terça-feira, 15 de junho de 2021 - 07:00 h

TEMPO REAL

 

Capa / Lazer / O apocalipse do Globo de Ouro

O apocalipse do Globo de Ouro

Matéria publicada em 13 de maio de 2021, 18:45 horas

 


Acusações de corrupção levam astros do cinema a devolverem prêmios

As grandes premiações do cinema estão correndo sérios riscos. Primeiro foi o Oscar, da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, que teve a pior audiência de sua história durante a transmissão do prêmio no dia 25 de abril passado. Agora o Globo de Ouro esta sofrendo acusações de racismo e corrupção. E boicote por parte de artistas famosos. O ator Tom Cruise anunciou que devolveu os três prêmios que ganhou como parte do protesto. Cruise tem os Globos de Ouro de melhor ator por “Jerry Maguire” e “Nascido em 4 de julho” e de melhor coadjuvante por “Magnolia”.

O “Globo de ouro” é distribuído pela “Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, a HFA e seus problemas começaram quando uma reportagem do famoso jornal “Los Angeles Times” revelou que os membros da associação costumam aceitar prêmios dos produtores de filmes, para inclui-los na lista de candidatos. Segundo o jornal californiano a Paramount Network pagou uma viagem a Paris, com hospedagem em hotel cinco estrelas, para que membros da HFA visitassem o set de filmagem do seriado “Emily em Paris”. Que conta as aventuras de uma jovem norte-americana na capital francesa. E o seriado nem estava concorrendo ao premio de melhor série de televisão.

O Los Angeles Times também revelou que nenhum dos 87 membros da associação de imprensa estrangeira é negro e acusou a HFA de ser racista. O que criou um tumulto no mundo do cinema. E não adiantou nada a HFA ter dado um prêmio póstumo de melhor ator para o Chadwick Boseman, o Pantera Negra do cinema. Diante do escândalo a poderosa rede de televisão NBC disse que não vai mais transmitir a cerimônia de entrega do Globo de Ouro. E a Netflix, que foi a grande vencedora do último Oscar, também anunciou que não vai mais trabalhar com a HFA. A Amazon também se juntou ao boicote, junto com atores famosos como Mark Ruffalo e a Scarlett Johanson, a “Viúva Negra” da Marvel.

Tentando reagir ao desastre a HFA anunciou que vai aumentar em 50% o número de seus integrantes, de modo a incluir jornalistas negros. E vai proibir que o júri aceite prêmios, favores e viagens dos estúdios e produtoras de cinema. Mas por enquanto o estrago esta feito, e ninguém sabe com certeza se teremos um novo Globo de Ouro em 2022.

Desde que o primeiro Oscar foi entregue em 1929 que o objetivo de todas essas premiações é promover os produtos da indústria cinematográfica. Outro prêmio famoso, com que todos os cineastas sonham, é a Palma de Ouro do Festival de Cannes realizado na França, sempre no mês de maio. A Palma de Ouro foi criada em 1946, para promover o renascimento da indústria cinematográfica europeia, que tentava ressurgir das ruínas da Segunda Guerra Mundial. O Festival de Cannes promoveu a glória dos grandes cineastas europeus, como o italiano Frederico Fellini e o francês Jean Luc Godard. Mas serviu também para promover o cinema de países do terceiro mundo como o Brasil. Que viu seu cinema ganhar reconhecimento mundial com a vitória do filme “O pagador de promessas” de Anselmo Duarte em 1962. (E até hoje nenhum outro filme brasileiro conseguiu repetir a façanha).

Quanto a representatividade desses prémios, há também uma grande discussão. Alguns dos melhores filmes da história do cinema quase não ganharam prêmios. É o caso do “Cidadão Kane” do Orson Welles, que só ganhou uma estatueta de melhor roteiro. Ou o “2001 uma odisseia no espaço” de Kubrick que só ganhou uma estatueta de melhores efeitos visuais. Que foi dada ao diretor quando devia ter sido dada a equipe que fez os efeitos. Mas apesar dos percalços as premiações do cinema devem continuar. Porque os estúdios precisam delas para promover seus filmes.

Scarlett Johanson: Até a Viúva Negra declarou guerra ao Globo de Ouro

Jorge Luiz Calife

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Meu nome é Zé Pequeno!

    Fica a lição! Ou muda a postura ou vai fechar as portas porque o mundo está cada vez mais independente dos grandes meios de comunicação e das velhas posturas.

  2. Ainda bem que saí dessa! Agora sou concursado! Não preciso ir trabalhar no domingo nem feriado quando o chefe liga. Não preciso puxar saco de chefe. Tenho estabilidade e plano de carreira! Não precisei dar currículo pra ninguém! Agora todo final de semana e todo feriado estou em casa com minha família. E sem medo de perder o emprego!

Untitled Document