segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Judy Moody e um livro para tirar as crianças do computador

Judy Moody e um livro para tirar as crianças do computador

Matéria publicada em 19 de outubro de 2015, 15:00 horas

 


Autora conta que se inspirou nas brincadeiras com suas irmãs; livro custa R$ 32

guia de leitura

Legal: A menina imaginária e suas brincadeiras no estilo antigo (Foto: Divulgação)

Hoje em dia as crianças só leem alguma coisa se estiver na telinha do computador ou do celular. Tentando trazer de volta o jeito antigo de se divertir, a escritora americana Megan McDonald criou os livros da personagem Judy Moody, que estão saindo no Brasil pela Salamandra. O mais recente é “Judy Moody e seu fantástico livro de coisas super legais para fazer”. Ensina uma porção de passatempos e brincadeiras que as crianças podem acompanhar na base do papel e lápis, que elas só costumam usar mesmo na escola.
Entre as brincadeiras Judy ensina seus leitores a construir um floco de neve, inventar seu próprio jogo de tabuleiro, transformar um peixe em um dragão e brincar de adivinhações. A autora já ganhou vários prêmios com seus livros e conta que a personagem é uma espécie de alter ego. As aventuras da Judy Moody com seu irmão Chiclete foram inspiradas em histórias que ela viveu realmente com suas quatro irmãs, quando eram muito pequenas. Atualmente a autora vive com seu marido no norte da Califórnia e tenta passar sua experiência para crianças de todo o mundo.
A parte do jogo de tabuleiro é bem interessante e até já fiz coisa parecida. Há alguns anos meu sobrinho andava com notas péssimas em geografia e nós criamos um jogo para ele aprender se divertindo. Foi só desenhar um mapa mundi em cima de uma grande folha de papel, arranjar um dado e algumas tampinhas para servirem de marcos. Eu mesmo inventei os problemas que o jogador enfrentava em cada país, como estradas bloqueadas por uma chuva torrencial no Peru ou desviar de um ciclone no oceano Pacífico.
É o tipo de brincadeira que a Judy Moody ensina para a criançada. É uma ótima iniciativa porque os pequenos já andam até com problemas de postura de tanto que ficam com cara grudada no celular ou na tela do computador. Os jogos de computador tem o seu charme, mas eles já vem prontos e a criança só tem que mexer no joystick ou nem isso. “Judy Moody e seu fantástico livro de coisas superlegais para fazer” custa R$ 32 e é o 12º volume de histórias dessa personagem.

Por Jorge Luiz Calife
jorge.calife@diariodovale.com.br

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    O nosso Maurício de Souza já faz isso há tempos com os seus personagens da turma da Mônica, e não é valorizado pelos brasileiros, e nem pelo nosso governo, e muito menos pela mídia.

    O que nós produzimos de bom não tem valia, mas o que os americanos produzem para destruir a nossa cultura há pelo menos 60 anos, é promovido até de graça.

    Raramente os professores, e profissionais, inclusive de Administração Pública indicam pesquisas na internet através de sites próprios, como o Diário do Vale, ou do autores, mas ao contrário, eles indicam C L A R A M E N T E: pesquisem no google. Nem sabem que o google é um navegador da internet sendo que existem vários como alternativas (Diga-se de passagem que não sabem porque não leem sobre o assunto). Eu por exemplo nunca usei o navegador google.

    Gente, vamos parar de doutrinar o nosso povo para serem americanizados, para serem brasileiros amebas ou zumbis. O nosso povo já não lê na Língua Portuguesa, imagine na Língua Inglesa.

Untitled Document