quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / Moradora de Resende, Malu Rocha interpreta composições de Jobim para cinema em EP

Moradora de Resende, Malu Rocha interpreta composições de Jobim para cinema em EP

Matéria publicada em 8 de dezembro de 2019, 09:00 horas

 


Resende/São Paulo – Malu Rocha faz de sua próxima fase na carreira também um momento de resgate. Após uma extensa pesquisa sobre a obra de Tom Jobim voltada para o cinema, a artista paulistana lança o EP “Nas Trilhas do Tom” após chamar atenção com o single e clipe “Por causa de você”. O trabalho chega aos serviços de música digital pelo selo Fluve, da gravadora Som Livre, após uma longa pesquisa que selecionou cinco faixas entre as cerca de 250 músicas de Jobim em obras audiovisuais e a tempo de celebrar a vida e a obra do maestro no mês em que se completam 25 anos do seu falecimento. “Nas Trilhas do Tom” tem produção e arranjos assinada pelo premiado guitarrista argentino Victor Biglione, piano de Wagner Tiso e acordeon de Marcos Nimrichter, entre outros músicos convidados.
O EP possibilitou uma série de reencontros. Após se debruçar sobre o cancioneiro de Jobim em diferentes projetos – “O Tom da Natureza” e “O Tom da Mulher”, com repertório voltado para questões ecológicas e femininas, respectivamente -, Malu volta a fazer um mergulho profundo na obra jobiniana. Além disso, a artista teve a oportunidade de trabalhar ao lado de Tiso (no single “Por causa de você” e na faixa “O morro não tem vez”), pianista que estava presente no primeiro show que Malu assistiu, aos 12 anos, ainda em 1982, com Milton Nascimento e orquestra.
O estudo sobre o trabalho de trilhas musicais de Tom também proporcionou um retorno a este repertório para o produtor Victor Biglione que, ainda um jovem guitarrista de 18 anos, pode estudar na Berklee College of Music graças a uma recomendação de Jobim – o cantor até então não o conhecia, mas concedeu generosamente a carta ao jovem aspirante. Não por acaso, a gravação aconteceu em um estúdio no bairro do Jardim Botânico, no Rio de Janeiro, um dos lugares preferidos do compositor.
Foi ao lado de Biglione que Malu Rocha navegou este extenso catálogo musical.
– O tema é vastíssimo. Fala-se em até 250 filmes com músicas do Tom. Então, é preciso fazer uma distinção: trilhas que foram criadas por ele especialmente para determinada obra, filmes criados com as músicas dele como tema, filmes sobre o Tom e sua obra e filmes que utilizaram músicas que já existiam anteriormente. Fiquei entre os dois primeiros e escolhi entre as obras com que eu e o arranjador já tínhamos mais afinidade, que mais representassem a variedade do universo sonoro das composições do Maestro Soberano, provando que vão muito além da Bossa Nova – detalha Malu.
“Nas Trilhas do Tom” reúne diferentes fases da carreira de Tom. “Olha, Maria”, presente no filme “The Adventurers” (1970) e posteriormente regravada por Quincy Jones, foi uma composição originalmente instrumental chamada “Amparo” – rebatizada após ganhar letra ao lado dos parceiros Chico Buarque e Vinicius de Moraes. A canção foi gravada pelo próprio Tom, Chico, Ed Motta, Mônica Salmaso e outros. A já revelada “Por Causa de Você” foi escrita em parceria com Dolores Duran no final dos anos 50 e imortalizada na voz de Maysa. A faixa integra a trilha do filme “Sagarana, o duelo”, de 1974. Como o nome entrega, “Tema de amor por Gabriela” é uma música composta por Tom Jobim em 1983 para o filme “Gabriela, Cravo e Canela” e gravada originalmente por Gal Costa.
Já “A Violeira” traz novamente uma parceria com Chico Buarque, feita especialmente para o longa “Para Viver um Grande Amor” (1984), uma versão moderna do musical “Pobre Menina Rica” que foi sucesso com Nara Leão nos anos 60. A música foi eternizada na voz de Elba Ramalho. Por fim, do mesmo filme, “O morro não tem vez” foi uma das primeiras canções da dupla Tom e Vinicius em 1956 e também teve destaque na trilha da peça “O Orfeu da Conceição”, o primeiro espetáculo da história a ter atores negros se apresentando no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.
O tema do cinema é um dominador comum entre os envolvidos no projeto. Malu Rocha traz no currículo créditos tanto em trilhas, jingles e locução para audiovisual, como no departamento de figurino; e Biglione é um renomado compositor de trilhas para filmes.
“Nas trilhas do Tom” teve ainda bateria, percussão, gravação e mixagem de Roberto Alemão, saxofone de Afonso Cláudio e baixo de Jefferson Lescowich. O álbum estará disponível nas plataformas digitais pelo selo Fluve.

Música: Com o EP ‘Nas Trilhas do Tom’, a artista chega a um novo patamar na carreira (Fotos: Divulgação)

Sobre Malu Rocha

O EP “Nas trilhas do Tom” inaugura uma nova fase na carreira da artista, em atividade desde suas primeiras aulas de canto, em 1981, tendo estudado ao longo dos anos com professores como Luiz Malheiros e Ná Ozetti. Se apresentou em peças musicais desde a adolescência e integrou o J.Paulo e a Banda Óculos Escuros. Desde então, dividiu palcos com nomes como Francis Hime, Roberto Menescal, Lô Borges, Boca Livre, Gilberto Gil e Marcel Powell.
A primeira demo como artista solo viria em 1990 e, três anos depois, se apresentava em Barcelona e Lisboa. Após um período dedicado à maternidade e desenvolvimento de seu método de ensino de canto, em 2000 homenageia o repertório de Elis Regina, conquistando elogios do Mutante Sérgio Dias. No mesmo ano, o show “Meninas do Brasil” rende um álbum ao vivo onde Malu resgata o cancioneiro de cantoras e compositoras nacionais.
Em 2002, radicada no interior do estado do Rio de Janeiro, apresenta o show “O Tom da Natureza”, enfocando a vertente ecológica de Tom Jobim. O show recebe o aval do IBAMA, Paulo e Helena Jobim (filho e irmã de Tom) e contou com temporada de mais de 50 shows, incluindo um registro ao vivo no Auditório Tom Jobim, no Parque Nacional do Itatiaia.
Em 2004, homenageia os 60 anos do compositor Chico Buarque no show “As faces de Chico”. Em 2005, realiza em parceria com o cantor francês Bernard Fines o show “Samba e amor”, homenagem a Chico e Caetano Veloso. Em fevereiro de 2009, Nelson Motta inclui a música “Joana francesa” (gravada em parceria com Fines) no seu programa “Sintonia Fina”, exibido nas rádios MPB FM, no Rio, e Eldorado FM, em São Paulo. Ao longo dos anos, Malu Rocha se desdobrou em múltiplos projetos enquanto cantora, educadora vocal, locutora e outras funções.
Com o EP “Nas Trilhas do Tom”, a artista chega a um novo patamar na carreira ao lado de parceiros com trajetória igualmente longeva na música brasileira.

 

 

Carreira: Malu Rocha se desdobrou em múltiplos projetos enquanto cantora, educadora vocal, locutora e outras funções


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document