quinta-feira, 20 de janeiro de 2022 - 03:02 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Ministério da Cultura debate aumento da participação social

Ministério da Cultura debate aumento da participação social

Matéria publicada em 29 de abril de 2015, 06:32 horas

 


Nacional – O Gabinete Digital do Ministério da Cultura começará a funcionar ainda neste ano, “sempre com a perspectiva de aperfeiçoamento ao longo do tempo”, disse semana passada o secretário de Articulação Institucional da pasta, Vinícius Wu. As informações são da Agência Brasil.

A ideia é que o gabinete promova iniciativas de consulta à sociedade, por meio de novas tecnologias digitais, associadas à renovação dos canais existentes, que são o Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC) e a Conferência Nacional de Cultura.

Wu participou, na Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, da quarta roda de conversa Diálogos em Rede sobre participação social no ministério. A caravana já promoveu encontros em Brasília, Salvador e Boa Vista. A quinta rodada de conversa aconteceu na última segunda-feira, em Porto Alegre.

Vinicius Wu informou que o objetivo dos debates é reorganizar as estruturas de consulta e diálogo do ministério com a sociedade e a comunidade cultural, de modo a pensar um modelo mais transparente e participativo.

– Isso implica mudanças no funcionamento do Conselho Nacional de Política Cultural e no modelo de conferência que temos adotado. A meta é desdobrar isso em abertura de novos canais de interação mais efetivos, transparentes e democráticos entre o Ministério da Cultura e a cidadania – fala.

O secretário ressaltou que a gestão cultural precisa ser “profundamente democrática” e contar com a colaboração da cidadania para definição de rumos.

A caravana de participação social recebeu propostas de mais amplitude ao processo de escolha de representantes da sociedade no CNPC e sugestões que tornem a Conferência Nacional de Cultura mais participativa. A ideia é que a conferência seja vista mais como processo que um evento, permitindo que a sociedade acompanhe a evolução dos temas referentes à gestão cultural.

Sobre a formação de um gabinete digital, Wu disse que as sugestões são para facilitar as possibilidades de diálogo com a agenda de políticas públicas de cultura no país.

– Ou seja, aproveitarmos a potencialidade da internet e das novas tecnologias da informação para proporcionar o acompanhamento da execução de políticas públicas na cultura e permitir que a cidadania contribua com o processo decisório da gestão cultural no país- diz.

Segundo o secretário, a previsão é que, no fim de maio ou início de junho, seja apresentado um conjunto de medidas para aperfeiçoamento desses canais, tendo como referência as contribuições recolhidas nos debates.

A reestruturação do CNPC terá duas etapas. A primeira está vinculada ao processo de eleição dos membros do conselho, previsto para este ano.

O Ministério da Cultura tem à disposição uma plataforma na internet para receber contribuições de pessoas que não participaram das atividades presenciais das rodas de debates, mas queiram dar suas sugestões.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document