sábado, 4 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / MAM Resende ganha exposição fotográfica virtual no aniversário de 70 anos

MAM Resende ganha exposição fotográfica virtual no aniversário de 70 anos

Matéria publicada em 27 de maio de 2020, 16:58 horas

 


Museu de Arte Moderna recebe mostra com registros do crepúsculo em cidades das Agulhas Negras 

Resende – O Museu de Arte Moderna completa 70 anos em 2020 e, apesar das limitações impostas diante da pandemia do coronavírus, as celebrações estão acontecendo para que a data não passe despercebida pela população. Desde o dia 21 de maio, por exemplo, está em cartaz de maneira virtual a exposição “Crepúsculo”, do fotógrafo Pedro Luz.  A exposição pode ser vista através das páginas e perfis da Fundação casa de Cultura Macedo Miranda nas redes sociais.

De acordo com a direção do MAM, o fotógrafo encara o desafio de apresentar a sua primeira exposição virtual. Para isso, ele organizou seu acervo em um tema nunca antes apresentado ao público, que valoriza as cores e luzes do crepúsculo na região. Para a diretora do museu, Carmem Aguiar, a primeira exposição virtual realizada pela instituição comemora o Dia dos Museus, celebrado em maio, e o dia do artista plástico.

– A exposição do Pedro Luz se encaixa na data que homenageia os museus, mas vai além disso. Seu trabalho é inquieto e provocativo, convidando o público para uma experiência diferenciada – acredita a diretora.

A produção da exposição ‘Crepúsculo’ tem curadoria de Melissa Barretti, que junto ao artista plástico e arquiteto André Aaltonen, assina o conceito de desenvolvimento e harmonização das fotografias. A identidade visual da exposição é assinada pelo designer Luca Luz.

Sobre o artista 

Pedro Luz é carioca de nascimento e é da região das Agulhas Negras de coração. Fotógrafo desde 2003, nos últimos três anos organizou mais de 20 exposições e ministrou oficinas de fotografia criativa para as escolas públicas da região. A parceria com Melissa Barretti e André Aaltonen é frequente nestes trabalhos.

O fotógrafo se especializou em captar registros das matas, rios, montanhas e cachoeiras da Região das Agulhas Negras. Inclusive já foi convidado para inúmeras exposições na região, seu trabalho é reconhecido no Brasil e no mundo. No último mês de novembro, recebeu o Troféu Macedo Miranda na categoria de fotografia.

Exposição pode ser vista através das páginas e perfis da Fundação casa de Cultura Macedo Miranda nas redes sociais (Foto: Pedro Luz)


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document