Energético, instrutora de Yoga e terapeuta de Constelações Organizacionais e Sistêmicas. Em 2010, um ano depois de formada em Alinhamento Energético passou a exercer a atividade de professora, e desde então vem atuando como tal no Brasil e no exterior.  No mesmo ano, pelo Metaforum (Bernd Isert, Sabine Klenke, Cecilio Regojo e Cornelia Benesch) formou-se como facilitadora de Constelações Organizacionais e Sistêmicas e em Cinesiologia com Ângela Girão e Adriana Mangabeira (Zenite/UCB). Desde 2007 é instrutora de Yoga pela ANYI – Associação Brasileira de Yoga Integral/RJ.

Os músicos

Cristina Braga é harpista, cantora e compositora. Ocupa o cargo de primeira harpista da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é professora de harpa da instituição. Com a mesma leveza que toca músicas clássicas, Cristina Braga inclui em seu repertório samba, choro e bossa-nova. É precursora da harpa no Brasil e no exterior. Reconhecida internacionalmente, gravou dezesseis discos, incluindo lançamentos de alguns deles na Europa, Japão, Taiwan e Estados Unidos.

Seu último lançamento foi em 2013, com o CD “Samba Jazz & Love”, dedicado à Bossa Nova, pela gravadora alemã Enja. Um novo disco, gravado ao vivo com a Sinfonica de Brandenburgo, na Alemanha, está sendo trabalhado e o lançamento está previsto para o segundo semestre deste ano. Conquistou o prêmio de distinção “Medalha de Ouro”, enquanto aluna de Acácia Brazil na UFRJ e de Susan MacDonald em Indiana, EUA. Cristina Braga é a idealizadora do Festival Vale do Café e atuou como diretora do Congresso Mundial de Harpas.

Aluna de canto lírico da Unirio, na classe da professora Carol Mc Davit, a jovem mezzo soprano Antonia Medeiros demonstra o seu talento musical desde os 8 meses de idade, quando já ensaiava o canto que lhe reservava o futuro, balbuciando uma cantoria mesmo sem ter aprendido a falar. Aos 4 anos estreou no palco da Sala Cecília Meirelles com a Camerata Natalina em um concerto de Natal. Em 2012, foi selecionada para o curso de musical Broadway Artists Alliance em Nova York.

O violoncelista Miguel Braga, de apenas 15 anos, vislumbra com o seu talento uma promissora carreira. Aos 8 anos iniciou os seus estudos de violoncelo com Ronildo Alves. É membro da Academia Juvenil da Petrobras Sinfônica. Apresentações de destaque marcam a sua trajetória artística. Já se apresentou com o pianista Jean Louis Steurmann, e com a Orquestra Filarmônica de Goiás. Aluno de Hugo Pilger, Miguel Braga é detentor de vários prêmios em concursos, entre eles o de Jovens Solistas de Goiânia, o Nacional de Cordas Paulo Bosísio, o de Música de Câmara do Festival Villa Lobos, e o do Festival de Campos Jordão.

Uaná Etê, um espaço diferenciado em meio à natureza

Cercado por belas montanhas que retratam a beleza da região histórica, o jardim de eventos e festas Uaná Etê, carrega em seu nome a simbologia da proposta de integração da natureza à reflexão. Uaná Etê na língua indígena significa “multidão de vagalumes”, evento natural apreciado ao entardecer nas beiras de floresta, especialmente durante a primavera e verão, na região do Vale do Café.

O projeto de criação do Uaná Etê foi do casal de músicos Cristina Braga e Ricardo Medeiros, declaradamente apaixonados pela região. Cristina Braga foi também a idealizadora do Festival Vale do Café, que dirigiu até 2006. Sob a direção de Nelson Drucker e Turíbio Santos, este ano o festival completa a sua 13ª edição. Desde que imaginaram Uaná Etê, até ele se tornar realidade, muitas ideias e definições foram articuladas por diversos amigos da região e do mundo inteiro, que se empolgaram com a proposta e ficaram contaminados pelo entusiasmo do casal.

Como chegar

Uaná Etê fica na RJ 121 (antiga Estrada de Palmas) no 2265; estrada que liga Vassouras a Miguel Pereira, na área rural de Sacra Família do Tinguá, distrito de Engenheiro Paulo de Frontin, Região do Vale do Café, Rio de Janeiro.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document