domingo, 24 de março de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Juliette Binoche e Kristen Stewart ‘Acima das Nuvens’

Juliette Binoche e Kristen Stewart ‘Acima das Nuvens’

Matéria publicada em 12 de abril de 2015, 16:05 horas

 


Atrizes se esbaldam em drama feito sob medida para elas, filme é uma coprodução França, Suiça, Alemanha, como é costume no cinema europeu desses tempos de crise

Talento: Binoche e Stewart no cenário nublado dos Alpes (Foto: Divulgação)

Talento: Binoche e Stewart no cenário nublado dos Alpes (Foto: Divulgação)

“Acima das Nuvens” é um daqueles filmes em estilo europeu que a gente costuma ver apenas no cine Gacemss. Mas esse não passou por aqui, e saiu diretamente em DVD. A veterana atriz francesa Juliette Binoche se une a americana Kristen Stewart e a novata Chloe Grace Moretz (A menininha assassina do “Kick ass”) para encenar um drama envolvendo o cinema e a vida das atrizes. Um filme perfeito para que essas damas possam mostrar o seu talento sem serem ofuscadas por efeitos especiais.

Binoche é Maria Enders, uma atriz de cinema consagrada no auge de sua carreira. Ela aceita participar do remake de um filme de sucesso, que ajudou a lança-la no estrelato, duas décadas atrás. Naquele filme ela fez o papel de Sigrid, uma jovem que atormenta sua chefe, Helena, até leva-la ao suicídio. No remake Enders será Helena enquanto o papel de Sigrid ficará com uma jovem estrelinha de Hollywood (Chloe Moretz) que adora aprontar um escândalo.

Enders e sua assistente partem para a locação do filme, uma região remota dos Alpes, onde se reúnem ao resto do elenco. A medida em que os ensaios prosseguem, nas montanhas acima das nuvens do título, Enders começa a se ver refletida na jovem atriz, que tomou o seu papel. Enquanto a ficção se aproxima perigosamente da realidade.

O filme é uma coprodução França, Suiça, Alemanha, como é costume no cinema europeu desses tempos de crise. O diretor é o francês Olivier Assaias, que deixou as atrizes bem à vontade em um filme feito sob medida para elas. Juliette Binoche e Kristen Stewart tem ótimos desempenhos, enquanto o estilo de representação superficial de Moretz se encaixa muito bem em mais um papel de maluquinha.

O resultado é um filme diferente, estranho, que prende o espectador até o final. Filmes sobre a arte de fazer filmes tem uma longa tradição e os melhores resultados costumam ser obtidos pelos cineastas europeus. No caso, “Acima das Nuvens” é como uma versão bizarra e trágica da “Noite Americana” do Truffaut, ainda que não chegue a qualidade daquele clássico do cinema francês.

Jorge Luiz Calife/ jorge.calife@diariodovale.com.br


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document